• PT
  • EN
  • ES

SET Sul: O diferencial das emissoras está no conteúdo produzido

Palestrantes discutem a produção de conteúdo no SET Sul 2017. Foto: Fernando Moura

O painel “Produção de conteúdo: mais com menos” foi moderado por Caio Klein, gerente de Operações da RBS TV, e teve como palestrantes Ricardo Milani, engenheiro de Vendas da FOR-A no Brasil; Erick Soares, engenheiro de Suporte a Vendas da Sony Brasil; e Fredy Litowsky, diretor regional da Avid no Brasil.

Klein abriu as discussões afirmando que “o diferencial das emissoras está no conteúdo produzido, pois, cada vez mais, o público telespectador está mais exigente. Além disso, as opções se multiplicam, não só nas diversas plataformas de distribuição, mas também na forma como o conteúdo é oferecido e na quantidade maior de players no mercado”.

Na palestra “A história no centro da produção em Jornalismo”, Litowsky afirmou que as empresas de mídia devem se preocupar com os conteúdos e já não tanto com a forma do que divulgam, isto é, com a qualidade técnica dos materiais noticiosos. “A historia deve estar no centro do processo de criação permitindo ao jornalista trazer conteúdo de qualquer fonte e suportando qualquer distribuição, seja On Air, via social media, web sites, veículos impressos ou rádios. É preciso criar a possibilidade de repaginar o conteúdo para estar em diversos meios de distribuição.”

O executivo da Avid disse que hoje é possível ter “uma espécie de grande contêiner onde o usuário pode integrar toda a redação em um único espaço fazendo parte do sistema para produção dentro de uma plataforma e saindo do conceito de ilhas individuais para cada fase do trabalho. Hoje, podemos supervisionar tudo em um único workflow”, ressaltou.

Erick Soares, da Sony, no painel de Produção de Conteúdo no SET Sul 2017. Foto: Fernando Moura.

Erick Soares (Sony) trouxe à Curitiba uma visão das tendências e dos usos de ferramentas para acelerar a produção de jornalismo, como base na tecnologia de transmissão de conteúdo (arquivos) e live-streaming por 4G/Wifi.

“Os pilares e desafios tecnológicos para os fluxos de trabalho com maior eficiência são os principais desafios da produção de jornalismo. Isso porque é preciso produzir mais conteúdo com a maior agilidade possível com o objetivo de simplificar o trabalho das equipes com a maximização da capacidade de produção”, afirmou.

Veja a Programação Completa do SET SUL 2017

Ricardo Milani (FOR-A) fechou o painel falando da “Next Generation Production” onde introduziu o conceito “FOR-A Team Play”, que se refere à integração de toda linha de produtos como switcher de produção, matriz, processadores, IP/SDI conversores, câmeras de alta performance e 3D sistemas gráficos.

Milani mostrou alguns cases do mercado, indicou como os produtos da empresa podem ajudar na elaboração de conteúdo (seja local ou remotamente), e abordou as vantagens do 4K em um projeto de 12K com extração. “Com o 12K Extraction, é possível extrair imagens HD da imagem produzida em 4K, como se estivéssemos trabalhando com múltiplas câmeras. É possível, então, explorar as 3 imagens em 4K captadas e dai extrair o conteúdo”, explicou.

Por Fernando Moura, em Curitiba (PR)