• PT
  • EN
  • ES

SET reativa Grupo de Estudos sobre IBB

829__300x300_iptv_internet_videoA maneira de assistir à televisão está mudando. Além do aparelho de TV ligado nos programas oferecidos pelas emissoras, as pessoas também estão consumindo conteúdo pela internet, através das OTTs.

Atualmente, essa experiência só é possível por meio do uso de tecnologias de broadcast e de broadband separadamente. No entanto, no mundo inteiro, já se discutem maneiras de integrar o sistema.

Para acompanhar essa discussão, a SET relançou o Grupo de Estudos sobre Integrated Broadcast Broadband Systems (IBB), sob a gestão do diretor de Interatividade da SET, David Britto. “O ideal é conseguirmos integrar e padronizar esses sistemas em uma única plataforma de tecnologia não proprietária”, avalia.

Os primeiros padrões sobre IBB foram estabelecidos pela International Telecommunication Union (ITU), agência da ONU especializada em tecnologias de radiodifusão e telecomunicação, que definiu as bases do sistema. “A forma, ou seja, seu conjunto de requerimentos e arquitetura já estão definidos. Quanto à sua execução (o software) já existem recomendações aprovadas e outras sendo discutidas”, explica Britto.

No Japão foi lançado o Hybridcast, (cujas especificações são discutidas no IPTV Forum), e na Europa as definições vêm sendo estudadas pelo HBBTV (Hybrid Broadcast Broadband TV). Aqui no Brasil existe o Ginga C, que faz parte do escopo de trabalho do Fórum SBTVD (Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre).

Agora, o Grupo da SET pretende acompanhar esses produtos e colaborar com o seu aperfeiçoamento no Brasil. “Nossa primeira tarefa é sensibilizar os profissionais de broadcast sobre as possibilidades do IBB”, disse Britto. “Queremos levar para as emissoras privadas e públicas as aplicações práticas da tecnologia e fomentar o seu envolvimento no Fórum SBTVD”.

Além do diretor de Interatividade da SET, o Grupo de Estudos sobre IBB será coordenado por Daniell Domingos, membro da SET e experiente profissional e engenheiro nesta área de conhecimento e, como vice-coordenador,    Hernan Perrone, gestor de projetos na TOTVS.

As reuniões do Grupo de Estudos sobre IBB serão realizadas presencialmente sede da SET em São Paulo e, eventualmente, por teleconferências.  As atividades estão abertas à todos os associados da SET e demais interessados no tema. Para participar, basta enviar uma mensagem para geibb@set.org.br com nome, telefone, e-mail, empresa e cargo.

Serviço:

Grupo de Estudos sobre IBB – SET

Gestor: David Britto

Coordenação:  Daniell Domingos e Hernan Perrone

Informações: geibb@set.org.br