• PT
  • EN

Programação regional força com o OTT

Texto: Fernando Gaio, de Las Vegas

Os modelos de negócio para operações OTT regionais ou locais foram analisados no segundo dia do congresso NAB Show. Durante o painel “Business Models for Local OTT”, o executivo da CBS Adam Wiener enfatizou a oportunidade de levar programações com conteúdos locais para outras regiões através das infraestruturas de telecomunicações (OTT). Para Wiener, há muitas pessoas longe de suas cidades de origem ou com interesses especiais que podem usufruir de uma programação regional.

Ao atrair audiências além das fronteiras geográficas, os canais regionais também ampliam as suas fontes de financiamento com novos patrocinadores. O executivo da CBS, relata que as métricas para análise  de audiência seguem evoluindo para definir os valores a serem cobrados. A CBS já tem uma operação Over The Top (OTT)  bem estabelecida, com resultados publicitários relevantes. As suas plataformas CBS All Access e Showtime têm alcance além da sua área de cobertura regional e contam com 8 milhões de assinantes. A expectativa é chegar a 2020 com 25 milhões de assinantes.

Mas como cativar a audiência local? A resposta quase sempre é: Jornalismo. Se ninguém conhece melhor as realidades de cada região, nem tem credibilidade a tanto tempo, o melhor é se unir a eles. Este caminho foi apresentado pelos demais participantes do painel, como Rebekah Dopp, executiva do Google, ao explicar que a plataforma sempre procura novas formas de apoiar e trazer o jornalismo para perto de si. “Sempre perguntamos, o que mais pode ser feito para ajudar os jornalistas a produzirem e distribuírem as suas historias. Estamos dispostos a criar ferramentas para ajuda-los”. Para o Google esta clara a relevância do jornalismo regional para realizar uma tarefa que eles não conseguem fazer sozinhos.

Daniel Barreto, CEO da Haystack TV, também lembrou que o OTT permite transmissões simultâneas e complementares, favorecendo a personalização do consumo de mídia.  A Haystack TV é  uma agregadora de conteúdos que reúne produtos de grandes grupos, como ABC, CBS, NBC e Fox, mas também de outros 200 produtores. O seu aplicativo já esta presente em 38% dos televisores norte-americanos e atinge 85% do pais. Através dele, o espectadores podem definir preferencias e criar uma programação particular, baseada nos seus interesses.

Post Tags: