• PT
  • EN
  • ES

UM ANO DE GRANDES CONQUISTAS

ENTREVISTA
UM ANO DE GRANDES CONQUISTAS
A  SET  TEVE  UM  ANO  MARCANTE.  A  GRANDE  PROCURA  PELOS  SEUS  EVENTOS  E  A  DEFINIÇÃO  DO  PADRÃO  SBTVD-T  FEZ  DE  2006  UM  ANO  DE  SUCESSO  PARA  O  SETOR.  EM  ENTREVISTA,  ROBERTO  FRANCO,  PRESIDENTE  DA  SET,  COMENTA  ESSES  ACONTECIMENTOS.

Como você avalia o ano de 2006 para a SET?
Este foi um excelente ano para a SET por vários fatores. Nossos eventos foram um sucesso. O SET e Trinta, que realizamos dentro da NAB teve uma grande procura: mais de 200 participantes. Além do tradicional “Breakfast”, inovamos com a introdução do “Lunch Break” e do “Happy Hour”. Esse é o único evento internacional dentro da NAB e a participação dos brasileiros tem sido cada vez maior, o que, conseqüentemente tem chamado a atenção dos organizadores. Mas, nosso sucesso não parou por aí. Além dos seminários regionais que tradicionalmente realizamos pelo Brasil afora (Sudeste, Centro-Oeste e Norte), realizamos pela primeira vez o SET Nordeste. Foram encontros, onde os profissionais puderam assistir a apresentações retratando a atualidade e as perspectivas da convergência digital, gerenciamento, produção, transmissão, distribuição e exibição de conteúdo eletrônico multimídia que atendem aos mercados de cinema digital, Internet, indústria, produção, rádio, telecomunicações, TV aberta e TV por assinatura.

E em relação ao Congresso?
Ah! O Congresso nem se fala. Na minha opinião, foi um dos melhores de todos os tempos. Dentre o enorme número de participantes, contamos com a presença do ministro das Comunicações, Hélio Costa, da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, de Secretários de diversos Ministérios, e da Anatel. A abertura do evento contou ainda com a participação dos presidentes da ABERT, da ABRA, da ABRATEL, da ABTA e da AESP. Durante três dias, 33 painéis foram realizados e, 150 palestrantes e 1.300 congressistas discutiram sobre diversos temas. Além disso, a feira de equipamentos Broadcast & Cable que apresentou as novidades e avanços do setor com empresas nacionais e internacionais, teve 150 expositores, sendo 30 estrangeiros e aproximadamente 12.500 mil visitantes. Recebemos uma comitiva de 70 pessoas, composta pelos principais executivos técnicos das empresas de radiodifusão da América do Sul. A audiência foi a melhor possível. Todos os envolvidos nesta realização estão de parabéns, em especial, o Pelegio, o Olímpio e o Staff da SET, liderado pela Anna.

Você acha que isso se deve à definição do padrão de TV digital?
Não foi o único fator. O aquecimento da mídia no primeiro semestre contribuiu muito para o interesse, porém, o grande destaque do ano foi sem dúvida alguma a definição do sistema de TV digital para o Brasil. Após anos e anos de muita discussão e avaliação técnica, o governo brasileiro, em junho, decidiu pelo padrão Integrated System Digital Broadcasting (ISDB) como base do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T). Há realmente um grande interesse nacional pela implantação da TV digital, principalmente pelas possibilidades de aquecimento do setor de radiodifusão uma vez que envolve todos os segmentos, desde a criação de conteúdos até a sua transmissão e chegada ao telespectador.
Agora, esses profissionais estão ávidos por informações sobre SBTVD e, a SET tem por missão educar e distribuir esse conhecimento aos interessados, orientando no que fazer.

“Creio que 2007 será um ano de muitas decisões e trabalho para todos nós. Temos de arregaçar as mangas e trabalhar para que as primeiras transmissões comerciais aconteçam.”

Quais mudanças aconteceram na SET esse ano?
Ao meu ver, as principais foram a criação da diretoria executiva, a mudança do estatuto e no nome da SET. Fizemos ajustes de acordo com o novo código civil. Em relação ao nome, deixamos de ser Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão e Telecomunicações, resgatando a denominação original, Associação Brasileira de Engenharia de Televisão. Outro avanço, é a possibilidade de se criar comitês também nas diretorias regionais, como forma de gerar, no futuro, capítulos regionais . A Diretoria Executiva, ocupada pelo Munhoz, que por certo trará mais agilidade. Também gostaria de ressaltar que a Revista da SET recebeu o seu número de ISSN que a coloca como uma publicação oficial reconhecida internacionalmente.

Como está o andamento da implantação da TV digital?
Estamos vivendo um momento de grande ansiedade. Em junho, o Presidente Lula publicou o Decreto nº 5.820 considerado o marco que estabelece o início da implantação da TV Digital terrestre no Brasil. Em seguida, através de Portaria editada pela Casa Civil, foi criada a Câmara Executiva do SBTVD, formada por representantes dos setores diretamente afetados e missão de agilizar a criação do Fórum Brasileiro de TV Digital e, como um Fórum interino, assessorar o Comitê de Desenvolvimento do SBTVD. Em novembro, foi realizada com sucesso a Assembléia de fundação do Fórum, quando foi aprovado o estatuto Social e eleitos os membros do Conselho deliberativo, do Conselho Fiscal além do Presidente e Vice-Presidente. Os trabalhos de especificação do sistema estão bem avançados e é esperado que no final de dezembro tenhamos a primeira versão das normas concluída. Nossa meta é termos o início das transmissões comerciais em 3 de dezembro de 2007.
Roberto Franco
Para Roberto Franco 2006 foi um dos melhores anos da SET. Ele acredita que todas as mudanças iniciadas nesse período, serão continuadas e aprofundadas em 2007, resultando num ano de muito trabalho.

O que você espera para 2007?
Espero que a SET, além de repetir o sucesso de 2006, continue inovando e oferecendo cada vez mais valor ao seu associado. Novas tecnologias continuarão surgindo exigindo que aumentemos nossa capacidade de adquirir, gerar e distribuir conhecimento. A partir do ano que vem, o SET e Trinta fará parte da programação oficial da NAB, o que com certeza atrairá um público ainda maior. Queremos também envolver a América Latina nesse evento e, para isso, convidaremos os principais executivos das redes latinas para que formem suas delegações e participem do encontro.