• PT
  • EN
  • ES

Novas Possibilidades de Divulgação da SET são debatidas na Segunda Reunião da Diretoria

INSIDE SET


A segunda reunião anual da diretoria da SET teve como tema principal o Congresso SET 2011. Porém novas possibilidades de divulgação da entidade também foram assuntos debatidas na reunião. Com entusiasmo a presidente Liliana Nakonechnyj e os demais diretores e membros das diretorias receberam as notícias de que, a SET estaria nas redes sociais – Facebook e Twiter – e o Comitê Internacional da diretoria internacional já estava formado.

A reunião começou no período da manhã com a presidente Liliana e o diretor executivo José Munhoz apresentando os trabalhos realizados durante o primeiro bimestre e a temática da reunião. Na sequência os participantes dos cinco grupos – Tecnologia, Ensino, Regionais, Internacional e Marketing/Eventos/Editorial –, que estavam na reunião, se juntaram com os demais integrantes do seu grupo para discutir os temas pertinentes a cada diretoria, tendo como foco os preparativos para o Congresso SET 2011. Após o intervalo, no período da tarde, os grupos apresentaram suas temáticas.

O primeiro grupo a se apresentar foi o de tecnologia composto por Olimpio Franco, Alexandre Sano, Cícero Marques, Alex Pimentel, Marcello Azambuja, Roberto Franco, Paulo Kaduoka, David Britto, Carlos Coelho, Ronald Barbosa, Celso Araujo. O vice-diretor de tecnologia, Alexandre Sano, falou em nome do grupo que fez uma prévia da grade do programa do congresso e quais os temas do congresso passado seriam mantidos este ano.

O diretor de marketing, Claudio Younis, apresentou os trabalhos do grupo Marketing/ Eventos/Editorial formado por Amaury Pereira Filho, Salustiano Fagundes, José Marcos, Claudio Younis, Daniela Souza, André Altieri, Silvino Almeida, Almir Almas, Marcio Pereira e Valderez Donzelli. Além dos preparativos no tocante a estrutura do evento, comunicação visual, Prêmio SET e divulgação do congresso, o grupo também debateu sobre outros eventos e parcerias que podem divulgar a SET.

Um dos eventos que entrou em pauta foi o SET Esportes. “Voltamos com a ideia de fomentar o SET Esportes. A princípio o evento seria no Rio de Janeiro para trazer a indústria e os setores envolvidos nesta área para falar de tecnologia de áudio e vídeo. Quem quiser ajudar este evento pode entrar em contato conosco. Toda ajuda será bem vinda”, salientou Claudio.. Também foi cogitada a hipótese de realizar um evento em Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais. O projeto ainda deve ser estudado e desenvolvido.

Na sequência foi a vez do grupo Internacional formado por Herbert Fiuza e Enio Jacomino. O diretor internacional, Herbet Fiuza, anunciou a formação do Comitê Internacional e ressaltou a importância do site da SET para o comitê. “É muito importante ter um site incrementado para que ele seja uma ferramenta de trabalho e consulta para o nosso Comitê Internacional, que tem cinco integrantes, um japonês, dois de língua espanhola, um inglês e um brasileiro, espalhados pelo mundo. Nós pensamos em ter um espaço dentro do site para que as contribuições deste comitê fossem postas nele”. Liliana acredita que para que isto aconteça é importante que haja um administrador/ moderador deste espaço para haver um retorno do que é postado. “Eu acho que ter um blog no site é maravilhoso, mas é importante ter um responsável por este blog que acompanhe tudo o que acontece nele diariamente”.


Outro ponto salientado pelo diretor foi o objetivo de estreitar as relações com grupos internacionais, porém não com missão comercial, mas sim em divulgar a SET em eventos de outros países. O vice-diretor Enio Jaconimo conclui dizendo que “as informações de mercado que os grupos internacionais querem, podem ser solicitadas pelas empresas internacionais diretamente à Câmara de Comércio da Embaixada de cada país. As informações não devem ser fornecidas pela SET para preservarmos nossos associados”. Liliana completou dizendo que, “o ideal seria fazer uma troca com essas empresas ou grupos para termos a participação deles no nosso congresso e em contrapartida a SET ter um espaço no evento deles”.

O professor, Frederico Rehme, membro do comitê da diretoria de ensino, apresentou as propostas do grupo de ensino formado por Carlos Nazareth, Marcela Murad, Rodrigo Arnaut, Frederico Rehme, Valdecir Becker e Eduardo Bicudo. Ele relatou como estavam os preparativos para o Seminário Acadêmico dentro do congresso, as escolhas dos temas, o uso do sistema JEMS. Ele elogiou os papers de divugação e as chamadas no site. Foi sugerido que os temas do Seminário sejam distribuídos dentro da grade do programa sendo parte de um determinado assunto.

Ao final da apresentação anunciou a possibilidade de a SET estar nas redes sociais– Facebook e Twiter – com um moderador voluntário e convidou o engenheiro Rodrigo Arnaud para falar sobre o assunto. De acordo com Rodrigo o trabalho seria feito em parceria com o engenheiro Valdecir Becker. Ele se propôs a fazer implementação do Twiter com moderação e o acompanhamento da agenda. Nesta página teriam os avisos da SET recebidos pelos seguidores a cada atualização sem gerar o spam – muito comum nos e-mails. Para o Facebook a proposta é criar uma fan page com depoimentos da diretoria e dos associados. Segundo Rodrigo, a intenção é fazer uma avaliação após o Congresso para saber quais os benefícios e os aspectos a serem melhorados e se foi uma boa alternativa de divulgação.

O engenheiro, Marcello Azambuja, alertou para a constância na emissão de notícias consistentes e para o fato de não criar resposta, que acaba fazendo uma propaganda negativa da entidade. Segundo Rodrigo, “no primeiro item é possível ter um re-twiter do assunto e colocar apenas o que é interessante para o seguidor. Com relação à resposta é possível moderar, sem cortá-las e, se for algo negativo, mudar o foco do que está acontecendo na página”. Liliana parabenizou a iniciativa de Rodrigo e Valdecir e acredita que pode ser uma boa experiência da SET nas redes sociais.

O consultor Eusébio Tresse apresentou as propostas do grupo Diretorias Regionais composto por Eusébio Tresse, Esdras Miranda, José Raimundo Cristóvam, Vanessa Lima, Emerson Weirich e Felisberto Silva. Na pauta apresentada pelo consultor estavam outras formas de parceria, divulgação e arrecadação de fundos para pagamento dos eventos regionais.

Segundo Tresse, “além dos consultores e palestrantes das empresas patrocinadoras, procuramos, no meio acadêmico, pessoas afinadas com os temas abordados e com experiência na área profissional para falar na mesma linguagem da plateia”. O assessor institucional da SET, João Braz Borges, sugeriu que os diretores da SET que estejam próximo ao local do evento regional participem fazendo uma palestra sobre um determinado assunto que o diretor regional julgue importante para aquele evento.

Na opinião de Tresse, “é importante continuar com o tema Single Frequence Network (SFN) porque os casos que conhecemos de implantação não têm nenhum fácil. É preciso que a pessoa conheça o assunto, porque se tem transmissor de um fabricante e link de outro fabricante, a chance de ter confusão é grande, apesar dos dois estarem dentro da norma. Então a operação não pode ter dúvida e nós temos a função de fazer estes esclarecimentos”.

Liliana alertou para a ficha de avaliação dos participantes após o evento para que haja subsídio para saber como estão indo os eventos. E mais uma vez Liliana salientou a importância de o conteúdo das palestras ser de cunho informativo no tocante a cases, problemáticas, soluções e inovações.

Tresse concluiu sua apresentação dizendo que desde o ano passado os integrantes da diretoria das regionais estão ajustando os eventos e procurando fazer os acertos. “Eu acredito que a partir de 2012 estaremos com todos os pontos afinados”.

A SET, agora, tem mais duas ferramentas para se comunicar e divulgar seu trabalho entre seus associados e todos os interessados em tecnologia que navegam na internet. A entidade faz parte das redes sociais – Twiter e Facebook pelas páginas: www.twitter.com/SetEngenhariaTV e www. facebook.com/pages/SET-Sociedade-Brasileira- de-Engenharia-de-Televisão/24237812 5781262?sk=wall. A iniciativa partiu dos engenheiros Rodrigo Arnaud e Valdecir Becker, ambos membros do comitê de ensino da SET.

De acordo com Rodrigo, para a inserção eles utilizaram programa TweetDeck para alimentar as mensagens no Twitter e no Facebook. Este último como possui outros recursos além de mensagens, foi utilizado direto pela página da própria rede social, para inserir conteúdos mais ricos, como fotos, vídeos, agenda de eventos e outras informações.

A moderação das páginas está sendo feita em conjunto pela equipe da SET do Rio de Janeiro e pelos engenheiros Rodrigo e Valdecir. Dependendo do assunto da moderação, cada um faz a sua colaboração e também responde ao que é postado. Mas qualquer membro pode fazer a moderação, ou até mesmo profissionais da área que, voluntariamente, acessarem as nossas redes sociais e compartilharem a informação. O engenheiro ressalta a importância dos moderadores, pois uma marca – seja ela de qual setor ou segmento – é necessário que seja monitorada em todos os canais de comunicação, não somente nas mídias on line ou eletrônicas, mas nas mídias off line, para evitar opiniões negativas em sua rede social.

De acordo com Rodrigo Arnaud, nós começamos pelo Twiter e Facebook em função do volume e público que eles desejam atingir. Dados do Ibope de dezembro de 2010 mostram que no Twiter são 17 milhões de usuários e no Facebook são 13 milhões. Segundo uma pesquisa do IBOPE e Comscore, em abril de 2011 quase 50 milhões de internautas acessaram as redes sociais pelo menos uma vez por mês. Diante destes números, a dupla avalia as perspectivas de fazer parte do Orkut, Linkedin e agora o Google+.

“As redes sociais fazem parte de uma visão da atual diretoria da SET, em expandir o canal de comunicação com o público, que está cada vez mais utilizando as redes online. Outro aspecto é que além de somente visualizar conteúdo, como ocorre no site, as redes sociais vão permitir que os próprios “seguidores” colaborem com informações e também divulguem o conteúdo da SET entre seus amigos virtuais na rede”, conclui Rodrigo.

“Estamos no começo, mas acreditamos que com o Congresso da SET 2011 e a feira Broadcast & Cable, os acessos vão crescer significativamente. Acredito que estamos vivendo em uma nova era, costumo chamar de era transmídia, onde todos possam acessar, criar e compartilhar”.

Se quiser conhecer as páginas da SET nas redes sociais e fazer parte delas acesse:
Twiter – www.twitter.com/SetEngenhariaTV
Facebook: www.facebook.com/pages/SET-Sociedade-Brasileira-de-Engenharia-de-Televisão/242378125781262?sk=wall

Gilmara é editora da Revista da SET. E-mail: gilmara@gelinska.com