• PT
  • EN
  • ES

Homenagem ao Professor Fujio Yamada

É com grande satisfação e orgulho que prestamos nossa homenagem e agradecimentos a você nosso companheiro de profissão, engenheiro e professor, Fujio Yamada, que contribuiu com o setor de radiodifusão brasileiro com o seu conhecimento, sua dedicação e seus ensinamentos.

“O meu pai sempre teve duas paixões: TV e lecionar. Lembro-me, ainda pequeno, assim que foi lançada a TV em cores, por volta de 1974, ele a comprou com uma enorme felicidade. E assim foi com as TVs transistorizadas, estéreo, de LCD e de LED. A TV era a “internet” das décadas de 1970 e 1980, pois permitia a divulgação de fatos e entretenimento de forma rápida e de grande cobertura. Ele era entusiasta dessa tecnologia! E lecionar também sempre foi parte integrante da sua vida. Lecionava à noite no Mackenzie, na área de telecomunicações, após um dia inteiro de trabalho nas multinacionais pelas quais passou”, lembra seu filho, Alexandre Yamada.

“O professor Fujio Yamada é uma figura que será difícil substituir no álbum da Universidade Presbiteriana Mackenzie”. Com estas palavras o professor Francisco Sukys, demonstra a importância que o professor Yamada teve na área acadêmica. Ele lembra como foi trabalhar com o colega de profissão durante 42 anos, na Universidade Presbiteriana Mackenzie. “Eu tive a oportunidade de conhecer o Fujio em 1968, quando fomos convidados para lecionar na Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Na época nós trabalhávamos na indústria e a nossa participação na Universidade se limitava em lecionar algumas aulas no período noturno e nas manhãs dos sábados. Mesmo atuando ativamente na indústria, em pouco tempo ele se tornou chefe do departamento de eletrônica da Escola de Engenharia Mackenzie, cargo que assumiu por várias vezes, sempre com desempenho exemplar”.

O professor Fujio Yamada teve uma importante participação nas pesquisas sobre Rádio e TV digital da Universidade Mackenzie. Desde 2003, através do Laboratório de Rádio e TV Digital do Mackenzie, participou ativamente na expansão do Sistema Brasileiro de TV Digital para os outros países da América Latina e das pesquisas e desenvolvimento de temas ligados ao sistema de TV digital brasileiro: análise e testes de novos sistemas de televisão digital; dispositivo medidor de recepção de sinais de televisão digital; estação experimental de TV digital; TV experimental, da FINEP; Rádio digital; antena para TV digital e afins. Atualmente estava liderando o projeto de implantação de transmissores experimentais de TV digital na Universidade Mackenzie (canais 12 e 60), com o objetivo de comparar o desempenho de recepção nas faixas de VHF e UHF. O professor Fujio gostava muito da vida acadêmica, tanto que conquistou dois diplomas de curso superior. O primeiro de Engenharia Elétrica, em 1963. E o segundo de Administração de Empresas, em 1975. Ambas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Além das suas duas faculdades, em 1966, fez mestrado em Enkyori Tsushin Course – University Of Tokyo e concluiu sua pós graduação com doutorado em Telecomunicações pela Universidade Mackenzie, em 1981. Em 2008 o professor recebeu uma homenagem pelos seus 40 anos de Magistério no Mackenzie e pelo Centenário da Migração Japonesa, do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Sua vida profissional começou no Japão. Logo após graduar-se ele se candidatou a uma bolsa de estágio oferecida pelo governo japonês (AOTS) em companhias localizadas no Japão. Ao ser agraciado com está bolsa ele foi designado a ser trainee na NEC do Japão. Após o período de estágio ele também cursou o mestrado na universidade de Tokyo trabalhando na Nippon Telegraph and Telephone Corporation (NTT). Após voltar ao Brasil, trabalhou em diversas multinacionais da área de telecomunicações. Sempre envolvido com a área de engenharia, trabalhou durante 20 anos na Philips do Brasil, como gerente de teste e de implantação, entre 1984 e 1991, como gerente da área de pesquisa. Em seguida desenvolveu trabalhos na PCI Produtos de Informática do Brasil, atuando também como gerente de engenharia e desenvolvimento de sistemas de redes, até 1996. De 1966 a 2003 participou de projetos de engenharia de transmissão na Nextel Telecomunicações do Brasil, porém, seu vínculo institucional com a empresa foi somente entre os anos de 1996 e 2002.

A partir de 2004, passou a se dedicar integralmente à Universidade e, particularmente, ao Laboratório de Rádio e TV Digital do Mackenzie. “Foi então que eu tive a oportunidade de conhecer a sua real capacidade de trabalho. Sempre com justiça e honestidade, ele conseguiu incentivar e liderar a execução de dezenas de trabalhos e publicações que, várias vezes, foram por ele apresentados em congressos, tanto no Brasil como no exterior”, lembra Francisco Sukys.

Sua produção bibliográfica é longa e os leitores podem encontrar muitos artigos e resultados de suas pesquisas realizadas em conjunto com outros professores do Laboratório TV Digital do Mackenzie publicados na Revista de Radiodifusão e na Revista da SET. Também participou do livro TV Digital – Conceitos e Procedimentos de Teste (editora Mackenzie, 2005). O professor teve trabalhos completos sobre o sistema de TV digital publicados em anais de congresso, bem como resumos expandidos. Em 2006 participou do Congresso SET falando sobre a avaliação dos sistemas de TV digital terrestre.

O meio acadêmico tinha um exemplo de dedicação aos estudos e ao ensinamento. O professor foi orientador de muitos alunos da área de engenharia do Mackenzie. A diretora editoral da Revista da SET, Valderez Donzelli, foi uma de suas alunas, no curso de mestrado . A engenheira de projetos de telecomunicações da TV Globo, Carolina Duca Novaes, sua aluna na faculdade e estagiária no Laboratório de TV Digital do Mackenzie, afirma que nunca pensou em outra pessoa para ser seu orientador no mestrado na área de transmissão digital. “Ele era o melhor! Eu e o professor Fujio fizemos um trabalho sobre redes de redistribuição de sinais utilizando Single Frequency Netowork (SFN), onde realizamos um comparativo da eficiência em se utilizar um único transmissor de alta potência ou “n” No dia 21 de maio aconteceu a segunda reunião anual da diretoria da SET, onde foi realizado um balanço das atividades da associação que já aconteceram neste ano. O tema central da discussão foi o Congresso transmissores com menor potência. Seja como aluna ou como colega de profissão, por diversas vezes recorri ao professor Fujio que sempre tinha algum artigo, documento ou idéia, que era exatamente o que estava precisando. Ele sabia como ninguém nos fornecer as ferramentas necessárias para sempre evoluirmos como profissionais”.

Casado, pai de quatro filhos – três engenheiros e um médico – e avô sempre foi uma pessoa dedicada à família. “Meu pai estava sempre querendo ajudar todo mundo, justo, pro-ativo e incansável. Realmente, um exemplo e ícone para todos nós”, lembra o filho Alexandre. O professor Fujio Yamada morreu no dia 17 de março de 2011, em decorrência de um traumatismo craniano após uma queda acidental em fevereiro.

Obrigado por todo seu legado, Professor Fujio Yamada.

Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET)