• PT
  • EN
  • ES

Em dia

EM DIA

Cebit 2008: ‘Era 4.0’ está próxima
Um futuro em que “a tecnologia e a raça humana são uma só” está rapidamente se aproximando, disse Nils Müller, CEO da TrendOne, uma empresa alemã de análise de mercado, no primeiro dia da Cebit 2008, em Hannover, Alemanha. “O entretenimento passivo simbolizado pela televisão marcou a era 1.0. A web 2.0 viu o nascimento de conteúdos gerados pela audiência, como blogs e podcasts. A atual era 3.0 representa um período em que os usuários estão mais engajados com o mundo virtual e com a mídia digital”, explicou Muller, enfatizando que as evidências da era 4.0 – um mundo em que seres humanos podem fazer atualizações de si próprios por meio de extensões tecnológicas – já aparecem nas gerações mais novas. “Nossas crianças vão conversar com a web da mesma maneira que conversam com um amigo”, disse Muller.
Uma empresa do Reino Unido chamada Musion desenvolveu um sistema de projeção holográfica 3-D. Recentemente, a Cisco Systems usou um sistema para “irradiar” alguns dos seus executivos fazendo um discurso. Segundo Muller, holografia será ferramenta fundamental para a próxima geração de televisores. “Mais importante do que uma única tecnologia que se destaque é o fato de que a distância entre humano e tecnológico talvez desapareça”, sugere.

Sistema para envio online de vídeos em alta definição
A BitGravity, especializada na distribuição de conteúdos em alta velocidade, revelou, durante a feira DEMO 2008, o sistema LiveBroadcast, que permite o envio e recebimento de vídeos de alta definição pela Internet. O público-alvo da tecnologia são grandes empresas de mídia, que tenham recursos para transmissão de alta qualidade para oferecer conteúdo ao vivo pela web. A tecnologia deve ser um diferencial utilizado por empresas que desejam transmitir seus eventos pela web com alta qualidade.

Brasil fecha 2007 com 8,1 milhões de conexões de banda larga
O Brasil fechou 2007 com 8,1 milhões de conexões de banda larga, com números impulsionados pela adoção do acesso por redes sem fio, segundo dados da pesquisa Barômetro Cisco de Banda Larga. A tradicional pesquisa aponta que foram registradas 7,49 milhões de conexões de banda larga tradicional, aumento de 30,5% em relação a 2006, enquanto o número de conexões feitas por redes celulares atingiu 602 mil, aumento de 124% em relação ao terceiro trimestre do ano. O aumento é menor que os 41,3% registrados entre 2005 e 2006 para conexões fixas pela Cisco.
Em números absolutos, foram registradas 5,5 milhões de conexões ADSL e 1,4 milhões por cabo, enquanto linhas dedicadas ficaram com os cerca de 500 mil restantes, o que dá à ADSL a liderança do setor, com 74% de participação, seguida pelo cabo, com 23%. Segundo a Cisco, os números indicam que 13% dos lares brasileiros têm internet por banda larga. O acesso doméstico é responsável por 87% das conexões e teve aumento de 31% em 2007, enquanto o segmento corporativo cresceu em ritmo mais lento, com aumento de 26,5%.
São Paulo  continua sendo a região com maior consumo de banda larga no Brasil, com 40,2% de participação em todo o país e aumento de 33,5% no número de assinantes em 2007.

Sun une-se ao Fórum SBTVD
A Sun Microsystems e o Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD), anunciaram a assinatura de memorando de entendimentos (MoU), unindo esforços no desenvolvimento de plataforma de conteúdo de código aberto, baseada em tecnologia Java, para uso no desenvolvimento de aplicativos interativos para televisão digital. A solução deve ser publicada no site www.ginga.org.br, onde está o middleware do sistema brasileiro.
De acordo com Luiz Maluf, diretor sênior de estratégias para governo da Sun, o acordo prevê que a empresa desenvolva as especificações da nova plataforma em seu laboratório da Califórnia (EUA) e o Fórum SBTVD crie, no Brasil, os códigos-fonte que serão utilizados. Segundo o executivo, o diferencial da solução está no fato de, além dos fabricantes de equipamentos, também os radiodifusores ficarem livres de custos na difusão de conteúdo interativo. O acordo permitirá que empresas globais utilizem a tecnologia Java para criar e implementar ferramentas de interface e serviços para TV interativa aos brasileiros que adotarem HDTV e dispositivos móveis para o ISDB-T, padrão brasileiro de TV digital.

Vivo lança celulares com TV digital
A Vivo apresentou celulares compatíveis com a recepção do sinal aberto da TV digital brasileira, permitindo o livre acesso à programação normal das emissoras de televisão em qualquer lugar onde o sinal esteja disponível. Os clientes da Vivo poderão assistir, pelo celular e em tempo real, à grade dos canais da Rede Globo, SBT, RedeTV, MTV, Record, Bandeirantes e Gazeta. Os aparelhos chegam inicialmente às lojas de São Paulo da Vivo em abril, onde a TV digital já está disponível e nas demais localidades à medida que as emissoras coloquem em operação o sinal de TV digital.
Inicialmente, a Vivo oferecerá aos seus clientes dois modelos de telefones celulares compatíveis com o sinal de TV digital fornecidos pelos fabricantes Samsung e Semp Toshiba. O aparelho da Samsung foi apresentado ao presidente Luis Inácio Lula da Silva e ao ministro das comunicações Hélio Costa, na fábrica da empresa em Campinas.