• PT
  • EN
  • ES

Carta ao leitor

Tin-tin. Comemoramos os 21 anos da SET. Fundada em março de 1988, a entidade acumula grandes realizações, como a revisão do PAL-M, a contribuição – de fundamental importância – na criação de um padrão brasileiro de TV digital, a participação na NAB e no IBC, o SET e Trinta, os eventos regionais, os testes do Rádio Digital, os Congressos e muitas outras. Que venham, pois, muitos outros aniversários!

Nesta edição destacamos um mercado alternativo com um retrato do atual estágio de desenvolvimento das TVs Corporativas, incluindo seu papel no Ponto de Venda, segmento da área de comunicação que cresce a taxas muito altas não só no Brasil, mas em todo o mundo. Nossa reportagem ouviu os fornecedores desses serviços, seus clientes e traçou um panorama bem completo do setor.

Na seqüência da série de regionalização da TV Digital, engenheiros e técnicos da TV Integração (de Uberlândia) da TV Cidade Verde (de Teresina) e da TV Tribuna (de Santos) contam as soluções que adotaram e como superaram as dificuldades da fase de implantação.

Nosso entrevistado é o eng. Ronald Siqueira Barbosa, diretor de Rádio da SET, que nos mostra como está o processo para a definição do padrão do Rádio Digital no Brasil.

Também sobre Rádio Digital, estamos retomando a publicação da série de artigos sobre os trabalhos desenvolvidos pelos profissionais do setor, envolvendo pesquisas, demonstrações e testes para avaliação do comportamento do Rádio Digital na cobertura das cidades brasileiras, que resultou no relatório entregue ao Ministério das Comunicações.

Com o titulo CBC apresentamos ao leitor como funcionam as Comissões Brasileiras de Comunicações (CBCs) que, estruturadas em quatro comissões, coordenam as atividades de desenvolvimento das recomendações internacionais de rádio e televisão na ITU, no Citel e no Mercosul e como você pode participar e contribuir com esse trabalho.

O artigo sobre cinema digital, escrito pelo nosso diretor de marketing, João Braz, nos mostra os passos para a migração do cinema para a digitalização, desde os requisitos técnicos até o direito autoral.

Nesta edição o One Seg deu lugar à “Nota aos Radiodifusores” elaborada pela Abert com o nome “A Radiodifusão mais uma vez corre o risco de perder espectro, para as empresas de telecomunicações”, que alerta sobre as faixas de UHF utilizadas para transmissão e retransmissão de sinais de TV – analógica e digital – e SHF, utilizadas para enlaces, estúdio, transmissor, externas e repetição de TV.

Acompanhem as realizações da SET na seção Inside SET, em que falamos da primeira reunião da diretoria da SET, no dia 7 de março e do nosso primeiro evento , o SET Sudeste – realizado em Belo Horizonte com o apoio da TV Alterosa.

Boa leitura!

Valderez de Almeida Donzelli
Diretora editorial
valderez@set.com.br

Revista da SET – ed.106