• PT
  • EN
  • ES

IP e 4K, fatos e tendências da indústria

Felipe Andrade (SAM Snell Advanced Media)

Felipe Andrade (SAM Snell Advanced Media) realizou uma abordagem técnica-comercial do que denominou “tecnologias emergentes como vídeo sobre IP e UHD, e como o mercado broadcast se prepara para adotá-las”.

A conversa começou com o overwiew da SAM Snell Advanced Media e como ela chegou aos dias de hoje depois de várias aquisições, sobretudo a compra da Quantel em 2014. “Até hoje trabalhamos com canal de vendas, agora teremos uma presença direta no Brasil com escritórios próprios no Brasil, para estar mais perto dos clientes”.

Ele ainda mostrou o portfolio de produtos da empresa explicando seus principais roteadores e como estes funcionam, e também outros equipamentos produzidos pela empresa, como sistemas de replays de imagens e Media Workflows Automation, que permitem automatizar o fluxo de trabalho de uma emissora.

Andrade disse que a SAM observa que a indústria ainda não tem uma convêrgencia com respeito à migração para o IP “que começou com a chegada do 4K à indústria”, mas que ainda não está claro como será visto pelo telespectador.

“Hoje nos Estados Unidos os televisores 4K começam a baixar de valor e isso motiva a indústria a produzir em 4K. De todas as formas, o problema é que produzir em 4K ao vivo é muito difícil e precisa de muitos equipamentos, já que tenho de quadruplicar toda a minha estrutura. A ideia do IP vem desde aqui. Uma produção em 4K não pode ser suportada por cabos SDI. E nesse ponto há duas tendências no mercado, a de equipamentos que podem ser fabricados com COTS ou softwares próprietarios. A SAM avança para produtos fabricados com COTS”.

Ele disse que “temos de fazer tudo para que a transição para o IP seja a mais suave possível. Falar em IP e 4K é muito longe, por isso precisamos equipamentos que sejam SDI, mas que possam ser transformados para estruturas IP, sendo estruturas híbridas”.

Em termos de transição, Andrade afirma que “pensamos que a transição do SDI para o IP possa demorar pelos menos 10 anos, um período lento de transição para processos sabendo que no fim da linha esta o IP”.

O SET Norte 2015 é transmitido ao vivo:


Para assistir ao vivo

Endereço para Iphone/Ipad

O SET NORTE 2015, Seminário de Tecnologia de Broadcast e Novas Mídias Gerenciamento, Produção, Transmissão e Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, serviços satelitais, normas e regulações, entre outros

O seminário se realiza das 9h às 18h (horário de Manaus – duas horas a menos que o horário de Brasília) no Studio 5 Centro de Convenções – Av. Rodrigo Otávio, 3.555 – Distrito Industrial – Manaus – AM. O evento é realizado pela SET e a Fundação Rede Amazônica.

Por Fernando Moura, Manaus (AM)