• PT
  • EN

Sony lança duas novas camcorders 4K e o upgrade da Venice para captação em 6K

A empresa nipônica avança em seu workflow de equipamentos 4K, 6K e 8K com uma forte aposta em serviços e soluções na nuvem

Na NAB 2018, Sony anuncia duas novas câmeras 4K XDCAM para produção ao vivo

A Sony apresentou duas novas câmeras da série XDCAM, a PXW-Z280 e a PXW-Z190. A primeira, um equipamento 4K Exmor R” XDCAM 1/2, com um sensor 3 CMOS Handheld. A câmera chega como uma lente com zoom 17x da Fujinon e grava simultaneamente 4k 60p em 4K/HD com saídas 12G-SDI e HDMI para 4K. Trabalha com alta sensibilidade F12 (59.94p).

A Sony apresentou em coletiva à imprensa o seu novo Digital Media Production Center (DMPC), que foi inaugurado na terça, 1º de maio, no Media Center Drive, Los Angeles, nos Estados Unidos, e terá “a missão de oferecer à indústria de criação de conteúdo — que inclui cine digital, produção e broadcast — um recurso único para tudo o que estiver relacionado com tecnologias de vanguarda e soluções integrais da Sony para os fluxos de trabalho de produção”

Além disso, os sensores de três (3) chips e a amostragem 4K 4:2:2 de 10 bits integram imagens e delicadas gradações de cor. A PXW-Z280 possui filtros ND de 1/2 até 1/128 e uma dupla interface de conexão. A empresa anunciou, também, um upgrade de firmware em dezembro, que fará com que capte e transmita imagens em Dual link QoS Streaming e possa ser utilizada de forma remota.

A segunda, a PXW- Z190, é uma câmera com características semelhantes à primeira e com “face detection AF, acesso imediato ao workflow HDR, filtros eletrônicos ND variáveis e sensores 4K Exmor R” XDCAM 1/2”com um sensor 3 CMOS Handheld .

A Z190 combina funções de uso avançadas e soluções em rede para melhorar a eficiência do fluxo de trabalho. “É compatível com HGL para admitir o fluxo de trabalho HDR instantâneo da Sony, oferecendo maravilhoso conteúdo HDR rapidamente, sem necessidade de realizar gradações adicionais de cor. Além disso, o software “Content Browser Mobile” permite operar a câmera remotamente desde um smartphone. Com uma licença opcional, a câmera pode ser utilizada com o serviço ENG baseado na nuvem da Sony (“XDVAM air”)”, afirmou Luis Fabichak, da Sony Professional Solutions Brasil.

A nova videocâmera emprega tecnologia QoS (Quality of Service) da Sony para a distribuição ao vivo, e pode transferir arquivos e transmitir através de uma rede LAN cabeada ou sem fio, ou através de uma conexão de modem LTE, possibilitando a edição imediata e o monitoramento ao vivo.

O presidente de soluções profissionais para as Américas da Sony, Katsunori Yamanouchi, afirmou que o upgrade da câmera Venice para uma configuração de captação em 4K e 6K é mais um passo para permitir soluções flexíveis para os clientes. Ainda disse que na próxima Copa do Mundo Rússia 2018 a Sony, em parceria com a Fox Sports, terá um estúdio totalmente para testar a câmera e servirá para realizar “alguns testes sobre performance e definição dos conteúdos captados e produzidos”. A empresa nipônica apresentou ainda a FS5 Mark II, uma câmera Emount com captação 4K em resolução 4096×2160 HDR e 120 fps no modo 60Hz  e 100 fps/50Hz. O equipamento com sensor Super 35 mm pode captar vídeo em formato RAW, e oferece fluxo de trabalho instantâneo, HDR modo HLG/BT2020. A FS5 Mark II chega com um formato ergonômico, que permite a gravação em formato ENG sem necessidade de suportes extra, e possui S-Log 2/3.

Infraestrutura IP

Em Las Vegas, a Sony continuou apresentando soluções para seu workflow IP, desta vez com uma solução deprodução IPLive, agora interoperável com os standards da indústria SMPTE ST 2110 e NMOSIS-04/05 e, ainda, o desenvolvimento do Networked Media Interface.

Nesse marco, a empresa apresentou o switcher de vídeo, XVS-9000, que admitirá tanto IP (SMPTE ST 2110) como 12G-SDI em 4K bem como um sistema híbrido que chega ao mercado com até 80 entradas e 40 saídas em 4K, e até 160 entradas e 80 saídas em HD.

Este e outros switchers multiformato da série XVS são compatíveis com o standard SMPTE ST 2110 em HD, enquanto que a compatibilidade com a Unidade de controle de câmera HDCU-4300 será integrada a partir de 2019. Isso porque foi apresentada, também, uma nova unidade de controle de câmera HDCU-3100 que admi-tirá o standard SMPTE ST 2110 em HD e oferece capacidade IP para um alto leque de câmeras de sistema, desde a HDC-4300 com a série BPU-4000, incluindo o novo processador de banda base BPU-4500A, até a série HDC-2000 e as câmeras de sistema de fibra HSC. Esta nova CCU vem equipada com tally, intercom e retorno de áudio e vídeo, e admite o protocolo IP além das funções de CCU convencionais.

“Seguimos realmente comprometidos para que nossos clientes possam ter opções para escolher, por isso continuamos promovendo novas oportunidades de arquitetura que são possíveis mediante o uso da tecnologia IP, sem deixar de reconhecer a importância de 12G-SDI. Poder integrar ambas as interfaces IP e SDI proporciona aos clientes máxima flexibilidade para desenhar instalações modernas de produção ao vivo e utilizar as soluções que melhor se adaptem às suas necessidades, em lugar de se basear somente nas interfaces com as que são compatíveis,” afirmou Luis Fabichak.