• PT
  • EN

SET EXPO 2019: Acessibilidade e inclusão no Facebook

Closed Caption das entrevistas transmitidas ao vivo no perfil da SET na plataforma contaram com a solução JOSIE, tecnologia  da ShowCase que permitiu pela primeira vez a geração de CC

por Fernando Moura, em São Paulo

Durante as entrevistas realizadas no SET Estúdio e transmitidas ao vivo no perfil do Facebook da SET, a plataforma JOSIE da empresa brasileira, ShowCase, gerou o sinal de closed caption após processar o áudio de todas as entrevistas, garantindo acessibilidade aos deficientes auditivos em tempo real na plataforma, uma situação até então não brindada pela rede social.
A solução estava integrada ao novo comutador digital de programação SPLICER, além de soluções da ShowCase para monitoração e auditoria, de codificadores e do implementador de funções IFN100.


O comutador digital de programação SPLICER, uma solução que integra a transmissão de televisão digital terrestre no padrão ISDB-Tb com transmissões por satélite e redes IP, simplificando o controle de exibição em emissoras afiliadas e repetidoras. No SET EXPO, o SPLICER foi demonstrado durante as transmissões, com o uso do comutador digital de programação, os conteúdos eram alternados a partir de comandos via rede IP, simulando a operação de uma rede de televisão.
As demonstrações foram integradas às outras soluções da empresa para monitoração e auditoria, como o XDA13, XQUAD, SENTINEL, além do implementador de funções IFN100 para transmissão no padrão ISDB-Tb e o sistema gerador de legendas ocultas JOSIE.
Para gerar o closed caption ao vivo nas transmissões da SET EXPO, além da conversão de voz em texto em tempo real feita pela plataforma JOSIE, a ShowCase utilizou o seu encoder ENC50. Coube a ele encapsular as legendas ocultas no fluxo de vídeo SDI da transmissão.
A plataforma JOSIE permite de legendas ocultas em tempo real com parâmetros de até ≥95%, já que até hoje nenhuma plataforma atinge os 100% de acertos, nem a digitação humana, mais conhecidas como closed caption, através do reconhecimento de fala e do acesso a sistemas de jornalismo. “A JOSIE está em constante evolução e é resultado de pesados investimentos em pesquisa e desenvolvimento para garantir o pleno entendimento do que é transmitido pelas emissoras de televisão”, afirmou Marco Antônio Melo, diretor da ShowCase.

Assista a entrevista realizada por Fernando Moura, editor-chefe da Revista da SET, a Marco Antônio Melo, diretor da ShowCase no SET Estúdio

“Ela integra os melhores recursos de hardware e redes neurais, além de contarmos com profissionais especializados, responsáveis pela operação do sistema nas emissoras e em nosso Centro de Controle Operacional, em São Paulo. Assim conquistamos a plena satisfação em centenas de canais de TV no Brasil e na América Latina”. Marco Antônio afirmou à reportagem da Revista da SET em entrevista no SET Estúdio que a ideia surgiu de ver muitos vídeos sem nas redes e plataformas digitais sem legendas. “Os estúdios do Facebook em São Paulo, em Buenos Aires e na Cidade do México não tinham closed caption para os conteúdos ao vivo. Aí vimos a oportunidade e avançamos com esta solução inédita. Para isso fizemos uma atualização de um dos nossos encoders para fazer o CC em streaming, e hoje estamos colocando pela primeira vez aqui no SET EXPO as legendas ao vivo”.

Ante a pergunta de como fazer a integração com o Facebook e com os encoders da plataforma, Marco Antônio disse que “foi complexo, mas deu resultado”, isso porque a empresa trabalha com reconhecimento de fala multilíngua, associando-o a inteligência artificial e a voz “com servidor web que associados a muito hardware conseguem gerar o CC em segundos. Na TV chegamos aos zero milissegundos de delay utilizando os 3 segundos do encoder do vídeo”.
Na plataforma do Facebook o delay do vídeo ao vivo chega aos 10 segundos, nesse tempo a ShowCase gera o closed caption. “Para nós esse delay não existe porque pegamos o vídeo quando está sendo encodado, o que nós colocamos a disposição em legendas deve ter uns 3 segundos, um tempo excelente para um serviço de streaming”.
Assim, disse o executivo, na altura o Facebook estava negociando com a empresa “a aquisição do closed caption multilinguas, porque a nossa plataforma, também fala, o espanhol da Argentina, o espanhol do Paraguai.” Para que o sistema funciona, explicou Marco Antônio, os testes foram feitos com “super-servidores em diferentes pontos para suportar o trabalho de diversos ao vivos (lives) na plataforma em simultâneo, encodando a legenda no próprio vídeo, ou no vídeo em banda base, em SD com padrão 608; em HD com padrão 708; ou já entregando no ar com padrão ISDB-T que é o padrão ARIB B24, entregando quase sem delay”.

Estande da ShowCase no SET EXPO 2019