• PT
  • EN

Paris Filmes desvenda os chatbots para criar nova forma de interação com seus filmes

Tecnologia implementada pela parceria da Zenvia com a A2C gerou mais interação e engajamento para as produções

Publicidade e conteúdos em veículos de comunicação e nas redes sociais, geralmente, são tudo o que os cinéfilos têm à disposição para interagir com um filme em cartaz antes que corram às salas de cinemas. Para mudar isso, a empresa de transformação de marcas e negócios A2C e a Zenvia (chatbots), se uniram para levar a realidade da interação por chatbots à Paris Filmes, empresa brasileira que atua em distribuição, produção e exibição de filmes.

A estratégia foi aplicada para três filmes: “Mulheres alteradas”, com as atrizes Deborah Secco, Alessandra Negrini, Maria Casadevall e Monica Iozzi no elenco; “Uma quase dupla”, comédia com Tatá Werneck e Cauã Reymond; e “Meu ex é um espião”, com Mila Kunis e Justin Theroux nos papéis principais. O chatbot teve como plataforma o Facebook, canal preferido pelo público das películas.

“Para a Paris Filmes, o chatbot é uma maneira de fazer com que o usuário se sinta no universo que está sendo divulgado, aproximando-o de nomes como Tatá Werneck e Mila Kunis, em uma plataforma que ele já utiliza no dia a dia, como é o Facebook Messenger”, avaliam Alessandro Vicente e Bárbara Miranda, respectivamente coordenadores de mídia e conteúdo na Paris Filmes.

O resultado? Interação e engajamento comprovados. “Conseguimos responder, em tempo real e com conteúdo bem pensado, o que talvez não seria possível sem a automatização. Vimos pessoas entretidas e interagindo com a temática do filme que estávamos divulgando. Consideramos o resultado positivo pela conexão com o seguidor da página”, destacam Vicente  e Bárbara.