• PT
  • EN
  • ES

Cerimônia de abertura do SET Sul 2016 conta com personalidades da radiodifusão brasileira

SET SUL 2016

Outorgas de radiodifusão podem passar à responsabilidade da Anatel, segundo presidente do órgão

por Fernando Moura e Gabriel Cortez

Abertura do SET Sul 2016 reúne personalidades e autoridades da radiodifusão brasileira

Na cerimônia de abertura do SET Sul 2016, o presidente da Anatel, João Rezende, afirmou discutir com o Ministério das Comunicações a possibilidade de que algumas responsabilidades do Ministério, como a concessão de outorgas de radiodifusão, passem à Agência Nacional de Telecomunicações.

“A SET e a Abert podem nos auxiliar nesse processo, inclusive juridicamente. Eu gostaria então de colocar esse assunto na pauta, para que possamos avaliar como a Anatel pode dar mais agilidade e desburocratizar as outorgas”, declarou Rezende, no auditório da UniRiter, em Porto Alegre, no dia 31 de maio.

Também presente à cerimônia, o presidente da SET, Olímpio José Franco, em resposta à Rezende, disse que a associação é favorável à proposta. “A SET apoia a iniciativa de transferir os processos de outorga do Ministério para a Anatel. Contem com a gente para isso”, afirmou.
“Outra coisa importante que estamos atentos é em relação ao desligamento da TV analógica”, comentou Rezende. “Já fizemos Rio Verde e agora faremos em Brasília. A demanda é positiva tanto para as indústrias de radiodifusão, quanto para a indústria de telecomunicações. Se tem uma coisa que a Anatel acertou foi na criação e implantação do Gired. Isso nos dá segurança e tranquilidade para trabalhar com o desligamento de maneira técnica. O valor de 3 bilhões e 600 mil reais será suficiente para bancar os set-top-boxes e a migração”.
Um terceiro ponto destacado pelo presidente do órgão regulador foi, justamente, em relação ao set-topboxes: “estamos discutindo estender o set-top-box do Bolsa Família para o Cadastro Único. Serão 12 milhões de beneficiados”, frisou Rezende.

A solenidade

Além de João Rezende (Anatel) e Olímpio José franco, estiveram na abertura do SET Sul 2016 Paulo Ricardo Balduino (Abert), Luiz Alberto Campos Cruz (Agert), Ary dos Santos (Fenaert) e Cláudia Gonçalves (Unirriter). A jornalista Daniela Ungaret apresentou os convidados da SET e conduziu a cerimônia inicial do primeiro SET Regional do ano.
O presidente da SET, Olímpio José Franco, também aproveitou a oportunidade para agradecer a presença dos convidados, agradecer à UniRiter, e destacar a importância do encontro neste momento de crise econômica, de mudanças políticas e de transformações tecnológicas.
“O SET Sul tem o apoio das emissoras locais, da UniRiter, e isso nos ajuda na construção deste evento. Os assuntos mais tratados aqui serão a transição do SDI para o IP nas emissoras brasileiras e os aspectos regulatórios relacionados à radiodifusão. A SET acabou de criar um grupo de estudos sobre IP que muito tem a ver com esse assunto. Nós esperamos que os broadcasters, pesquisadores e estudantes presentes possam aproveitar o congresso. A parceria da SET com a Universidade é muito importante ressaltou”.

Fórum Ultra-HD
Franco destacou, também, que a SET deve anunciar a criação de um fórum para discutir um padrão Ultra- HD no país. “Conversamos com várias associações e tivemos apoio da ABTA, da Eletros, da Abert, e da Anatel. A ideia é que esse fórum seja um local para pensarmos em como avançar a um padrão de futuro. Provavelmente, esse fórum será anunciado agora, em agosto, no SET Expo. O 4K está chegando e queremos fazer a transição de maneira organizada. É uma iniciativa que a SET está liderando e busca parceiros para isso”, disse.

Post Tags: