• PT
  • EN

SindiTelebrasil propõe criação de coalizão para conectar o Brasil

A proposta foi apresentada durante o lançamento da Aliança Conecta Brasil F4

O presidente executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, propôs a criação da Coalizão Brasil Conectado com o objetivo de integrar várias associações, órgãos de governo, parlamentares e agência reguladora para atuar juntos na ampliação da conectividade no País.

“Sugiro criarmos uma coalizão, que reúna diversas entidades, para apresentar ao governo, em um prazo de aproximadamente seis meses, nossos pleitos comuns. O SindiTelebrasil se coloca à disposição para fazer essa articulação”, disse Ferrari durante os debates sobre políticas e estratégias regulatórias para a banda larga, que reuniu representantes da Abrint, Bravi, Neo Associação, Abert e Movimento Brasil Digital.

O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, também presente ao evento, disse é fundamental que os diversos segmentos tenham uma voz ativa para trabalhar em temas em que os integrantes tenham objetivos comuns. O ex-deputado Daniel Viela, que é coordenador da Aliança Conecta Brasil F4, também apoiou a ideia, ressaltando a importância de buscar o governo para dentro da coalizão.

Durante os debates, Ferrari pontuou a necessidade de dar maior foco, nas políticas públicas, para a expansão da cobertura, com o objetivo de garantir a universalização do acesso à banda, especialmente nas regras para o 5G.

Ferrari lembrou que a proposta de edital de 5G, colocada em consulta pública pela Anatel, já propõe a ampliação de cobertura mediante obrigações. Mas reforçou a necessidade de o leilão das licenças ser sem o viés arrecadatório. “Um dos pontos que defendemos é que seja um leilão não arrecadatório. Importante ouvir isso do ministro da Economia, Paulo Guedes”, disse Ferrari ponderando que quanto maior a outorga menores serão os investimentos e a ampliação da cobertura.