• PT
  • EN

Sinal analógico desligado no Norte e Nordeste e liberação da faixa de 700 MHz

TelaViva, com edição da SET

Desde as 23h59 da quarta-feira, dia 30 de maio, o sinal analógico de TV foi desligado em várias  cidades do Norte e Nordeste do país, com um total de 3,4 milhões de domicílios. A decisão foi aprovada pelo Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired). Além disso, também foi liberado o uso da faixa de frequência de 700 MHz para transmissão do serviço móvel em quatro regiões  São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), São Roque de Minas (MG), e Porto Alegre (RS). Para a região de São Paulo haverá a necessidade de conclusão de alguns remanejamentos antes da efetiva liberação da faixa para utilização dos serviços 4G/LTE. Tão logo isso aconteça, as operadoras poderão iniciar suas operações na nova faixa de frequência.

Foram incluídos na lista 40 municípios onde há viabilidade técnica para implantação das redes de comunicações móveis (4G/LTE), na faixa de 700 MHz. No país, estão aptos para utilizar o 4G nesta faixa de frequência  3.784 municípios, cerca de 70% do total. Entre as 40 cidades estão as capitais: Porto Alegre, São Paulo e Belo Horizonte. Além dessas, entre outras, de Jundiaí, Mogi das Cruzes e  São José dos Campos. As novas cidades estão aptas a iniciar a campanha de mitigação preventiva, na qual a população é informada sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura em média 30 dias. Após o término deste processo, a Anatel autoriza que a banda larga móvel passe a funcionar na faixa de 700 MHz.

TV digital

Com o desligamento do sinal analógico, foram beneficiados 3,4 milhões de domicílios dos estados de: Sergipe, Pará, Paraíba, Alagoas, Amazonas, Rio Grande do Norte e Piauí. João Pessoa (PB) foi a capital que atingiu o maior percentual de domicílios com TV digital até o momento, 95%, o mesmo percentual de São Luís (MA).

Na pesquisa sobre o índice de digitalização todos os municípios ultrapassaram o percentual mínimo exigido pela regulamentação para o desligamento do sinal analógico, com mais de 90%  dos lares aptos a receberem a programação digital. A pesquisa foi realizada pelo Ibope/Inteligência entre os dias 14 e 25 de maio.

A pesquisa mostrou que em Aracaju (SE), 93% dos domicílios já contam com o sinal digital; em Belém (PA), 91%; em João Pessoa (PB), 95%; em Maceió (AL), 92%; em Manaus (AM), 91%; em Natal (RN), 92% e em Teresina (PI), 92%.

A digitalização da TV aberta permitirá que os telespectadores assistam aos seus programas com maior qualidade de som e imagem, além de trazer outras vantagens, como suporte à recepção móvel e multiprogramação.