• PT
  • EN

SET Nordeste 2018: IP está maduro para assumir as responsabilidades

Fábio Madeira (Globo Recife)

Desafios e benefícios da adoção da tecnologia IP na infraestrutura para produção ao vivo são debatidos no segundo dia do encontro regional que se realiza em Fortaleza

O rápido avanço da tecnologia trouxe um imediatismo na evolução de modelos para suportar a tecnologia disponível. Com base nessa premissa, o moderador Fábio Madeira, supervisor sênior de suporte da Globo Recife (PE) apresentou uma visão dos desafios e benefícios da adoção da tecnologia IP na infraestrutura para produção ao vivo.

Com algumas provocações aos presentes e reflexões sobre o estúdio inteiramente em IP instalado na Rede Globo de Recife (PE), Madeira contextualizou: “Hoje no SET Nordeste falamos muito sobre os avanços rápidos da tecnologia. Mas somente há 38 anos tivemos a TV colorida. Temos que pensar em uma tecnologia que supra os avanços em curto tempo, e o IP é algo que atende a essa necessidade”, avalia.

Erick Soares (Sony Brasil)

Erick Soares, Expert em Tecnologia da Sony Brasil apresentou alguns exemplos de casos reais de implementações e possibilidades de aplicações da tecnologia e demonstrou o histórico da evolução da tecnologia do NMI (Network Media Interface), “Hoje usamos o padrão 2059, mas levamos dez anos para que a indústria entendesse que precisávamos de uma regulamentação para usá-lo. Neste momento, a indústria buscou uma padronização, o NMI, chegando à natural transição para a ST 2110, em ampla adoção pelo mercado de broadcast”, resumiu.

“Há três anos integramos o primeiro estúdio ao vivo no País e acredito que aprendemos bastante. Quem adotar a tecnologia agora, também, vai aprender e teremos muitos fornecedores para trocar ideias e melhorar os padrões. O IP está maduro para assumir as responsabilidades que esperamos em infraestrutura”, afirmou. “Entretanto, hoje já precisamos atualizar todo o nosso sistema para a norma ST 2110 para suportar os novos formatos do IP”, ponderou no final da sua alocução.

Pablo Perez Hetze (Newtek)

Pablo Perez Hetze, gerente de vendas para América do Sul da Newtek, apresentou a solução do protocolo NDI como uma porta para ingressar no mundo IP. “Temos que ir para IP, é o que todos falam. Mas como podemos fazer isto sem grandes investimentos e mantendo a qualidade e a robustez? O NDI é o protocolo IP gratuito mais usado no mundo pelos grandes, médios e pequenos operadores, pode ser uma opção. A Newtek tem um, que recomendamos, mas a tendência é que cada vez mais surjam novas possibilidades”, refletiu.

Por Tainara Rebelo e Aurelio Alves (Fotos) em Fortaleza (CE), e Fernando Moura, em São Paulo (SP)

O SET Nordeste 2018 acontece os dias 17 e 18 de outubro, das  14h às 20h no Sebrae Fortaleza (CE).

Parceria: 

Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT)

Associação Cearense das Emissoras de Rádio e Televisão (ACERT)

Sebrae

Realização: Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET)