• PT
  • EN
  • ES

SET e TRINTA: Inovações para transmissão por streaming

A manhã do último dia da 25ª edição do SET e TRINTA começou com uma interessante palestra sobre as “Recentes Inovações Tecnológicas na Transmissão e Distribuição de Vídeo sobre IP”, proferida por Claudio Frugis, Diretor de Vendas da TVU Networks para a América do Sul.

Em sua fala, o expositor argumentou que as estações de televisão estão começando a sofrer uma mudança fundamental das operações tradicionais SDI para as redes e as infraestruturas baseadas em IP. Esta mudança afeta muitos aspectos das operações de uma estação, incluindo a transmissão de vídeo ao vivo em externa para um centro de operações de notícias e distribuição para outros destinos.

Frugis afirmou que, no mundo de hoje, as tecnologias permitem transmissões via rede celular e, com isso, o desafio da entrega de uma transmissão ao vivo de alta qualidade, com bom desempenho, é muito grande. Neste contexto, os transmissores de uplink 3G / 4G / LTE e SNG se tornaram uma importante ferramenta de uma emissora.

O executivo da TVU lembrou, ainda, que, quando estes transmissores foram lançados, as emissoras tiveram que equilibrar a utilização da transmissão de sinal ao vivo de qualquer lugar a qualquer hora com rede celular. Nesse momento foi desafiador, mas tiveram de entender que poderiam afetar a qualidade da imagem.

Com os avanços contínuos em redes LTE, sistemas de uplink móveis se beneficiaram, porém, a largura de banda é apenas uma parte da história, na opinião de Frugis, porque “dependemos das redes, mas cada vez mais as tecnologias permitem transmissões estáveis”.

O executivo apresentou o TVU Mlink, uma nova classe de UMJ compacta, de alta mobilidade, baixo custo, baixa manutenção e conectividade 3G/4G LTE ou IP terrestre, assumindo “que este tipo de solução além de baixo custo de construção tem um baixinho (sic) custo de operação”.

Frugis também anunciou o lançamento do TVU RPS, uma unidade de produção remota com até 4 câmeras, além de 2 câmeras remotas, IFB, metadata/Control, baixo número de equipamentos e baixo custo operacional.

Por Fernando Moura e Francisco Machado Filho em Las Vegas. Edição em São Paulo, Gabriel Cortez

Fonte: https://revistadaset.com