• PT
  • EN
  • ES

Rádios de SP assinam contrato para funcionar em FM

ABERT com edição da SET

 

Mais de 50 emissoras de rádio do estado de São Paulo assinarão, no dia 23 de junho, os termos aditivos de adaptação das outorgas para a migração do AM para o FM. Este é um dos últimos passos para a rádio começar a operar na nova frequência.

Após a assinatura, a emissora precisa realizar o projeto de instalação e obter a aprovação de local e uso de radiofrequência.

O mutirão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) já passou pelos estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Tocantins e Rio Grande do Sul e tem como objetivo acelerar o processo de migração em todo o país. Mais de 500 emissoras já assinaram o termo aditivo de migração.

“Estas emissoras estão finalizando os detalhes de documentação e pagamento do boleto pela Adaptação de Outorga, e poderão ter a possibilidade de integrar a lista para a solenidade da próxima sexta feira, no Palácio do Morumbi”, detalha o Diretor de Rádio da SET, Eduardo Cappia

Cappia destaca ainda  a importância do trabalho de mutirão feito pela Secretaria de Radiodifusão do Ministério das Comunicações, “representada pelo Coordenador Bruno Costa Oliveira, com articulação integrada da equipe da AESP, liderada por Clayton de Oliveira, nos contatos com todos os radiodifusores paulistas migrantes em busca do maior número de processos para coroar esta missão com  êxito”.

 

A Migração no Brasil

Quase 1500 rádios AM, das 1781 existentes no Brasil, solicitaram a migração para o FM. Nesta primeira etapa, cerca de mil emissoras poderão operar na faixa atual de FM, de 88 a 108 MHz. As demais emissoras terão que esperar concluir o processo de digitalização da TV para liberação da faixa estendida, de 76 até 108 MHz.

A cerimônia de assinatura será no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, às 10h e terá a presença do ministro Gilberto Kassab e de representantes da ABERT. Confirmação de presença pelo e-mail: cerimonial@mctic.gov.br ou pelo telefone (61) 2033-8774.