• PT
  • EN
  • ES

Rádio híbrido aponta como esperança do rádio FM

Interface do app com rádios em tempo real da cidade de Las Vegas. Foto: Tainara Rebelo

Contra sua extinção, o veículo rádio parece ver uma luz ao final do túnel com a proposta do rádio híbrido, tendência mundial e representada no NAB Show 2017 pela XPERI/ HD RADIO/ DTS.

O mecanismo é um aplicativo para smartphone cuja proposta é funcionar pelo ar dentro da área de cobertura e pela antena interna do celular quando fora do local de alcance.

“Tanto para receptor embarcado, quando no smartphone, a emissora ficará disponível. O rádio hibrido capta o sinal pelo ar gratuitamente, e depois exige nenhum ou o mínimo de consumo de dados para a continuidade da recepção”, explica o diretor de Rádio da SET, Eduardo Cappia.

A sincronização do aplicativo feita pela internet para receber o FM é feita pelo GPS de localização da torre e frequência da emissora, “o que faz com que se dependa menos da identificação do RDS (PI) radio data system”, analisa.

O diretor de Rádio da SET considera a proposta uma tendência vantajosa para o rádio “precisamos de alternativas para a cobertura do conteúdo de rádio, uma vez que a imersão no meio digital é irreversível. Você não pode ficar preso a um modelo arcaico achando que vai usar o rádio tal qual ele é para o resto da vida. Pelo contrário, precisamos acompanhar essa tendência de se ouvir rádio pelo celular”.

Ainda neste ano, a SET junto com AERP, AESP e ABERT fará um teste de rádio híbrido na cidade de Curitiba (PR).