• PT
  • EN
  • ES

Evento marca os 95 anos do rádio e os 82 anos da AESP

Autoridades celebram o Dia do Rádio na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Foto: Alesp.

A Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (AESP) realizou, no dia 25 de setembro, um seminário em comemoração aos 95 anos do Rádio e dos 82 anos da associação. O evento aconteceu na Assembleia Legislativa de São Paulo. Olímpio José Franco e Eduardo Cappia, respectivamente superintendente e diretor de Rádio da SET, estiveram na cerimônia.

Com o apoio do Correios, o presidente da Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (Aesp), Paulo Machado de Carvalho (Paulito), comandou a Sessão Solene comemorativa. O seminário contou com palestras sobre o meio Rádio. A primeira palestra com o tema “Rádio, convergência com todas as mídias” foi ministrada por Eliana El Badouy Checchettini (Badu). Na sequência, houve a palestra de Luis Rasquilha, que abordou o tema “Futuro – a transformação digital e as organizações exponenciais”.
Para o presidente Aesp, trata-se de uma data duplamente especial. “São 95 anos de rádio no Brasil e 82 de fundação da Aesp. O rádio tem comunicação fácil, que vai conosco em todos os lugares. Estou orgulhoso de representar uma organização desse porte e é emocionante também porque o meu avô, Paulo Machado de Carvalho, foi um dos fundadores”, declarou.

O presidente da Assembleia, deputado Cauê Macris, afirmou que o rádio é o instrumento mais simples de comunicação. “Desde a pessoa mais simples até o mais rico tem acesso. Diferentemente da internet, em que há as notícias falsas, no rádio dificilmente isso acontece, a informação é tratada com seriedade. Estamos vivendo em um mundo de transformação, com mudanças em todos os seguimentos”, disse.

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, revelou que o rádio, principalmente nas transmissões do futebol, marcou a sua infância. “O fato de levar o rádio até o estádio e fazer as pessoas acompanharem o jogo ainda faz parte do meu cotidiano. É muito gostoso de ouvir”, disse.

O secretário de Cultura José Luiz Penna mencionou dados históricos. “O rádio entrou em 1922 no Brasil, veio como um símbolo da modernidade. Mas até hoje as pessoas vão ao estádio e levam o seu rádio, porque a emoção que ele transmite é uma ampliação do espetáculo que está sendo vivenciado.”

O dia 25 de setembro marca o Dia do Rádio em todo o Brasil.
Fonte: Tudo Rádio e Alesp.