• PT
  • EN

Produção do setor eletroeletrônico cresce 17,4% em janeiro

Abinee

A produção do setor eletroeletrônico apontou crescimento de 17,4% em janeiro de 2018 na comparação com o mesmo mês de 2017, puxado pelas expansões da indústria eletrônica (31,9%) e da indústria elétrica (4,9%). É o que mostram os dados divulgados pelo IBGE e agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). O desempenho foi melhor do que o registrado pela indústria geral (+ 5,7%).

No acumulado dos últimos 12 meses, a produção da indústria eletroeletrônica soma crescimento de 7,2%. Em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal, a produção do setor apresentou queda de 1,9%. A indústria eletrônica recuou 0,5% e a indústria elétrica, -3,3%. Embora negativo, o resultado foi melhor do que o verificado pela indústria brasileira, que recuou 2,4% em janeiro frente a dezembro do ano passado.

Expansão da indústria elétrica

O presidente da Abinee, Humberto Barbato, destaca que os bens de consumo eletrônicos continuam registrando expansões robustas, mas as áreas relacionadas à infraestrutura também começam a recuperar a sua capacidade produtiva.

Segundo os dados da Abinee, janeiro foi o segundo mês consecutivo em que a produção do setor, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, contou com o incremento da indústria elétrica, que sofreu maior impacto da crise [em dezembro este segmento apresentou expansão de 6,6%]. “Nossa expectativa é de que a atividade industrial nos dois segmentos representados pela Abinee (elétrico e eletrônico) seja mais uniforme em 2018”, afirma Barbato.