• PT
  • EN

Pesquisa da IABM conclui: personalize a experiência do consumidor

Por: Lorenzo Zanni, IABM

De acordo com a recém-divulgada Pesquisa sobre Supply Trends da IABM, as vendas anuais no mercado de tecnologia de transmissão e mídia cresceram 1,2% em dezembro de 2017. Mas enquanto as vendas melhoraram ligeiramente, o crescimento do lucro continuou lento, atingindo apenas 75,9% do nível de de dezembro de 2016..

Então, o que está acontecendo e qual é o caminho a seguir?

A contínua mudança nas preferências dos consumidores por softwares que rodem em tecnologia de TI genérica e sua crescente preocupação com a eficiência e um mercado altamente competitivo continuam pressionando os preços das vendas, com margens reduzindas, apesar dos fornecedores diminuirem seus gastos em P & D, recrutamento, vendas e marketing.

À medida que as emissoras e as empresas de mídia adotam cada vez mais os modelos de negócios Opex baseados em software, talvez não surpreenda que a lucratividade dos fornecedores de equipamentos tenha sido afetada, especialmente porque ainda precisam suportar sistemas legados baseados em hardware.

Mas à medida que seus investimentos em P & D em tecnologias digitais se concretizam e aumenta a confiança em transações únicas para os pagamentos menores e mais regulares do novo modelo Opex, as empresas que vencerem com sucesso a transição devem começar a melhorar sua lucratividade.

Essa transição para o digital (incluindo a nuvem) está em andamento, embora, de acordo com a IABM Supply Trends Survey, o hardware continue sendo a principal fonte de receita e lucros para a maioria dos fornecedores. No entanto, alguns entrevistados que disseram que sua principal fonte de receita é o hardware também disseram que sua principal fonte de lucros é agora o software, que geralmente tem margens maiores do que o hardware.

Sem surpresa, dadas as conclusões do relatório sobre lucratividade, o índice de confiança da IABM, que reflete o ânimo dos negócios para o próximo ano, declinou de uma robusta 7,4 meados de 2017 para uma menos otimista 5,6 em dezembro de 2017; isso é relativamente baixo pelos padrões históricos.

Não são apenas os modelos de negócios dos compradores de tecnologia que estão mudando, é claro; eles também precisam ficar à frente da demanda de seus clientes pela entrega contínua de novos conteúdos de mídia, além de uma experiência perfeita em diferentes dispositivos e plataformas.

Isso exigiu que eles revolucionassem seus fluxos de trabalho para aumentar a velocidade e eliminar ineficiências. Com a norma SMPTE ST 2110 agora publicada e muitas empresas planejando ou iniciando a migração para fluxos em IP e nuvem, eles têm cada vez mais as ferramentas à disposição para fazê-lo – bem como um grande grupo de fornecedores de tecnologia de mídia interessados fornecê-los.

Velocidade e eficiência, por si só, não são suficientes. As empresas de mídia começaram a investir na personalização da experiência do consumidor para se destacar em um mercado lotado de conteúdo. AI e tecnologia de nuvem são as ferramentas para analisar e processar grandes volumes de dados para fornecer recomendações. Sem surpresa, dados recentes da IABM mostram que a adoção de inteligência artificial para o uso de de dados de forma inteligente e melhoria dos fluxos de trabalho está experimentando um aumento acentuado em empresas de transmissão e mídia, com fornecedores correndo para apoiá-los com tecnologia AI.

Também estamos vendo uma consolidação e convergência sem precedentes entre conteúdo e distribuição por empresas de mídia estabelecidas que buscam maior escala para combater os principais novos players de mídia on-line.

Isso reduz os gastos gerais com tecnologia simplesmente porque, à medida que as empresas se fundem, elas consolidam suas operações também – o que significa que o número de clientes em potencial está se reduzindo. Maior escala também lhes dá melhor poder de barganha. O resultado é que agora temos vários milhares de fornecedores de tecnologia – muitos deles aqui no NAB Show – perseguindo negócios de um número cada vez menor de clientes.

Isso inevitavelmente pressiona os preços e reduz a lucratividade dos fornecedores, portanto, é inevitável uma maior consolidação no lado da oferta, como a recente aquisição da SAM pela Grass Valley, uma empresa da Belden. Os maiores players também continuarão a inovar com a aquisição de fornecedores menores e mais ágeis, com aplicações especializadas.

O que isso significa para o futuro do nosso setor? No longo prazo, os gastos com tecnologia de mídia continuarão a crescer, à medida que as emissoras tradicionais  tentam acompanhar a natureza volátil do vídeo online. 2017 viu um número recorde de produções de TV; o mercado global continua a se expandir.

Os fornecedores de tecnologia de mídia podem tirar proveito disso, fornecendo aos usuários produtos que lidam com seus desafios de negócios na transição para um mundo multiplataforma. A excelência do produto, o suporte e a interoperabilidade serão fatores importantes para determinar sua sobrevivência através dessa mudança sem precedentes.

Leia também a íntegra em inglês deste texto aqui no site da SET.