• PT
  • EN

Osamu Yamada congratula broadcasters brasileiros pelos 10 anos da primeira transmissão digital

Osamu Yamada, Liliana Nakonechnyj e Fernando Bittencourt durante o SET EXPO 2017

A primeira transmissão de TV digital no Brasil aconteceu em São Paulo, no dia 2 de dezembro de 2007. Para celebrar a data, o engenheiro japonês Osamu Yamada, que na época comandava os laboratórios de desenvolvimento do ISDB-T na NHK e é considerado o “pai” do sistema, enviou uma carta de parabéns a todos os engenheiros brasileiros que participaram desta conquista.

Em agosto, Yamada este no Brasil para o lançamento de um livro sobre o ISDB-T, que ele escreveu juntamente com Fernando Bittencourt. Leia aqui.

Confira a seguir o conteúdo em inglês da carta (na sequência está a tradução para o português):

Congratulations on the 10th anniversary of Brazilian digital broadcasting

Firstly, I would like to say “Congratulations to all the Brazilian broadcasters and SET members on the 10th anniversary of Brazilian digital broadcasting. I know there were a lot of difficulties, and you overcame them to actually start it. I express my respect for your perseverance and determination, and for taking your time to make the correct selection.

I remember that I participated in the starting ceremony for Brazilian digital broadcasting held at the City Hall of Sao Paulo in December 2007, and this year I took part in SET’2017, my first since 2008. I felt like I came back to my second hometown. I was very glad to see many Brazilian friends again.  Congratulations again.

On the 21st of August 2017, I was honored with an AWARD from SET for my contributions to Brazilian digital broadcasting development and the 50 years activities of broadcasting technologies. I would like to say thank you very much to all members of SET for this excellent AWARD.

I have been working in mutual cooperation with Brazil since SET’1998. Special thanks to the SET members: Mr. Fernando Bittencourt, Mr. Olimpio Jose Franco, Mr. Robert Franco and Ms. Liliana Nakonechnyj. With their cooperation, we were able to establish a strong relationship between Brazil and Japan through the ISDB-T technology. I thank you from the bottom of my heart.

Furthermore, I would like to express my gratitude to all my Japanese colleagues, who worked with me at the Japan public broadcasting station NHK, the staff and workers at the Japan Ministry of Internal affairs and Communications MIC, Association of Radio Industries for their contributions to the development of ISDB-T. I would like to use this opportunity to once again say, thank you very much.

Please allow me to give a brief introduction of my involvement in ISDB-T development and spread. I was engaged in the development of digital broadcasting for 31 years at NHK Science & Technology Research Laboratories until 2002. Working in broadcasting was very exciting for me. I did lots of research themes, but looking back now, I realized all my research topics and themes were related to ISDB – T.

Since the 1970s, I was in charge of research and development of Teletext, in which digital signals are multiplexed with the blanking period of analog TV.

In the 1980s, I was engaged in the development of FM multiplex broadcasting, which is capable of mobile reception. From the experiences of the two systems, I thought that terrestrial digital broadcasting should be able to receive digital signals on mobile.  In 1986 I started research on terrestrial digital broadcasting aimed at the mobile reception. We completed the ISDB-T system and started ISDB-T broadcasting in 2003 in Japan. It took 17 years from the beginning of research to actual broadcasting.

My first encounter with Brazil was twenty years ago in 1998 when I was invited to the SET to introduce ISDB-T for the first time. At that time, I thought that the characteristics of ISDB-T could not be understood. I visited Brazil more than 10 times until Brazil decided to adopt ISDB-T in 2006. It took eight years for Brazil to make the decision. After that, spreading the technology to other South American countries was carried out jointly with all SET members, and this resulted in the adaption of ISDB-T by most South American countries.

Technologies such as communications, networks, video process, devices and others around broadcasting are rapidly progressing. I hope that broadcasting engineers will deepen information exchanges with each other and build the direction for the new broadcasting.

Obrigado

Osamu Yamada

Tradução

Parabéns pelo 10º aniversário da Transmissão Digital Brasileira

Primeiramente, eu gostaria de dizer “Parabéns a todas as redes de transmissão brasileiras e membros da SET no 10º aniversário da Transmissão Digital Brasileira”. Eu sei que houve várias dificuldades, e vocês as superaram para iniciar de verdade o processo. Eu expresso meu respeito pela sua perseverança e determinação, e por terem dedicado seu tempo para fazer a seleção correta.

Eu me lembro que participei da cerimônia de abertura da Transmissão Digital Brasileira realizada na prefeitura de São Paulo em dezembro de 2007, e nesse ano eu participei na SET’2017, minha primeira desde 2008. Eu me senti como se tivesse voltado para minha segunda cidade natal. Eu estava muito feliz em rever vários amigos brasileiros novamente. Meus parabéns novamente.

Em 21 de Agosto de 2017, eu fui homenageado com um prêmio pela SET pelas minhas contribuições ao desenvolvimento da transmissão digital brasileira e de 50 anos de atividades de tecnologias de transmissão. Eu gostaria de dizer muito obrigado a todos os membros da SET por esse excelente prêmio.

Eu tenho trabalhado em cooperação mútua com o Brasil desde a SET’1998. Agradecimentos especiais aos membros da SET: Sr. Fernando Bittencourt, Sr. Olimpio Jose Franco, Sr. Robert Franco e Sra. Liliana Nakonechnyj. Com a cooperação deles, nós conseguimos estabelecer um relacionamento forte entre Brasil e Japão através da tecnologia de ISDB-T. Muito obrigado do fundo do meu coração.

Além disso, gostaria de expressar minha gratidão a todos os meus colegas japoneses, que trabalharam comigo na estação de transmissão pública japonesa, a NHK, à equipe e aos colaboradores do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do Japão (MIC), à Associação de Indústrias de Rádio por suas contribuições no desenvolvimento da ISDB-T. Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para novamente dizer muito obrigado.

Por favor permitam-me fazer uma breve introdução do meu envolvimento no desenvolvimento e disseminação da ISDB-T. Eu estive engajado no desenvolvimento de transmissão digital por 31 anos nos Laboratórios de Ciência e Pesquisa de Tecnologia da NHK até 2002. Trabalhar em transmissão era muito empolgante para mim. Eu fiz vários temas de pesquisa, mas olhando para trás, eu percebi que todos os meus tópicos de pesquisa e temas estavam relacionados à ISDB-T.

Desde a década de 70, eu estava encarregado de pesquisa e desenvolvimento da Teletext, na qual os sinais digitais são multiplexados com o intervalo de branqueamento da TV analógica.

Na década de 80, eu estava engajado no desenvolvimento na transmissão FM multiplexada, que é capaz de recepção móvel. Com a experiência dos dois sistemas eu pensei que a transmissão digital terrestre deveria ser capaz de receber sinais digitais com recepção móvel. Em 1986, eu comecei a pesquisa em transmissão digital terrestre com foco em recepção móvel. Nós completamos o sistema ISDB-T e começamos a transmissão em 2003 no Japão. Ao todo, foram 17 anos desde o início da pesquisa até a primeira transmissão.

Meu primeiro encontro com o Brasil foi há vinte anos, em 1998, quando eu fui convidado à SET para introduzir a ISDB-T pela primeira vez. Naquele tempo, eu achava que as características do ISDB-T não eram compreendidas. Eu visitei o país mais de dez vezes até que o Brasil decidiu adotar o ISDB-T em 2006. Foram necessários oito anos para que o Brasil tomasse a decisão. Depois disso, a disseminação da tecnologia para outros países da América do Sul foi feita em conjunto com todos os membros da SET, o que resultou na assimilação da ISDB-T pela maioria dos países sul-americanos.

Tecnologias tais como comunicações, redes, processos de vídeo, dispositivos e outras envolvendo transmissão progridem rapidamente. Eu espero que engenheiros de transmissão aprofundem a troca de informações entre eles e estabeleçam a direção para as novas transmissões.

Obrigado.

Osamu Yamada