• PT
  • EN

Presidente da NAB faz uma defesa categórica da radiodifusão

Gordon Smith, presidente da NAB, na solenidade de abertura do NAB Show 2019. Foto: NAB Show.

Fonte: Susan Ashworth, TV Technlogy

A cerimônia de abertura do NAB Show 2019 aconteceu na manhã desta segunda-feira, 8, em Las Vegas. Desde o início, ficou claro que o programa deste ano permanece fiel à sua missão de explorar o poder do storytelling, como as ações genuínas levam a maior interação com o público e como a tecnologia de ponta está revolucionando a narrativa moderna.

O presidente e CEO da NAB, Gordon Smith, pediu aos participantes que se lembrassem da principal função da radiodifusão: seu compromisso com a comunidade. “É a linha eletrônica que mantém todas as comunidades unidas”, disse ele. “A história do broadcast é a história dos heróis cotidianos.”

Para ele, o papel da radiodifusão é, no mínimo, mais importante hoje. “Quando as pessoas podem acessar virtualmente tudo de qualquer maneira, o papel do broadcast é ainda mais crítico à medida que as pessoas procuram por uma fonte de notícias mais confiável”, disse ele. “O que nos torna tão diferentes dos concorrentes é a nossa conexão com as comunidades locais”.

Smith disse que é a paixão por contar histórias que reúne emissoras, criadores de conteúdo e distribuidores. “Esta semana você verá uma incrível variedade de produtos e soluções que contam a história inovadora dos setores de mídia e entretenimento”, disse ele, incluindo avanços em inteligência artificial, computação em nuvem, tecnologia wireless de última geração, eSports e carros conectados.

Neste conjunto, destaca-se a história da Next-Gen TV, também conhecida como ATSC 3.0. Ele a descreveu como uma convergência de over-the-air e over-the-top que permite que as emissoras enviem programação não apenas para novas TVs, mas para tablets e telefones habilitados de última geração e sem o uso de dados celulares. Os benefícios incluem vídeo de altíssima definição, som imersivo, aplicativos interativos e mobilidade.

Segurando um dispositivo de TV Next-Gen branco conectado a um telefone celular, Smith disse que a ferramenta permitirá que os usuários assistam a programas em qualquer lugar. “Este dispositivo é ótimo, porém, queremos um chip embutido no telefone”, disse ele sob aplausos. “Podemos estar à beira de uma nova era de fabricação que deve e pode incluir a recepção em dispositivos. Mas, até agora, os fabricantes, sendo a Apple um deles, se recusam a permitir chips em seus dispositivos. ”

Smith, um ex-senador do partido Republicano pelo estado do Oregon, disse que, embora ele não concorde com a senadora Elizabeth Warren, do partido Democrata, ele ficou intrigado com alguns de seus comentários recentes sobre as grandes empresas de tecnologia. “Ela disse: ‘Eles arrasaram a concorrência, usaram nossas informações pessoais para lucrar e jogaram contra todos os outros. E no processo, eles prejudicaram os pequenos negócios e sufocaram a inovação ”, contou Smith. “Eu me pergunto se esse crescente poder tecnológico é uma das razões pelas quais esse benefício [o chip no celular] para o consumidor esteja sendo boicotado pelos fabricantes”.

Enquanto isso, os esforços de defesa da NAB em Washington, ele disse, continuam focados nos assuntos que mais importam para as emissoras. “Essa luta inclui instar os legisladores a se oporem à reautorização da legislação de satélite estreita que impede que muitos espectadores recebam seus canais de TV locais; impedir um imposto sobre o desempenho que prejudicaria as estações de rádio locais; combater as tentativas das empresas de TV por assinatura de desmantelar o processo de consentimento de retransmissão; e garantir taxas de transmissão justas que tornam o simulcast viável para estações locais. ”

Alan Alda

Ao final da solenidade de abertura, Smith apontou para dois heróis da narrativa nos Estados Unidos: o ator de TV Alan Alda, que foi aplaudido de pé. O veterano ator de 83 anos, a quem Smith chamou de “um ícone da cena americana”, foi homenageado com o prêmio NAB Distinguished Service.

Leia aqui o discurso de Gordon Smith na íntegra.