• PT
  • EN
  • ES

Fabricantes e Emissoras discutem impactos da implantação do sistema IBB

Foto: Raoni Casacio

Foto: Raoni Casacio

O Grupo de IBB da SET se reuniu na última sexta-feira (28), em São Paulo, para uma reunião a respeito dos impactos da implantação do sistema IBB no ecossistema Broadcast e broadband das emissoras.

Para dar um panorama mais abrangente do assunto, foram convidados os representantes dos dois setores interessados: as indústrias de consumo, com os fabricantes de codecs (representado por Gustavo Dutra, da Ateme), e os fabricantes dos produtos (televisão), representado desta vez por Vicente de Angelis Junior, da LG

“Foi uma reunião muito produtiva! Pudemos saber que, a partir do ecossistema do IBB, é possível obter mais informações de como e onde devemos aplicar as tecnologias já existentes. E também onde as novas soluções devem ser aplicadas durante a implantação do sistema”, analisou Gustavo Dutra.

Dutra levou para a reunião a visão da Ateme sobre as tendências do mercado OTT que podem ser aplicadas em um sistema IBB. Do outro lado, Vicente apresentou o WEBOS, sistema operacional na LG que suporta rodar os codecs e conteúdos enviados por OTT.

Para o coordenador do Grupo, Daniel Domingos, “as reuniões têm cumprido seu papel em alimentar a troca de informações e estabelecer novos pontos de vistas, tanto para o fabricante, como para as emissoras” avalia.

“Procuramos apresentar, dentre as tecnologias mais recentes, aquilo que os fabricantes e as emissoras podem fazer para se adequarem na implantação de um sistema IBB”, explica Domingos.