• PT
  • EN

Blockchain pode trazer benefícios para indústrias de mídia e entretenimento

O penúltimo painel do SET Sudeste 2019 foi uma palestra sobre a tecnologia Blockchain. O responsável por ministrar a apresentação foi Vinicius Vasconcellos, consultor da IBM.

Ele iniciou os trabalhos afirmando que Blockchain não é bitcoin. Blockchain é a tecnologia que permite o bitcoin.

“O Blockchain funciona como um banco de dados compartilhado e distribuído entre diferentes participantes de uma rede, onde cada participante tem uma cópia criptografada de todas as transações realizadas”, disse Vasconcellos.

Foto: Vinicius Vasconcellos, coordenador GT de Blockchain da SET.

A partir disso, tem-se uma rede com quatro aspectos. O Primeiro é o consenso entre os participantes de que a transação é válida. Depois, cada um dos participantes sabe a procedência do ativo. Na sequência tem-se a imutabilidade, onde nenhum participante pode adulterar uma ação após a conclusão. Se houve erro em uma transação, outra deve ser feita para concertar a anterior. Por último, a finalidade, ou seja, há um lugar para determinar a propriedade de um ativo ou a conclusão de uma transação.

Vaconcellos destacou os benefícios que o Blockchain pode trazer para a indústria de mídia e entretenimento. Utilizando como fonte a Gartner Predicts 2019, o executivo pontua a redução de custo no gerenciamento de ativos e a redução de violações e disputas de direitos autorais.

Para encerrar a apresentação, Vasconcellos falou do Grupo de Trabalho de Blockchain da SET do qual ele é o coordenador. “A ideia é aprofundar discussões sobre a tecnologia e principalmente explorar os casos de uso de Blockchain”, encerrou.

Assista: o SET Sudeste foi transmitido na íntegra ao vivo no canal da SET no YouTube, a SET TV.

Leia mais notícias o SET Sudeste 2019: Notícias.