• PT
  • EN
  • ES

Radiodifusores prestigiam Congresso da AERP

 

Rádio foi tema do 24o Congresso da AERP. Foto: divulgação.

Fonte: AERP

O 24° Congresso Paranaense de Radiodifusão e 3º EngeTec Brasil, realizados entre os dias 27 e 29 de setembro, em Curitiba, contaram com 485 participantes no total, sendo 37 palestrantes, 48 expositores em 17 stands, 286 congressistas, 63 convidados e mais de 50 pessoas envolvidas na organização.

A Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (AERP) e o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Paraná (SERT/PR) consideram o balanço muito positivo, não só em relação aos números, mas, especialmente, em relação à qualidade das palestras, workshops e da Feira de Equipamentos, expondo e debatendo estratégias e tecnologias para o fortalecimento da Radiodifusão no Brasil.

“Tivemos um evento de alto nível, com números recordes e, o principal, com radiodifusores satisfeitos pela qualidade do conteúdo debatido”, avaliou o presidente da AERP, Alexandre Barros.

Para Caique Agustini, presidente do SERT/PR, o congresso materializou o grande momento vivido pelo rádio atualmente. “A radiodifusão vive seu melhor momento e o congresso mostrou de que forma as emissoras podem se modernizar e evoluir para acompanhar essa nova fase”, apontou.

O contou com palestrantes de renome como o juiz paranaense Marlos Augusto Melek, um dos autores da Reforma Trabalhista, e o medalhista Oscar Schmidt, que falou de forma simples e descontraída que sua vida é pautada em cinco valores, visão, decisão, time, obstinação e paixão. A partir destes valores, conduziu sua palestra, levando lições de vida que podem ser aplicadas na vida profissional e no ambiente empresarial. “O segredo do sucesso é trabalhar para vencer e por prazer. Tem que sair do comodismo, ter determinação, coragem, treinamento e persistência. E para continuar a vencer, tem que inovar e se especializar”, ensinou.

O painel “O Futuro do Rádio e da TV: prepare-se para as novidades que vêm por aí” trouxe para a plenária a seguintes questões: o futuro do rádio é digital? Qual o impacto das novas tecnologias? Quais os rumos do rádio e da TV? Este painel discutiu as mudanças que o ambiente digital traz ao setor de comunicação, como as emissoras podem se preparar para novos formatos com o rádio híbrido, a importância do rádio nos celulares e outros dispositivos móveis, enfim, as oportunidades que as novas tecnologias trazem. O presidente da Aerp, Alexandre Barros, mediou as discussões e apresentou o Projeto Radiophone.  André Cintra, diretor técnico da Abert, falou sobre a migração AM/FM. Já Eduardo Cappia, diretor de Rádio da SET, apresentou como as rádios devem se adaptar a faixa estendida. Marco Túlio, diretor da ZYDigital, apresentou a internet como driver para o rádio, ou seja como usar a internet a favor do rádio.