• PT
  • EN
  • ES

SET Norte 2017: Cloud se efetiva nos workflows de produção

Dificuldade no Brasil ainda é de infraestrutura de rede, sobretudo fora dos grandes centros, opina executivo

Em uma das palestras que encerraram o SET Norte 2017 na tarde desta quinta-feira (30/11), o diretor regional da Avid Technology no Brasil, Fredy Litovsky, mostrou as possibilidades de uso da cloud no workflow de produção de televisão. O executivo acredita que, a partir de fluxos de trabalho habilitados para a nuvem como a Plataforma Avid Media Central, empresas de mídia podem criar, colaborar e entregar aos seus espectadores os diversos ângulos de uma notícia ou de um conteúdo em múltiplas plataformas de visualização.

Litovsky destacou que, recentemente, a Al Jazeera lançou um site totalmente na cloud para 160 de seus jornalistas correspondentes. “São profissionais que estão pelo mundo e têm uma infraestrutura na cloud dedicada a eles, sem um ambiente de trabalho tradicional. Eles precisam de um link para ingestar, editar e distribuir os conteúdos e conseguem realizar toda a produção na nuvem. O uso de clouds híbridas para a televisão já está acontecendo. Com cerca de quarenta licenças, seria possível esses 160 jornalistas trabalharem. Nem todos acessariam a plataforma concomitantemente e, se necessário, é possível contratar licenças adcionais”, explicou.

Grande parte dos serviços em televisão já estão virtualizados e na cloud, de acordo com o executivo. “O grande desafio hoje é que as empresas trabalham com layers que atendem requisições de processamento – seja de ingest, de encode ou de inserção de metadados – e precisam estar disponíveis aos jornalistas e editores de vídeo com agilidade. Em um jogo, em que você tem diferentes profissionais trabalhando com diferentes takes e momentos da partida, são múltiplas equipes trabalhando em paralelo com o mesmo evento. Precisamos de um layer de serviços que possibilite isso”, frisou.

A dificuldade no Brasil para a utilização da cloud está na infraestrutura de rede. “O sistema de cloud que estamos montando no país hoje está nas capitais. Em cidades do interior, com pouca infraestrutura de banda, ainda á mais difícil. Grande parte do problema ainda é esse, mas os projetos podem ser dimensionados.”

Ao final da sessão, o executivo sorteou uma licença perpétua do Avid Media Composer.

A cobertura completa do SET Norte 2017 você confere nas próximas edições da Revista da SET.

Leia também: SET Norte 2017: Tecnologia para TV e novos modelos de workflow

Leia também: Como monetizar no ambiente multiplataformas?

***Por Gabriel Cortez, em Manaus, e Fernando Moura, em São Paulo