• PT
  • EN
  • ES

TELEXPO 2006 DISCUTE A CONVERGÊNCIA DIGITAL

EVENTOS
TELEXPO 2006 DISCUTE A CONVERGÊNCIA DIGITAL
Principal evento de telecomunicações da América Latina, a Telexpo apresentou uma grande variedade de empresas e de novidades no setor. Todas elas apresentavam soluções de ponta ao mercado, além de inovações. A feira aconteceu de 7 a 10 de março, no Expo Center Norte.
Logo na abertura da feira, o conselheiro da Anatel, Jaime Ziller, falou que a idéia de convergência, tema principal da feira, é inevitável e necessária, mas evitou tocar em outros assuntos como a polêmica do padrão de TV Digital brasileiro e a tarifação da conta telefônica por pulso, ao invés de minutos.
A Telexpo, que é referência para executivos, profissionais de Telecom e TI, jornalista e formadores de opinião, apresentou diversos lançamentos na área tecnológica, como por exemplo a empresa Extreme Network, que apresentou uma nova tecnologia, que acaba com a barreira entre redes locais fixas e aplicações sem fio através do equipamento Summit 300.
Além da Extreme, outras empresas estiveram presentes na feira, como a Inatel, Intelbras, Ideal Antenas, Aiko, Kathrein, Qualcomm, RF COM, Motorola, RFS, Rohde & Schwarz, entre outras, ao total foram 400 expositores que

Fernando Bittencourt, diretor da SET, em palestra sobre TV Mobile que aconteceu paralelo a feira.

estiverem presentes nessa 16a. edição da Telexpo, que tinha como tema “A Era da Comunicação Convergente”, que fala sobre o sistema digital, aliás a digitalização e a conexão sem fio foram os principais destaques.
Sendo inclusive comentados nas palestras e debates que se seguiram durante o evento. Esse ano a Telexpo contou com cinco fóruns de discussão: Governo e Negócios, Gestão de Convergência, Wireless e Mobilidade, VoIP e Banda Larga e Tecnologias Emergentes, no total foram 49 debates, que contaram com a participação de diversas pessoas, como o publicitário Washington Olivetto, Nicholas Negroponte, Professor de Mídia e Tecnologia, da Faculdade de Mídia e Tecnologia de Massachusetts, Aluízio Byrro, vice presidente da Siemens, Valerijonas Seivalo Jr., vice-presidente e diretor geral da Qualcomm, entre outros nomes
A Telexpo também foi vitrine de grandes avanços tecnológicos, como o anúncio que divulgava os testes de cobertura de conexão sem fio à Internet, a chamada WiMax, tecnologia semelhante a popular Wi-Fi, porém sem a necessidade de cabos, que serão testados em conjunto pela companhia de TV por assinatura TVA e pela Samsung.
A alemã Siemens, também esteve na feira para divulgar sua parceria com a BenQ, na produção de celulares e para apresentar seu serviço de banda larga sem fio e uma central multimídia que acessa a Internet e sintoniza TV.
Ainda na área de celulares, a americana Motorola, que completa 68 anos, apresentou suas inovações de conexão sem fio e redes baseadas na tecnologia iDEN (Integrated Digital Enhanced Networks), que é uma rede digital ampliada e integrada, desenvolvida pela própria empresa e atualmente usada pela Nextel, o problema é que essa tecnologia não é compatível com o sistema CDMA.
Já o sistema VoIP foi um dos destaques da Intelbras, que mostrou novas plataformas centrais e de interfaces de comunicação via IP e Ethernet, com programação via PC, Palm Top e USB, para o usuário final , a empresa apresentou o modelo Intelbras by Sagem D85, fixo que conversa com celular por meio de um slim card read.
A Transit Telecom, também mostrou suas soluções em VoIP, com o Fast VoIP, para pequenas e médias empresas, o VoIPNet para grandes empresas e o Flash IP, solução que usa rede de fibra óptica de alta capacidade e integra serviço de voz e dados em um único produto.
A Pirelli cabos, além de apresentar o seu novo nome Prysmian, também apresentou uma nova tecnologia, a Sirocco, sistema de instalação e distribuição de fibras ópticas nas redes ópticas metropolitanas. O sistema utiliza ar comprimido para assoprar as fibras ópticas no interior de tubos pré-instalados até o ponto de uso, com isso obtém-se muitas vantagens, como maior flexibilidade na implantação e expansão da rede, melhor gerenciamento de fibras ópticas, redução no custo global de investimentos entre outras.
Com todas essas inovações e parcerias que foram mostradas nos dias da feira, a Telexpo, acaba se tornando um painel do que está por vir na área tecnológica e como o país irá se portar diante os avanços que estão ocorrendo atualmente.