• PT
  • EN
  • ES

SET-NORDESTE 2010

INSIDE SET
SET-NORDESTE 2010
Por Thiago Leite adaptado do relatório de Eusébio Tresse
O SET Nordeste 2010 foi um sucesso! Realizado nos dias 20 e 21 de julho, no auditório da TV Jornal de Recife, afiliada do SBT, o evento repetiu o bom resultado do ano anterior e obteve um público ávido por participar. Tanto que, a “platéia” era composta por representantes de toda a região. De acordo com Euzébio Tresse, consultor técnico da SET, o alto nível das perguntas realizadas pelos participantes permitiu concluir que a TV digital será implantada com sucesso em todo o território nacional . “A interatividade será o grande diferencial da TV digital. A “TELONA” vai virar um “Canal de Serviço”, diz Tresse.

O encontro teve uma repercussão muito positiva e foi destaque na primeira página do Diário “Jornal do Comércio”. O público foi muito bem recebido. Como em 2009, o diretor de engenharia da TV JORNAL e também associado da SET, Luis Carlos Gurgel, disponibilizou a estrutura da TV Jornal para atender ao evento.

A abertura do evento foi conduzida pelo diretor e vice diretor regional da SET, respectivamente, Antonio Paoli e José Augusto, e pelo anfitrião Luis Carlos Gurgel. Após as boas vindas, iniciaram as palestras. A primeira apresentação do dia foi de Carlos Nazareth – professor e diretor do Inatel e diretor de ensino da SET, que discutiu sobre digitalização e compressão, tanto para áudio como para vídeo. Seguido pelos representantes Erick Soares da Sony e Sérgio Constantino da Panasonic, os detalhes e as características das compressões MPEG Long Gop e AVC Intra tornaram-se o tema da reunião.

Emerson Luiz da TQTVD abordou as aplicações interativas para Full-Seg e 1-Seg. Em seguida, Fabrizio Reis, da Screen Service recordou física de estado sólido para poder decidir se a refrigeração dos transmissores deve ser com ar ou água.

Como fazer uma rota de TV digital com vários lances de microondas foi explicado por Tom Jones Moreira da Tecsys, que deseja a qualidade Full HD no endereço de todos os telespectadores e mostrou o projeto de um enlace de microondas (analógicas, mas convertidas para digitais) com 6 lances ligando Curitiba e Apucarana, ambas no Paraná.

Loudness, o grande desafio da TV digital, herdado da TV analógica, foi explicado por Alexandre Sano vice diretor de tecnologia da SET e do SBT que sinalizou uma luz no fim do túnel para se ter uma solução. Manoel Tavares do IATEC, por sua vez, preparou a platéia para um curso avançado de áudio multicanais, com foco no surround 5.1, apresentando os conceitos básicos de áudio exemplificando com sua larga experiência como sonoplasta.

“Como otimizar as áreas de cobertura do ISDB-T usando Gap Fillers e Redes de Freqüência Única em UHF ou BTS” foi o tema do Carlos Fructuoso da Linear. “Testes de sinais digitais: Importância da conformidade às normas” foi apresentado por Alexandre Lenz do CITS , que mencionou os principais erros e como corrigi-los quando se configura o multiplexer.

“Workflow ideal: Como mixar SAN e MAM em Jornalismo e Produção” foi o tema desenvolvido por João Paulo Quérette da iMAGENHARIA, descrevendo as novidades do Final Cut, onde a opção Final Cut Server é o MAM da Apple. Por fim, Henrique Lattarulo da Rhode & Schwartz falou das diferenças entre Gap Fillers, Transposers e Retransmissores, da importância dos canceladores de eco e suas aplicações em diversos cenários.

“O SET Nordeste 2010 foi muito proveitoso para mim, pois aprendi muito com as palestras, as trocas de ideias e o contato com os companheiros da área. Vocês estão de parabéns pelo o evento, foi bem organizado e contou com todo o “glamour de porte de linha”. Estou muito grato a vocês por esta oportunidade. Gostaria de acrescentar que o “curso” de áudio, infelizmente, foi muito rápido. Mas, acho que no ano que vem ele dará certo.”
João Batista Gomes da Silva , Técnico em som, Iluminador da UFPB


“Sempre participo do SET Nordeste. O evento é importante porque permite a troca de informação entre os participantes, que muitas vezes têm os mesmos problemas a serem resolvidos . As palestras, os treinamentos e a explanação dos equipamentos são mais aprofundados e melhor absorvidos devido a maior proximidade entre os participantes ” .
Luiz Moraes Costa, Diretor de Engenharia da Televisão Mirante Ltda


“O evento SET Nordeste 2010 superou as minhas expectativas, pois o número de participantes foi bem acima do número esperado. O teor das apresentações foi muito bom e bem focado nas questões tecnológicas que estamos vivenciando aqui na região. Contudo, gostaria de que nas próximas edições do evento fosse incluído pelo menos um painel discutindo alguma questão tecnológica de importância para as emissoras da região, para não ficarmos apenas nas palestras.
Buscamos desenvolver nos eventos, um espaço para que os profissionais responsáveis pelas áreas tecnológicas das emissoras aproveitem as oportunidades para se atualizarem, pois as mudanças estão cada vez mais radicais e ocorrem a todo o momento – o que representa uma decisão acertada hoje, pode não ser acertada amanhã. É preciso que os profissionais estejam ligados com tudo o que está acontecendo. Inclusive procurar conhecer o que as outras emissoras estão fazendo. Tudo isso, mesmo se a nossa emissora não programa investimentos imediatos naquela área.”
Luiz Carlos Gurgel, TV Jornal de Recife

Eusebio Tresse é consultor técnico da SET , tresse. es@gmail.com
Thiago Leite é Assistente de Produção da Revista da SET, thiagoleite.set@gmail .com