• PT
  • EN
  • ES

A SET No evento da AES

*Pedro Lívio
Revista da SET – ed.107

Em mais uma contribuição para o desenvolvimento técnico do áudio, a SET coordenou uma série de palestras no AES Latin American Conference (Conferência da América Latina da Sociedade de Engenharia de Áudio, em tradução livre), realizada entre 26 e 28 de maio no Palácio das Convenções do Anhembi, na capital paulista.

A dupla formada por Olímpio José Franco e Leonardo Chaves mostrou ao público, no primeiro dia, a ‘cara’ do cenário da TV digital na América Latina, processo até aqui liderado pelo Brasil. Olímpio falou sobre os principais desafios e oportunidades, facilitadas para os países vizinhos pela performance que o SBTVD vem apresentando, padrão de TV nipo-brasileiro já adotado por alguns governos latinoamericanos. Chaves se ateve ao “Status da TV digital no Brasil”, tema de seu painel, em que tratou principalmente da cobertura do sinal digital, tanto móvel quanto fixo.

Carlos Fini (foto) se juntou a outros cinco palestrantes para falar sobre captação e mixagem de áudio 5.1 para TV digital em eventos ao vivo e pré-gravados – por meio de demos das primeiras experiências de transmissão desta tecnologia na TV digital – e também a respeito da recepção do som em protótipos de TVs integradas 5.1 ready, em painel exibido no dia 27.

Os profissionais usaram experiências como as transmissões do Carnaval 2009 e também de jogos de futebol para criar as peças exibidas. “Na minha visão, o painel mostrou que existe uma nova frente que pode ser melhor explorada com essa nova tecnologia da TV digital”. No mesmo dia, Fini voltou ao palanque, desta vez sozinho, para demonstrar como funciona a comutação dinâmica dos modos de áudio no multiplexador ISDB-T e nos receptores de TV digital. As necessidades e possibilidades de uso do espectro do canal digital e também as soluções para roteamento e distribuição de multicanais de áudio embbeded na interface HDSDI foram os pontos-chave da palestra “Multicanais da TV digital”, no dia 28, ministrada por Alexandre Yoshi, José Marcos e Mathias Bendull. Os palestrantes ainda falaram sobre interfaces de áudio físicas e elétricas dos receptores de TV digital no ambiente doméstico.

A cidade de Porto Alegre recebeu, nos dias 9 e 10 de junho, o SET Sul, seminário técnico sobre gerenciamento de conteúdo, rádio digital, transmissão, produção, exibição de conteúdo eletrônico entre outros temas. O evento, promovido por meio de uma parceria entre SET, RBS TV (Rede Brasil Sul) e RPC (Rede Paranaense de Comunicação), proporcionou aos participantes 20 apresentações.

Duas palestras, a cargo da RBS e da RPC, retrataram o ‘Processo de Digitalização das TVs Brasileiras’. Também foi ministrado um curso sobre TV digital, com auxílio do Inatel. A SET organizou a palestra ‘Cenário da TV digital’ e, junto com a Abert, a ‘Cenário do Rádio digital’. Outras 17 palestras trataram do cenário de radiodifusão. O SET Sul recebeu um público de 149 pessoas e agregou 30 novos associados. Em parceria com a Casablanca e Star One, o evento foi transmitido ao vivo via satélite para salas de recepção em Florianópolis e Curitiba, e permitiu aos participantes destas capitais fazer perguntas pela internet.

A presidente da SET, Liliana Nakonechnyj presidiu a reunião da entidade, na capital paulista, no último dia 6 de junho. No evento, que durou todo o dia, 28 diretores da SET falaram sobre a evolução obtida desde a última reunião. Na primeira etapa, Anna Lúcia, Olímpio José Franco, Ronald Barbosa e José Munhoz falaram, respectivamente, sobre o SET e Trinta deste ano, os eventos regionais, as participações da SET nos Congressos AES e ABERT, sobre a Edição Especial da Revista em Espanhol e dos procedimentos referentes ao Congresso SET 2009. Depois, Carlos Nazareth apresentou seu trabalho sobre Educação a Distância e Ensino a Distância. Na segunda parte do evento, quatro grupos de trabalho fizeram proposições para o site e a revista da SET, para o Seminário Regional em Brasília, para a programação visual e logística do próximo Congresso e traçaram um primeiro cenário tecnológico que compõe a estrutura e o conteúdo da grade de programação do Congresso SET 2009.

Depois de uma aproximação começada ainda no ano passado, a SET e o INATEL (Instituto Nacional de Telecomunicações) chegaram, enfim, a um acordo que trará ainda neste ano para a filial da SET em São Paulo dois cursos de pós-graduação lato sensu. “Programa de TV digital e IPTV” e “Engenharia de redes e sistemas de telecomunicações” ainda não tem datas definidas para começar, mas serão abertos para associados da SET e outras empresas – associados terão vantagens especiais.

De acordo com o pró-diretor de Desenvolvimento de Tecnologias do instituto, professor Marcelo Marques, a parceria entre SET e Inatel existe há anos, o que favoreceu a criação da parceria. “Anos atrás, quando lançamos o curso em São Paulo (capital), a SET participou do lançamento e fez uma divulgação para seus associados”, recorda.

Ainda segundo Marcelo, os cursos terão duração de 360 horas – aproximadamente 20 meses – e serão ministrados somente por professores do Inatel. “Cada curso deve contar com 15 professores”, estima. Os cursos são ministrados em Campinas há cerca de 10 anos.