• PT
  • EN
  • ES

SET Expo, maior a cada edição supera expectativa de visitantes e negócios

Nº 154 – Set/Out 2015

por António Araujo Jr., Fernando Moura e Gabriel Cortez, em São Paulo

SET EXPO 2015 – Parte I

Mais de 16 mil visitantes, quase 2 mil congressistas e um volume de negócios de aproximadamente 40 milhões de dólares reforçam a liderança do SET Expo na América Latina e colocam o evento entre os principais da indústria mundial de broadcast e novas mídias. Como no ano passado a exposição voltou a ser palco de lançamentos mundiais. Nesta reportagem, a primeira parte da reportagem produzida pela equipe da Revista da SET na exposição realizada em São Paulo

Os produtos e soluções em 4K foram um dos destaques apresentados pela Sony na edição 2015 do SET Expo

Desde o ano passado, o SET Expo tem crescido em número de visitantes e em tamanho. O prestígio internacional da feira também aumenta. A cada ano, grandes players da indústria utilizam a exposição para lançar os seus produtos a nível mundial.

O SET Expo 2015, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes, o maior evento de negócios e de tecnologia para broadcast e novas mídias da América Latina, se realizou entre os dias 23 e 27 de agosto, no Pavilhão Vermelho, do Expo Center Norte, em São Paulo. Além da feira com expositores nacionais e internacionais, o evento contemplou a 27ª edição do Congresso SET, realizado pela Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), o 2 º Fórum Latino-americano de Negócios de Radiodifusão, 1º Workshop Pro-AV e o Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre.

Centenas de visitantes passaram pelo estande da Canon para um hands on com as câmeras expostas pela companhia

Mais de 16 mil pessoas visitaram o SET Expo 2015 e, nos três dias de exposição, percorreram os cerca de 21.000 m2 do pavilhão Vermelho em que os estandes foram instalados. Além dos estandes dos expositores, a feira se dividiu em espaços temáticos (como Rádio, Universidades, e IEstrangeiros). Segundo Claúdio Younis, diretor de Marketing da SET, o evento proporcionou importantes negócios. “Há uma expectativa de negócios da ordem de 40 milhões de dólares. A feira superou todos os números previstos”.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estiveram presentes na edição 2015. Ainda a exposição contou com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia. Um pavilhão dedicado ao Rádio e outro a Universidades.

No estande da SDB multimidia, distribuidora da Harmonic, soluções para virtualização, sistemas baseados em workflow IP e decodificadores multiplataforma

Neste primeiro relato acerca da maior exposição da indústria broadcast da América Latina, a Revista da SET apresenta alguns destaques da feira, dentre muitos que estiveram presentes nos três dias do SET Expo 2015. Um dos destaques do SET Expo, foram os pavilhões internacionais, que ano a ano aumentam em tamanho e quantidade. Nestes Pavilhões Estrangeiros, o público conheceu tecnologias provenientes de diferentes setores da indústria. “A presença cada vez maior de empresas estrangeiras no SET Expo visa apresentar de maneira globalizada as últimas tecnologias do setor, além de prover um intercâmbio empresarial dentro da comunidade profissional que visitou a feira”, ponderou Cláudio Yonis. Ele reafirmou, ainda, que, a cada edição, a influência e o interesse internacional pelo evento aumentam.

Riedel apresenta produtos para o mercado latino-americano.

A Riedel tem aumentado a sua participação no SET Expo e no mercado brasileiro nos últimos anos com uma presença forte no país, com a contratação de suporte local e um investimento forte em presença não só de marca, mas de produtos. O balanço de Fabiano Botoni, diretor de vendas internacionais de Riedel para América do Sul, e responsável pelo escritório da empresa alemã em São Paulo, é positivo, ele diz à Revista da SET que o SET Expo teve uma grande importância para a empresa porque se fazem bons contatos e se reforçam os laços com os clientes.

Novo console S6L da Avid lançado na última NAB 2015 foi um dos destaques do estande da CIS Group/Avid nesta edição do SET Expo 2015. Na foto Eduardo Andrade (AVID) explica as principais características da Venue S6L, um switcher de áudio modular e escalável com conectividade total para trabalhar com interfaces touchscreem, com plug-in onboard e broad range

Botoni afirmou que é o principal evento da multinacional na região, por isso, no SET Expo 2015 a empresa apresentou para a América Latina o MediorNet MicroN, uma solução de distribuição de conteúdos em rede de até 80G que facilita o envio e gestão de conteúdos. Esta plataforma trabalha com o roteador do MediorNet Metron que funciona como interface de sinal de alta densidade com entradas e saídas de dados, incluindo 24 SD/HD/3G-SDI I/Os, dois portos MADI, um porto 2015Ethernet e oito portos de alta velocidade 10G SFP+.

 

Segundo o executivo, o MicroN pode servir como caixa de conexões do roteador Metron e assim ampliar a conectividade incluindo sistemas de fibra de E/S e qualquer tipo de conexão E/S de vídeo e áudio.O responsável da Riedel disse que ainda foram apresentados aos clientes a plataforma Tango, a interface SmartPanel e o sistema STX-200 profissional que serve de interface para a utilização de comunicações via Skype.

SDB Multimidia com destaquepara produtos Harmonic
A distribuidora brasileira se mostrou muito satisfeita com os três dias de exposição. O diretor comercial da SDB, Sidnei Brito disse à reportagem da Revista da SET que a feira pode gerar um volume de negócios de até um milhão de dólares, um resultado muito positivo que coloca o SET Expo como o principal evento do ano da empresa.
No estande, destaque para o novo Encoder Electra X3 da Harmonic, que suporta o formato 4K Ultra HD, até 2160@p60, full-frame, Full GOP em real time com codificação HEVC Main 10 Profile. Um dos principais diferenciais deste encoder, disse Brito, é a integração de ferramentas de branding e playout, antes somente disponíveis em vídeo servidores, tornando-o um equipamento único para aplicações OTT e Pay-TV.
Brito afirmou ainda sentir-se muito orgulhoso pelo desempenho da sua empresa como distribuidor da multinacional. Ele afirmou que no início de 2015, a Harmonic reconhecendo a experiência e competência da SDB, que atua há mais de 13 anos como sua integradora de soluções, certificou seu laboratório de manutenção para reparo de toda sua linha de produtos, criando no Brasil o primeiro Service Center da Harmonic fora de sua fábrica nos Estados Unidos.

No estande da Iscon foi apresentado o sistema de lançamento e rebobinador de cabos ópticos, acoplado com caixas de distri buição com capacidade para até 24 canais de transmissão de informações e de energia elétrica, acompanhados por aparelhos de limpeza es pecíficos para estes produtos

Novo gerador de sincronismo da Leader chega ao Brasil
Lançado na NAB 2015 e apresentado pela primeira vez na América Latina no SET Expo, o novo LT8900, Gerador de Sincronismo Multi Formato, esteve em exposição no estande da Leader. O equipamento foi criado para satisfazer a demanda dos broadcasters em ambientes com sinais mistos, analógico, SD, HD e 3G SDI.
Segundo o gerente da Leader Instruments no Brasil, Armando Ishimaru, “a arquitetura inovadora evita a necessidade de numerosas placas opcionais ou atualizações de fábrica, permitindo que estes recursos sejam ativados através de software. Isto garante que as unidades sejam facilmente expansíveis, quer localmente, quer a partir de um local remoto” explicou.
O gerente da Leader ainda destacou que um dos principais focos da empresa é aumentar o “marketing share” da empresa no Brasil, trabalhando para aumentar a fatia de participação da marca no mercado e para isso, “participar do SET Expo é essencial”.
Ainda, foi apresentado o LV5490, monitor Multi SDI 4K, 3G/HD/SD-S-DI. Este monitor forma de onda 4k suporta método de divisão por quadrante e intercalação de 2 amostras além de quad-link, dual-link com 8 entradas 3G/HD/SD SDI, e monitoramento de 4 entradas simultâneas com tela de 9” Full HD.

Responsáveis da Riedel recebem a visita de funcionários da Globosat durante o SET Expo 2015

Brasvídeo reforça a praticidade e segurança do fluxo de controledigital
A virtualização da mesa de controle, essa foi a principal aposta trazida pela Brasvídeo para o SET Expo 2015. Seguindo a tendência onde cada vez mais o fluxo de trabalho e da transmissão é digitalizado, a Brasvideo apresentou uma nova plataforma da Vizrt.
A alternativa trata-se de uma plataforma gráfica para ser aplicada em telejornalismo e esportes com alto nível de tecnologia. Esta apresenta mapas para previsão do tempo, gráficos de tráfego nas estradas e ruas, além dos mais variados letterings para personalizar o visual da programação.
O diretor de vendas e marketing da empresa, Wagner Mancz recebeu a equipe da revista da SET no estande da Brasvideo e disse que foram fechados pacotes para atender a TV Globo e a Globosat o que mostram a importância do evento em termos de relacionamento e negócios.
Ainda de acordo com Mancz só no Brasil a empresa atende diversas emissoras. Em destaque está a Rede Bandeirantes/SP onde aproximadamente 700 usuários operam 40 ilhas de edição à taxa de 100Mb/s e graças às soluções semelhantes às trazidas 2015para o SET Expo é possível integrar os servidores de conteúdo às plataformas de controle, exibição e publicação.

No estande da Brasvideo, integradora brasileira, destaque para os produtos da Vizrt, empresa norueguesa

Video Systems
A Video Systems “trouxe as principais marcas com quem trabalha ao SET Expo 2015. A ChyronHego, por exemplo, apresentou uma linha de geradores de caracteres, grafismos, análises táticas e cenários virtuais, que captura dados para esportes ao vivo. Temos a VSN também, que apresentou soluções de automação, como o MAM; e a EVS, que oferece soluções como o PAM, para o gerenciamento de clipes em eventos esportivos e musicais. Além disso, os nossos servidores também operam replay”, destacou Leonardo Duarte, supervisor técnico da empresa.
O XT3 foi o produto mais procurado da EVS, segundo Duarte, “por ser uma novidade no mercado, com o up-grade de 6 para 12 canais. A novidade da VSN é o BI, que fornece soluções de gerenciamento de mídias (MAM) com um custo menor aos clientes. Esse produto também foi muito buscado”, ressaltou o expositor.

Lounges patrocinados pelas emissoras no SET Expo servem para os visitantes fazerem networking, conversar e até fechar negócios

Ele explicou, que a Video Systems tem a exclusividade de distribuir a ChyronHego no Brasil. Aldo Campisi, vice presidente da ChyronHego, lembrou que o diferencial dos produtos da sua empresa é fornecer “soluções de GC e de grafismos em tempo real, enquanto o jogador está correndo, por exemplo, em uma transmissão ao vivo. Para isso, a gente trabalha com um sistema ótico de câmeras que instalamos nos anéis superiores dos estádios e das arenas. É a solução TRACAB Player Tracking. Instalamos duas caixas de câmeras, com três câmeras em cada caixa. Essas câmeras fazem a varredura ótica do estádio e no enviam fotos panorâmicas Full HD, em tempo real, com as quais conseguimos inserir os GCs e os grafismos acompanhando o movimento de um jogador ou da bola, por exemplo, em transmissões ao vivo. Isso é o que nos diferencia das demais companhias e é o que tem atraído os nossos clientes aqui no SET EXPO 2015”, frisou Campisi.
Os responsáveis da Vídeo Systems afirmaram a Revista da SET que o volume de negócios em potencial gerado no SET Expo foi muito importante, superando um milhão de dólares.

Os mais de 16 mil visitantes do SET Expo 2015 participaram ativamente das conferencias, workshops e apresentações realizadas nos três dias de exposição. Na foto, o estande da Broadmedia durante a apresentação dos seus produtos

LineUp
A integradora LineUp/Comtelsat esteve no SET Expo 2015 apresentando seu importante leque de marcas e produtos, visando a integração de grandes e pequenos projetos no Brasil e América Latina.
Nilson Fujisawa, diretor da LineUp, afirmou a Revista da SET que a fusão com a mexicana Comtelsat esta dando os seus frutos, pelo que “após 24 anos atuando no mercado brasileiro de televisão fornecendo aos clientes serviços que englobam desde o projeto, passando pela instalação em sistemas para ambientes de produção de conteúdo, até o suporte técnico, a LineUp cresceu e podemos dizer que consolidou o seu portfólio no setor”.
Segundo ele, o foco da feira, que teve resultados positivos para empresa passou por oferecer aos visitantes soluções na área de transmissão e contribuição que “a LineUp se tornou uma empresa com capacidade comprovada em soluções end-to-end (da recepção, captação/produção à transmissão)”.
Dentre as novidades disponíveis para exposição no estande da LineUp, durante a SET Expo 2015 estiveram estrategicamente posicionados Snell/Quantel (agora SAM), Lawo, IHSE, Junger, Quintech, Aspera, Front Proch, Aveco, Traffic Sim, Ad-vantech, AEQ/KROMA e Axon.

Para Leonel da Luz, VP de Grass Valley em América Latina, o SET Expo é essencial para o mercado regional

Pela sua parte, o CEO para o Brasil, da Comtelsat, Israel Gomez, disse que a soma da expertise das duas empresas foi fundamental para colocar a “a empresa na liderança em soluções broadcast e integração nos maiores países da América Latina. Durante o SET Expo 2015 mostramos uma LineUp diferente, completa, com capacidade para atender múltiplos projetos e soluções”.
Uma das marcas distribuídas por LineUp é a Axon. Durante o SET Expo a Revista da SET conversou com Alfredo Cabrera, diretor de ventas para América Latina da multinacional que se mostrou muito satisfeito com os contatos feitos durante os três dias de exposição. “O fluxo de pessoas tem sido bom, o nível de contatos também e saímos de feira com uma serie de possíveis negócios em carteira”.
Cabrera afirmou que o Brasil continua sendo um mercado muito importante para a Axon e por este motivo a marca “aposta muito nos eventos da SET. O SET Expo é muito importante para nossa estratégia de vendas, por isso estamos aqui. É uma excelente vitrine para novos negócios”.

A Snell/Quantel (agora SAM) contou com três espaços exclusivos e dedicados às demonstrações de suas soluções. O primeiro destacou o ICE channel-in-a-box com o sistema de automação Morpheus. “Com o ICE é possível aumentar drasticamente a eficiência, reduzindo a complexidade. Além disso, pode-se integrar toda a funcionalidade operacional, Mouratécnica, regulatória e comercial para o playout.

Fabio Tsuzuki, CEO da Media Portal afirmou que o SET Expo é o momento esperado pela empresa paulistana para realizar seus lançamentos de produtos

Usado como um sistema multicanal e automação de playout multitela mais avançada, o Morpheus é capaz de se adaptar às suas características de configuração operacionais, além de ser usado para uma ampla variedade de aplicações e plataformas de distribuição” afirmou Fijisawa.

Grass Valley
O foco da empresa do grupo Belden no SET Expo SET 2015 foi a migração para as tecnologias IP apresentando soluções de router IP e câmeras de vídeo com interface IP, além de servidores e modulares IP. “A câmera 4K LDX 86 Universe atraiu bastante o público”, ressaltou Carlos Moura, engenheiro de pré-vendas da companhia. “É um equipamento que pode trabalhar em Ultra-HD ou Hiper Slow Motion (6x speed), por meio de upgrade software ou de licenças que podem ser alugadas. Trouxemos, também, o switcher de produção Karrera de 3 ME’s, que pode trabalhar com a câmera LDX em 4K”, disse.
A empresa expôs, ainda, a solução GV Stratus Playout na feira. “É um equipamento que permite fazer a regionalização do playout da emissora através de uma placa com capacidade de 88 horas de armazenamento, sendo controlada por uma automação em cloud”, destacou o engenheiro da companhia.

Integradoras como a Seal Broadcast & Content mostram como o mercado esta mudando e as empresas cada dia precisam de maior integração a diferentes plataformas

Sobre este produto, o vice-presidente da Grass Valley na América Latina, Leonel da Luz, afirmou à Revista da SET que “o GV Stratus é um produto que está sendo muito bem aceito, não só no Brasil, mas, também, no mercado internacional, especialmente na América Latina. Ele é feito para a produção e a exibição de jornalismo, e pode integrar-se com os sistemas de exibição do telejornal, isto é, a parte editorial do jornal, e também com a parte de arquivo. É um produto bastante flexível e que tem um potencial enorme de crescimento. Justamente por essa flexibilidade, o GV Stratus se ajusta a clientes ‘grandes’ ou a clientes com menor demanda”, ponderou.
Outros produtos em destaque no estande da companhia no SET Expo 2015 foram os sistemas de controle baseados em Software Designed Network (SDN). “Eles controlam tanto os roteadores IP quanto os roteadores tradicionais de vídeo. Vai ser a nossa próxima interface para essa transição do mundo de soluções em IP, que, certamente será a plataforma para sustentar os sinais em 4K – obviamente, sem deixar de lado os sinais tradicionais, como o HD de 3Gbps. Essas plataformas de IP também são suportadas pelos nossos roteadores de vídeo, que agora têm gateways que permitem transformar o seu roteador de vídeo tradicional em um roteador IP. Então, isso faz com que a transição seja bastante suave, já que o investimento inicial para ter os benefícios dessa tecnologia não dependem de uma troca total da infraestrutura. O nosso cliente pode fazer isso sistematicamente, paulatinamente”, argumentou Leonel da Luz.

O SET Innovation Zone congregou as Startups seleccionadas pelo 3º Desafio SETup. Os finalistas apresentaram suas soluções de negócios no Pavilhão de Inovações uma área de 150 m².

Ele listou, ainda, outros produtos da empresa que foram apresentados, e disse que os clientes procuraram bastante “os sistema de controle e monitoração, que funcionam para aprimorar e monitorar os sistemas de controle e funcionamento das emissoras de televisão, dando precisão, agilidade e segurança na operação, e mostrando onde estão as falhas, com inteligência suficiente, até mesmo, para fazer alguns diagnósticos e oferecer, ao operador, a dica de como proceder. Colocamos a disposição dos visitantes, também, o sistema Scalator, que é um carro chefe da Grass Valley em multview. Esse sistema trabalha integrado com os roteadores e com os sistemas de controle, para dar mais flexibilidade ao monitoramento da televisão”, destacou.
Além disso, o VP da Grass Valley destacou a estratégia da empresa no IBC, em Amsterdã: “Faremos uma série de lançamentos no IBC. Entre as novidades, teremos muita coisa sobre IP; serão lançadas câmeras com saída IP, switcher com entrada IP, sistemas de monitoração e de roteamento já com todas as funcionalidades IP. A empresa está investindo muito neste tipo de tecnologia, porque são os padrões abertos na indústria, isso é fundamental para quem pretende fazer o investimento, saber que estará seguro, que vai ter interoperabilidade”, finalizou.

Media Portal
Com o aumento de tempo obrigatorio de inclusão de Closed Caption imposto às emissoras pelas novas normas do Fórum Brasileiro de TV Digital (SBTVD), a Media Portal apresentou o Voice Analyzer no SET Expo 2015. “É um dos nossos produtos que está chamando mais a atenção aqui na feira, porque faz a transcrição do áudio para o texto quatro vezes mais rápido do que o tempo real. Um vídeo de uma hora, por exemplo, leva quinze minutos para transcrever”, destacou Fábio Tsuzuki, o diretor fundador do Media Portal.
O expositor lembrou que o Voice Analizer é um módulo que pode trabalhar com o armazenamento de dados de storage do Media Portal. “A Opala Box é a nossa solução mais econômica e pode armazenar 300 horas de vídeo e 12 TB de conteúdo por ano. Temos a Ágata Box, que pode armazenar 1000 horas de vídeo e 40 TB de conteúdo ao ano, e a Rubi Box, que pode armazenar 2000 horas de vídeo e 80 TB de conteúdo por ano. Além disso, trouxemos a Topázio Box, capaz de armazenar mais de 2000 horas de vídeo e 80 TB de conteúdo por ano”, ressaltou.
O Voice analyzer também pode operar na nuvem, segundo Tsuzuki. “Em parceria com a Cloud TV, o Media Portal customizou um sistema Ipara oferecer o gerenciamento de conteúdo na nuvem, o que permite aos nossos clientes acessarem os dados armazenados em qualquer parte do mundo que tenha acesso à internet”, frisou.

A edição 2015 do SET Expo teve um espaço ainda maior para produtoras, montadoras e integradoras mostrarem suas unidades móveis, na foto a UM da Multivideo, produtora de São Paulo

Show CasePro
A companhia brasileira apresentou no SET Expo 2015, o novo encoder de closed caption Enc 35 que proporciona a passagem de vídeo automática por relé, base de tempo por genlock com autodetecção; sincronizador de quadros embutido (frame synchronizer); e ajuste independente de temporização horizontal e vertical”, explicou Rafael Peressinoto, diretor técnico da companhia.
“Lançamos também o XON 75, um sistema gerador de legendas automático em tempo real, e trouxemos o XDA 13, um sistema de auditoria para sinal de TV Digital que fornece relatórios de acessibilidade e relatórios de Loudness para a comprovação de cumprimento da norma da SBTVD. Esse produto grava mais de um ano de programação para a necessidade de eventuais consultas e, por isso, esteve entre os mais procurados aqui no nosso estande”, frisou.
O expositor lembrou, ainda, que a Show Case está entrando nos mercados de jornalismo (com o Show News), de reprodução de vídeo (com o Show Play), e de gerenciamento de mídias (com o Show Browsers): “É uma área que também tivemos uma boa receptividade, porque a gente agrega soluções de acessibilidade, o que é uma inovação nesses mercados”, destacou.
Além desses produtos, a Show Case expôs, também, o intérprete de libras Sofia, uma parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O desenvolvimento visa criar um avatar que, em tempo real, gera a linguagem de sinais do programa televisivo em questão.

Eduardo Silva, diretor de Vendas do Vitec Group para a América Latina afirmou à Revista da SET que o SET Expo é o principal evento broadcast da multinacional na América Latina

Eduardo Silva, diretor de Vendas do Vitec Group para a América Latina afirmou à Revista da SET que o SET Expo é o principal evento broadcast da multinacional na América Latina

“O projeto Sofia é um serviço para o mercado brasileiro. Fizemos pesquisas de feed back com usuários surdos e eles apontaram para a necessidade de poderem escolher o tamanho do box de intérprete de libras na tela e, além disso, apontaram para a necessidade de oferecermos o quadro no formato paisagem e, não mais, no formato retrato. Isso, o Sofia já proporciona. Agora, estamos buscando investimento público para evoluir o produto e oferecer mais essa solução em tempo real”, lembrou Peressinoto.
“Este projeto, sem dúvida, representa outro nível para a acessibilidade,” conta Peressinoto, “os deficientes auditivos que não foram alfabetizados em português, não fazem uso do closed caption, agora poderão usufruir deste sistema para terem pleno entendimento do que estão assistindo”, completa.

Vitec Group
Quem visitou o estande da Vitec Videocom teve a oportunidade de conferir de perto as principais novidades das marcas representadas pela empresa. São teleprompters, tripés, iluminações em LED, baterias, além de diversas outras soluções para emissoras e produtoras de TV.
Quem estava recebendo os visitantes da feira no estande da Vitec era o recém empossado diretor de Vendas do Vitec Group para a América Latina, Eduardo Silva. Ele falou com a equipe da Revista da Set sobre a nova parceria firmada com a Vidiexco, uma distribuidora sediada na Flórida e dedicada aos mercados da América Latina e do Caribe.
Segundo Silva, a parceria trata-se de uma expansão dos negócios da Vitec sem perder de vista os mer-cados atuais que a empresa conso-lidou clientes. “Não é que a gente está trocando, estamos expandindo para alcançar outras regiões do Brasil” destacou o diretor de vendas. “A Vidiexco é um parceiro comprometido com a Vitec Videocom e tenho certeza de que esta expansão territorial será positiva para a Vitec, a Vidiexco, e o canal de vendas no Brasil”.
Em um balanço sobre os resultados da Copa do Mundo realizada no Brasil e que seria teste para muitas tecnologias do mundo do broadcast, Silva destacou que foi muito positivo. “Foi um dos melhores anos que a empresa teve no Brasil, agora nossas expectativas ficam voltadas para os Jogos Olímpicos do ano que vem” destacou ao ressaltar que a empresa já está com diversas parcerias para o setor.


Análise de alguns expositores sobre o movimento da exposição

Segundo análise realizada após o evento por Cláudio Younis, diretor de Marketing da SET, o SET Expo 2015 movimentou mais de 40 milhões de dólares, com mais de 16 mil visitantes nos seus três dias de exposição, números que mostram que mesmo em momentos de crise, a indústria audiovisual brasileira é forte e está consolidada.

A coordenadora de produtos da Telem, Roseli Hipólito se mostrou satisfeita com o volume de negócios e contatos proporcionados nos três dias de exposição

A fim de realizar um balanço, a Revista da SET perguntou a alguns dos mais de 190 expositores que chegaram a São Paulo, qual a sua análise do evento em termos de público, espaço de exposição e negócios.Rafael Peressinoto (Show CasePro) afirmou à Revista da SET que “este ano, o SET Expo está melhor do que no ano passado. Nós estávamos com medo de aparecerem menos clientes, por conta da crise. Mas, isso não aconteceu. Em termos de espaço físico e de instalações também melhorou muito. Nós não temos nada a reclamar, foi um evento maravilhoso e cheio de oportunidades”.
Fabio Tsuzuki (MediaPortal) afirmou que “esse ano, a feira está maior do que em 2014 em termos de estandes. A frequência está boa. O balanço é positivo. A gente está abrindo muitas portas e os clientes estão comprando a nossa ideia”, finalizou.O executivo da Grass Valley, Leonel da Luz disse à Revista da SET que o SET Expo 2015 teve bom nível e o número de visitantes foi bastante grande, e o nível de oportunidades também. Apesar de as coisas não estarem andando tão rápido como poderiam, por conta do momento de crise que passamos, a feira é um momento de consolidarmos a nossa marca e, também, de o pessoal se atualizar em relação às novidades que os esperam em um futuro próximo”.

Rafael Peressinoto (Show CasePro) afirmou à Revista da SET que “este ano, o SET Expo está melhor do que no ano passado

 

Juan Carlos Ortolan (Ross Video) disse à Revista da SET que “a crise afetou um pouco os negócios na feira esta ano, mas, a qualidade dos clientes e dos produtos expostos se manteve em relação ao ano passado, e a infraestrutura melhorou muito”.
Ainda, a coordenadora de produtos da Telem, Roseli Hipólito afirmou que “a participação no SET Expo foi bem interessante porque pudemos oferecer aos profissionais da área que não tiveram a oportunidade de viajar para as feiras internacionais, o contato com algumas das principais novidades desse mercado”, conclui.


Equipe de programa esportivo de rádio faz transmissão direto do SET Expo

Os integrantes do programa Estádio 97, da rádio Energia 97, apresentaram a edição do programa da quarta-feira (26) em um estúdio instalado especialmente no SET Expo 2015. O programa que une esporte e humor vai ao ar pela FM e pela internet de segunda à sexta das 17h30 às 20h.Uma parceria com a Broadmedia possibilitou que a transmissão fosse assistida pela internet. Além dos 10 apresentadores da atração, outros seis profissionais viabilizaram a transmissão. Quem passava pelo estande da emissora podia fazer uma participação especial no programa. Foi o que aconteceu com o jornalista Fernando Moura, editor da revista da SET. Ele havia ido até o estande para fotografar a atração e foi pego de surpresa por um dos âncoras do programa. Fernando, que é Argentino e tem o Boca Juniors como time do coração, bateu um papo com a equipe e revelou preferir Maradona a Messi ao ser questionado pelo apresentador Sombra, que comanda o diário esportivo.É a primeira vez que a emissora transmite um de seus principais programas direto desde o SET Expo, mas é comum a equipe fazer transmissões itinerantes. A escolha do SET Expo se deu, segundo um dos profissionais técnicos, devido à importância da feira para o setor da radiodifusão.


Desafio SETup escolhe dois vencedores e oferece US$ 240 mil em produtos para Start-Ups

Na terceira edição do Desafio SETUp, uma surpresa marcou a premiação: a organização dobrou o valor oferecido, para poder premiar dois vencedores. Hand Talk e AudiTracks vão receber cada uma US$ 120 mil em produtos e serviços da Microsoft BizSpark Plus. “Como deu empate, decidimos dobrar o prêmio”, anunciou o presidente da SET, Olímpio José Franco.
“Além dos recursos, ganhamos muito com a experiência e o networking. E para nós, quanto mais pessoas conhecerem o aplicativo, mais gente vai poder se comunicar”, afirmou Pedro Branco, da Hand Talk, que desenvolveu um aplicativo para celulares de tradução em Libras (Língua Brasileira de Sinais).
Para a segunda empresa premiada, a felicidade com a vitória foi semelhante. “Foi excelente a oportunidade de estar neste espaço e ter o feedback do mercado, além disso, encontrar no mesmo lugar, os maiores players e clientes juntos”, afirmou Alessandro Caliu, da Auditracks, empresa que existe há apenas três meses e prepara para o mês que vem o lançamento de um sistema de tracking de veiculação de propagandas em emissoras de rádio.

Esta foi a terceira vez que o SET EXPO realizou o Desafio SETup. As dez empresas finalistas foram selecionadas pelo SIZ, SET Innovation Zone, novo comitê da SET especializado em pesquisa, inovação, empreendedorismo e novos negócios. Essas empresas apresentaram suas soluções no Pavilhão de Inovações SIZ, área de 150 m².

Hand Talk – Plataforma de tradução automática para Libras (Língua Brasileira de Sinais);
Sétima – Plataforma de crowdfunding para distribuição, promoção e exibição de filmes brasileiros;
Auditracks – Sistema de tracking, auditoria e controle de veiculação comercial para empresas, agências de publicidade, representantes e órgãos governamentais em emissoras de rádio;
Covert International – Startup americana que desenvolve sistema de smarTVs para streaming de vídeo e TV-Commerce;
ST Video-Film Technology – Empresa chinesa de estúdio virtual em 3D;
Libélula Produções – Produtora de conteúdo com drones;
We Crowdcasting – Plataforma de gestão para produção de conteúdo colaborativo, diferencial uso do mobile e transforma público leitor em repórteres para veículos de comunicação;
Mistific –Plataforma para comercialização e gestão de conteúdos e profissionais audiovisuais como fotografias, sons, vídeos e serviços;
Time Flash – Sistema de geração de conteúdo para emissoras;
Bollzher – Plataforma interativa para produção de Video aulas, de WEB TV, TVs corporativas e emissoras independentes.
Segundo Lindália Reis, diretora de Inovação da Universidade Estácio e diretora do Comitê de Inovação da SET, que organizou o evento, todas os finalistas têm grande potencial de mercado, mesmo sem terem recebido o grande prêmio. “O nível dos finalistas foi altíssimo. Todos os dez têm alto grau de inovação e aplicabilidade aos novos modelos exponenciais de organização. E todos ganharam com a oportunidade de estarem aqui”, afirmou.