• PT
  • EN
  • ES

SET Expo 2015 aumenta seu volume de negócios

FEIRAS E EXPOSIÇÕES – SET EXPO 2015 Parte II

Nº 155 – Out /Nov 2015

por António Araujo Jr., Fernando Moura e Gabriel Cortez, em São Paulo

Nesta segunda parte da cobertura da Revista da SET do maior evento da indústria de América Latina mostramos algumas das empresas que os quase 16 mil visitantes e mais de 2 mil congressistas viram na exposição e os motivos pelos quais o SET Expo teve um volume de negócios de aproximadamente 40 milhões de dólares

Analisados os resultados do SET Expo 2015, a SET informou em um estudo demográfico apresentado aos seus associados e clientes que nos 5 dias do evento passaram pelo Expo Center Norte, 15.900 visitantes, que mais 2.040 congressistas participaram do Congresso SET, e 150 jornalistas de diferentes países cobriram a exposição.
Ao todo e segundo os dados levantados do credenciamento oficial, a exposição contou com 192 expositores chegados dos cinco continentes, houve uma área líquida de exposição de 8mil m2, e mais de 400 marcas estiveram representadas nos estandes. Ainda houve 5 pavilhões internacionais (ver na reportagem) e pavilhões institucionais de Rádio, Universidades e P&D.
Os quase 16 mil visitantes chegaram de 37 países, sendo as principais delegações as dos Estados Unidos, em primeiro lugar, seguida ela Argentina e o Japão. Vale destacar a presença de visitantes de Botswana, Canada, Bélgica, China, Eslovênia, Espanha, França, Guatemala, Honduras, Indonésia, Israel, México, Nigéria, Paquistão, Sri Lanka, Suécia, Suíça, entre outras.
Mostrando a importância na região do SET Expo, as principais delegações sul-americanas chegaram da Argentina (29%); Chile (18%); Uruguai (10%); Peru (10%); Paraguai (9%); Equador (7%); Bolívia (6%); Costa Rica (4%); Venezuela (4%); Colômbia (2%); El Salvador (1%).

No estande de Sony, Nelson Faria ( SET) ministra uma palestra sobre captação em 4K

Sony
Um dos maiores estandes do SET Expo 2015, foi mais uma vez, o da Sony Brasil. Nesta edição foram apresentadas inovações que iam desde soluções de produção de estúdio e jornalismo, equipamentos de áudio profissional, até opções em arquivo de conteúdo e para o Cinema. “Apresentamos equipamentos de última geração que completam nosso portfólio de soluções 4K, que vão desde câmeras profissionais para a produção de conteúdo até a recém lançada AndroidTV para a reprodução de imagens em alta qualidade”, disse Luis Fabichak, gerente geral debroadcast da Sony.
Do seu portfólio de equipamentos, a empresa apresentou itens como a câmera PMW-F55 – 4K LIVE, utilizada pela FIFA para a captação e transmissão de imagens ao vivo em três jogos da Copa do Mundo no Brasil. O equipamento esteve disponível no estande junto com os adaptadores CA4000 e BPU-4000. “Esta mesma configuração já é utilizada na produção de novelas em todo o mundo, inclusive no Brasil, e também atende grandes eventos esportivos, shows ao vivo, entre outros”, afirmou Fabichak.
De todas as formas, o principal equipamento demostrado foi a câmera HDC-4300, lançada na última NAB, em Las Vegas. Uma câmera que oferece a possibilidade de uso de lentes de grande alcance com zoom de alta amplitude (atualmente empregado pelos sistemas HD de 2/3 de polegadas), mantendo assim a profundidade de campo adequada na transmissão de eventos ao vivo.

Em coletiva de imprensa, Luis Fabichak, gerente geral de Broadcast da Sony afirmou que o 4K já não é uma tendência, mais sim uma tecnologia implantada e madura na industria broadcast, motivo pelo qual a empresa aposta fortemente no desenvolvimento deste tipo de workflow

Primeira câmera do mundo a usar três sensores de 2/3 de polegadas 4K, a nova HDC-4300 já foi adquirida pelas maiores empresas de broadcasting do Brasil, afirmou Fabichak à reportagem da Revista da SET. “Ela suporta as mesmas lentes B4-mount, bem como os mesmos equipamentos para controle das principais câmeras da série HDC-2000 da Sony. Com isso o usuário tem flexibilidade graças às configurações intercambiáveis entre os sistemas HD e 4K. A câmera é capaz de operar em 4K/HD, com 2x, 3x, Super Slow e altas velocidades de até 8x, para produzir replays de alta qualidade e efeitos”.
Entre os muitos destaques a empresa demonstrou o seu sistema de Arquivo Optical Disc Archive, as unidades de Arquivo em Disco Óptico (ODA) que são projetadas para fornecer ciclo de vida estendido para armazenamento e arquivo de todas as formas de ativos audiovisuais e arquivos de dados por prazo muito longo. Dentre os sistemas da Sony, destaque para os drives com interfaces USB ODS-D55U e ODS-D77U, bem como o modelo com interface em Fiber Channel ODS-D77F e as opções de robóticas gerenciáveis, como os modelos ODS-L10 com capacidade de 10 slots, e o modelo ODS-L30M com capacidade de 30 slots e módulos de expansão com capacidades de 60 e 100 slots.

AD-Digital
O estande da integradora brasileira mais uma vez concentrou as atenções de muitos visitantes. Entre as novidades apresentadas na edição 2015 do evento, a Skyline Communications, apresentou a última versão de sua plataforma emblemática DataMiner, gerenciamento de rede. Assim, a AD-Digital realizou demonstrações de recursos e gerenciamento de sessão através de satélite, fibras e infraestrutura de nuvem.
O DataMiner, afirmou Daniela Souza, CEO da integradora brasileira, é único no seu género, uma vez que permite ao operador configurar fluxos de trabalho unificados através de qualquer tecnologia, de qualquer fornecedor, assegurando o uso mais eficaz de todos os recursos da rede.
Roger Bijos, diretor de Vendas e Marketing da Skyline Communications, afirmou que esta solução já foi implantada por centenas de operadoras em mais de 100 países e integrada com mais de 4000 dispositivos e sistemas de mais de 500 fornecedores do setor. “Com uma única UI que permite a gestão de qualquer operação possível, ponta a ponta, de forma totalmente independente de fornecedores. O DataMiner empurra os limites do que a tecnologia de gerenciamento de rede pode oferecer. Nós queremos dar aos nossos clientes uma vantagem competitiva única no mercado no fast-evolving,” afirma.

A linha 4K da Panasonic esteve presente no estande da empresa e foi experimentada por dezenas de visitantes. Na foto a camcorder, AG-DVX200 com um sensor 4/3 que permite gravar vídeo UHD (até 3840×2160/60p), curva de gama logarítmica V-Log, até 12 stop de latitude, e zoom óptico de até 13 vezes, apresentada pela primeira vez em América Latina no SET Expo 2015

Outro dos destaques no estande foram os serviços de VNOC (Video & Network Operation Center) para redes ISDN e IP. “O mercado broad cast vive uma convergência com sistemas de TI e redes IP. Com a automação e mais conectividade presentes na planta das emissoras é preciso gerenciar os ativos em toda a sua vida útil, assim como o tráfego na rede IP que possui sinais de vídeo, dado e voz. Como resultado, o interesse em recursos de gerenciamento centralizado e ofertas de serviços gerenciados terceirizados aumentaram nos últimos anos. “A empresa motivada pela demanda do mercado estruturou então o serviço de VNOC”, explicou Hugo Nascimento, diretor de Produtos e Tecnologia da AD-Digital.
A empresa afirma que por sua ampla experiência com sistemas de Televisão, seja TV Digital via Satélite, IP ou cabo, as redes TCP/IP desenhadas pela AD possuem um diferencial frente aos demais fornecedores de TI convencionais ou de broadcast tradicional no monitoramento contínuo do ambiente das emissoras geradoras, programadoras e distribuidoras, pois tomam sempre em consideração ambos os pré-requisitos (TI e Vídeo), trata-se de tecnologias muito específicas do mundo IP. Os relatórios sobre custo-eficácia, disponibilidade e uso dos ativos permitem as emissoras tomar decisões mais assertivas sobre futuros investimentos, aponta a empresa.

Telem apresenta nova linha de LED para broadcast
A empresa brasileira montou no SET Expo 2015 um espaço preparado para possibilitar o máximo de interação com os produtos, com demonstrações práticas. Assim, produtos que chegam agora ao Brasil dividem espaço com as linhas clássicas para iluminar estúdios e tomadas externas. No espaço a empresa criou um ambiente para proporcionar uma experiência completa com os produtos revendidos pela Telém.

A Advantech Wireless trouxe ao Expo Center Norte em São Paulo os seus equipamentos para distribuição e contribuição de áudio e vídeo com destaque para soluções “Smareter”

O LED foi o principal destaque no espaço, mas foi possível ver como a tecnologia se integra bem com a iluminação convencional. Para tanto, a empresa iluminou uma maquete cedida por J.C. Serroni, com luminárias como o Source Four Mini LED e a linha halógena/tungstênio da Dedolight. Oportunidade para o visitantes verem como é possível direcionar a luz dos menores itens aos maiores cenários.
Pela primeira vez no Brasil, o sistema Source Four da ETC esteve à disposição do público, com demonstrações das capacidades dos Source Four LED Series 2 Daylight HD, Tungsten HD e Lustr, juntamente com as frentes cambiáveis Source Four LED Cyc e Fresnel. Os novos ColorSource PAR e Spot, também, estavam à disposição dos visitantes.
Um dos destaques do estande foram os produtos da Dedolight. Entre eles o Ledrama, que é um painel de LED de alto rendimento projetado especialmente para estúdios. Através de uma parceria com a Hollywood Store, a empresa proporcionou aos visitantes uma variada linha de cases e acessórios para as produções audiovisuais. Os estandes da Canon e da Sony no SET Expo foram iluminados pela Telém.

Energia A empresa carioca lançou a sua nova linha completa de Led desenvolvida na capital fluminense e produzida na fábrica da companhia na China durante o SET Expo 2015. Dentre os produtos em exposição esteve a LED Full Spectrum com CRI de até 98%. Toda a linha é Multicolor e tem tela de LCD que mostra a temperatura de cor ajustada além do nível de iluminância.

No estande da Fujifilm, que pela primeira vez participou com estande próprio no SET Expo foram apresentados seus lançamentos em lentes HD e 4K, entre elas, na foto a objetiva da serie Cabrio, PL 19-90. As lentes Fujinon Premium PL 4K+ e objetivas Cabrio para câmeras 4K são os principais produtos da marca. As lentes Premium apresentam, segundo a empresa, as maiores velocidades de T e já é possível utilizá-las com sistemas de zoom permitindo a captação de imagens em 4K de grande qualidade e melhorando substancialmente o desempenho óptico do equipamento

De acordo com Andra Araújo, gerente comercial da Energia TV, o principal produto em exposição na feira foi o NF-35000. “O objetivo desta luminária é oferecer a melhor qualidade. O Fresnel de maior CRI existente 98%. Fresnel sem ruído melhor solução térmica sem utilizar ventilação” explicou.

Lentes 4K para TV foram destaqueda Fujifilm
A Fujifilm do Brasil trouxe para ao SET Expo as novas lentes voltadas para a televisão no formato 4K. De acordo com o especialista de produtos da empresa, Marcel Gallo “as lentes são a
s primeiras no mundo para aplicações Ultra HD broadcast”.
Um dos produtos em exposição foi a UA80x9 que, segundo os responsáveis, “promete proporcionar um verdadeiro 4K qualidade óptica “série ZK” de lentes de cine. Além disso, a lente alcança desempenho óptico 4K UHD do centro para o canto em toda a faixa de zoom enquanto suprime a distorção da imagem devido a um sistema de zoom multi-grupo. Projetada para produzir o melhor desempenho de novas 4K 2/3 câmeras HD Ultra” explicou Gallo à reportagem da Revista da SET.
Outro produto em destaque foi a lente UA22x8 com alta Transmitância Electron Beam Coating (HT-EBC), que “promete cores mais ricas e melhor resposta azul e transmitância. HT-EBC, juntamente com a exclusiva tecnologia esférica da Fujifilm reduz os fantasmas e reflexos e aumenta a transmissão de luz”, destacou.
Gallo ressaltou que a participação da empresa no SET Expo 2015 foi muito positiva para a marca, e importante para que os visitantes e profissionais broadcast pudessem conhecer os produtos que pela primeira vez estiveram em exposição no Brasil.

Microlink para GoPro exibido no estande da Phase
As transmissões ao vivo e em externas são cada vez mais comuns na grade de programação das emissoras. A portabilidade e versatilidade dos equipamentos acaba sendo uma necessidade indispensável na hora de escolher uma alternativa multiuso, afirmaram os responsáveis da Phase Engenharia à Revista da SET.
Focando nesse mercado os representantes da empresa decidiram apostar como destaque da exposição o Hero Cast, fabricado pela Vislink, um microlink para a linha de câmeras GoPro. De acordo com o diretor regional, Guilherme Castelo Branco, o público alvo são emissoras e produtoras que necessitam de mobilidade em transmissões em tempo real de atividades como, por exemplo, eventos esportivos.

Screen apostou em transmissor FM hibrido e inteligente
Um dos produtos mais procurados no estande da Screen Service do Brasil foi o transmissor hibrido comercializado pela empresa. Apesar de fazer todo o processamento digital o TX FM está preparado para atender à transmissão analógica, atualmente usada na FM, e também está preparado para a transmissão totalmente digital.

Guilherme Castelo Branco explica a um dos visitantes do estande da Phase Engenharia o funcionamento de um dos equipamentos expostos no SET Expo 2015

Segundo Antonio Satta, diretor geral da empresa, o modelo de processamento digital (MPEG-2) garante maior qualidade mesmo nas transmissões analógicas. “Todo mundo produz o conteúdo de forma digital, mas depois na transmissão usa a tecnologia analógica. Um dos trunfos do equipamento é a garantia de um ouvinte mais fiel. Se saiu da área de uma cobertura da emissora X, mas essa emissora tem uma retransmissora onde você chegou, o aparelho envia uma informação ao rádio do ouvinte e informa que você pode continuar ouvindo a mesma programação, mesmo em outra sintonia”, destacou.
Satta afirmou que apesar da desestabilização econômica, a empresa trabalhou para manter os preços alinhados, e mesmo diante das dificuldades estão seguindo com rigor os prazos de entrega.

Spinner
Há sete anos participando do SET Expo, a Spinner trouxe para seu estande no Expo Center Norte, soluções de infraestrutura de transmissão. Dentre as novidades apresentadas pela empresa alemã estão os novos combinadores de baixa potência compactos. De acordo com o porta-voz da empresa, Yuri Durco, o produto mais procurado durante a feira foram os filtros de máscara.

A DataSinc apresentou uma solução completa para implantação de TV Digital com um estúdio completo montado no SET Expo 2015

A marca, que já teve fabricação nacional, agora exporta tecnologia para atender o mercado do broadcast da América Latina.
Ainda segundo Durco, a Spinner foca nos sistemas compartilhados, “mas no Brasil há uma certa rejeição sobre isso, o mundo inteiro faz isso. É uma solução técnica muito melhor” opinou sobre o assunto que também foi tema de um dos painéis do 28º Congresso SET.

UCAN destaca mobilidade e transmite movimentação do SET Expo em tempo real
UCAN demonstrou equipamento de transmissão ao vivo compacto e móvel. O LiveU LU200 foi a principal aposta da empresa que trabalha com infraestrutura de transmissão em tempo real. O equipamento oferece suporte para diversos modelos de câmeras e receptores e em diversos formatos.
O carro chefe da marca promete ser uma solução compacta e com 100% de mobilidade. “Temos alta capacidade de absorção de sinal 3G/4G. Temos a possibilidade de adaptar à câmara, e ainda agrega banda de interfaces Wi-Fi, satélite e RJ45”, destaca Eldad Eitelberg, diretor de Operações da UCAN.
De acordo com ele, atualmente há nove mil equipamentos instalados em todo o mundo que são usados na transmissão de conteúdo jornalístico, eventos que necessitam de mobilidade, segurança e monitoramento.
A UCAN, que é a representante da LiveU no Brasil, coleciona muitos cases de sucesso que foram apresentados no Congresso SET. Neste ano, para demonstrar a mobilidade dos produtos oferecidos pela marca, uma câmera transmitiu em tempo real para a internet toda a movimentação do estande da UCAN. O vídeo foi transmitido via YouTube e contínua disponível na internet em https://www.youtube.com/watch?v=qtyUKS GPtU4 Nemal. A empresa trouxe ao Brasil a sua nova linha de conectores para transmissão em 4K e 8K. Os novos produtos da marca ainda não estavam no mercado, mas foram trazidos para a exposição pela importância do evento e o que pode representar na estratégia da empresa norte-americana que desde há 12 anos possui escritórios em São Paulo.Segundo o representante da Nemal do Brasil, Carlos Fernando Heckmann Junior, o “Optical Com Lite” está pronto para atender às novas demandas do mercado broadcast. “Seja para aplicações esportivas, shows, grandes eventos que necessitem de transmissão, até mesmo unidades móveis, podem ter uma boa expe riência com o produto” destacou ao ressaltar que o lançamento “é uma alternativa com custo um pouco mais baixo, que se adequa às nossas necessidades, também dentro da nossa realidade econômica” enfatizou.

Carlos Fernando Heckmann Junior afirma que o “Optical Com Lite” está pronto para atender às novas demandas do mercado broadcast

Heckmann afirmou que o resultado da participação da Nemal no SET Expo foi excelente. “A princípio nós ficamos um pouco apreensivos devido a atual situação que o país está vivendo, mas tivemos uma ótima resposta, a visitação foi muito positiva” avaliou ao lembrar que a marca expõe na SET desde 1995.

4S
A 4S focou sua participação no SET Expo 2015 no switch-off analógico que começa em novembro de 2015 no Brasil. Por este motivo destacou no seu estande o GD-100, um gerenciador de informações do desligamento da TV analógica.

O carro chefe da empresa esteve em exposição no estande da 4S durante os três dias de feira. O GD100 é uma solução que atende as especificações da Portaria 3.205 que regula as informações sobre o desligamento da TV analógica.
O software é capaz de gerenciar e programar as informações sobre o desligamento do sinal analógico de uma maneira autônoma e prática. “No modo automático, não é necessário a interferência humana para inserir as informações” destacou o representante da marca, Marcos Paulo Gabriel.
Quando interligado a um FR-200 D permite que tarjas, logos, contagem regressiva, informações de canais e cidades afetadas, sejam remotamente controladas a partir da geradora em qualquer retransmissora da área de cobertura que tenha um LD-200D instalado, de forma individual. Além de gerenciar qual informação será exibida, é possível programar quanto tempo cada informação deverá ficar no ar e quando utilizado com os exibidores da 4S pode receber um comando de GPI para retirar todas as informações nos intervalos comerciais.

No estande da DPA Microphones, um cliente comprova como é confecciona-do o microfone para externas

O FR-200 D é um insersor de informações, frame synchronizer e down-converter, as informações são inseridas no VBI permitindo que dessa forma só apareçam no sinal analógico. Ainda segundo Gabriel, o sistema foi desenvolvido para atender exclusivamente o mercado brasileiro diante do desligamento do sinal analógico.
Outros produtos da fabricante catarinense, como softwares de automação e mesas de controle também foram expostos no estande.

Voice Interaction/MOG
As empresas se juntaram no SET Expo para mostrar aos visitantes como podem melhorar e dinamizar os seus ambientes de produção com as mais inovadoras soluções centralizadas de ingest e um robusto sistema de legendagem automática.
João Neto, CEO da VoiceInteraction afirmou que o sistema de Legendagem Automática AUDIMUS.
MEDIA, desenvolvido pela empresa é uma plataforma de reconhecimento de fala que produz diretamente as legendas de um programa de televisão de forma automática, transcrevendo a fala produzida pelos oradores à medida que ocorre o programa. Apresenta ainda uma versão offline, AUDIMUS.SERVER, que adicionalmente oferece mecanismos de transcrição, segmentação e classificação automática de conteúdos (ficheiro de áudio ou vídeo).

MOG e a VoiceInteraction juntaram sinergias para mostrar aos visitantes do SET Expo como podem melhorar e dinamizar os seus ambientes de produção com as mais inovadoras soluções centralizadas de ingest e o mais robusto sistema de legendagem automática

A tecnologia exclusiva do sistema mxfSPEEDRAIL, fornecida pela MOG, permite acesso a uma ampla variedade de soluções automatizadas para ingest baseado em arquivos, captura SD-HD/SDI, entrega digital, playback em tempo real e armazenamento.
Integrando as duas tecnologias é possível efectuar a extração automática do áudio durante o processo de ingest, efetuando a conversão da fala para texto, providenciando um arquivo de anotação (metadata) alinhado com o timecode dos clips de vídeo, afirma Neto.
“A parceria com a VoiceInteraction se iniciou em 2013, quando integramos o seu inovador sistema de reconhecimento de voz nas nossas soluções de ingest. Durante a SET Expo fez todo o sentido englobarmos os nossos produtos num único espaço, de forma a demonstrar todas as potencialidades das duas tecnologias”, explicou Luís Miguel Sampaio, CEO da MOG.
“Ao integrarmos os nossos sistemas com os sistemas da MOG pretendemos caminhar para uma solução que agrega serviços em que a geração de metadata se vem adicionar ao processo de ingest. Ao nos apresentarmos conjuntamente no SET Expo apresentamos ao mercado uma solução de elevado valor agregado, permitindo que os broadcasters tenham acesso a soluções otimizadas dentro do seu workflow”.

No estande da Tecsys, visitante ouve quais são as principais características da nova linha de transmissores digitais ISDBT de Baixa Potência (75W, 150, 250W). Esse lançamento é fruto de uma join-venture com a TRedess, anunciado durante a última NAB, onde todos os equipamentos são fabricados no Brasil com a qualidade tradicional do suporte local da Tecsys

Tecnologia de otimização de redeTDT faz sua estreia na América Latina no SET Expo 2015
A Enensys Technologies, designer e fabricante de tecnologias de transmissão de TV Digital, apresentou em seu estande a sua rede TDT OneBeam ISDB-T/Tb. O sistema é um elemento central das capacidades de otimização de redes de satélite da empresa, abrangendo codificação/multiplexação e transmissão.
A solução aborda questões fundamentais relacionadas com a natureza específica do streaming de transporte de broadcast (BTS) em ISDB-T/Tb, necessário para a difusão de sinais ISDB-T/Tb. O BTS, composto de pacotes de streaming de transporte MPEG-2 de 204 bytes de comprimento, precisa ser adaptado para a transmissão através da rede de distribuição e exige uma largura de banda de 32 Mbi-t/s, independentemente do número de canais ou serviços incluídos, encarecendo o custo da entrega de conteúdo via satélite para headends TDT.
OneBeam ISDB-T/Tb permite usar um streaming de transporte (MPEG-2) padrão dentro da rede de distribuição, eliminando a necessidade de equipamento proprietário para entregar e receber o streaming BTS. Isto também significa que os serviços podem ser facilmente monitorados através da rede de distribuição por causa do sinal MPEG padronizado. Nos locais de transmissão, a solução gera o sinal BTS para radiodifusão MFN ou SFN. Apenas o conteúdo que está sendo usado é enviado através da rede de distribuição, permitindo otimizar o uso da largura de banda e proporcionando economias significativas de custos e oportunidades de monetização adicionais.

A Camera2 trouxe ao Expo Center Norte uma das suas unidades móveis de externa

De acordo com Richard Lhermitte, VP de Vendas e Marketing da Enensys, usando OneBeam, o mesmo streaming MPEG-2 que transporta o conteúdo para serviços de DTH, pode ser reutilizado para serviços de TDT. “A partir da transmissão DTH, o sistema TbEdge seleciona os serviços em cada local de transmissão para construir o novo sinal ISDB-T/Tb”, informou ao acrescentar que a mesma solução pode ser usada em várias regiões para oferecer regionalização de serviços.
“O conteúdo regional é gerido mais facilmente através de um local central, enquanto sistemas CAM padrão podem ser usados para proteger o stream de conteúdo. Os operadores se beneficiam de uma única rede de distribuição com vários serviços”, finalizou Lhermitte.

IF Telecom
Após seis anos de atividades, a IF Telecom trouxe o seu portfólio completo ao SET Expo 2015, com soluções automatizadas em sistemas de broadcast e componentes de radiodifusão de alta qualidade para TV e FM. O gerente comercial da companhia, José Roberto Elias, destacou à Revista da SET que a empresa, sediada em Valinhos (SP), “conta com equipes de engenheiros experientes, que complementam as soluções e os projetos mecânicos da empresa com instalações e suporte a campo. Isso é um diferencial para as redes de radiodifusão em implementação ou em fase de reestabelecimento das transmissões”.

No estande da Broadmedia o expositor mostra aos visitantes as funcionalidades do Tricaster e seus cenários virtuais

As oportunidades que se abrem à IF Telecom com a transição do sinal analógico para o sinal digital no Brasil são importantes, segundo José Elias. “Os High Power upgrades são uma oportunidade e tanto para nós. A transição para o HD vai começar com as emissoras menores. Este será um de nossos focos no mercado nacional, que é onde estamos trabalhando, por agora. Num futuro, pretendemos olhar, também, para a América Latina”, acrescentou o expositor.
No primeiro semestre de 2014, a IF Telecom estreitou parceria com a Dieletric LLC, empresa norteamericana com 90 anos de experiência em sistemas irradiantes de radiodifusão. O CEO da Dieletric, Keith Pelletier, também esteve no SET Expo 2015 e comentou as expectativas da marca para o mercado brasileiro analisando a conjuntura atual do país e os desequilíbrios que se tem gerado nas empresas devido a alta do dólar. “A cada ano a relação entre a Dialetric e as marcas brasileiras, como a IF Telecom, pode ficar mais forte. As empresas brasileiras olham para a nossa companhia como uma protagonista, por conta da expertise de nossos engenheiros. A nossa expectativa é que o mercado brasileiro veja os benefícios da parceria estratégica com a Dieletric. Além disso, a chegada das tecnologias 4K no Brasil pode alavancar os nossos negócios no país em um futuro próximo”, ressaltou.
As antenas Powerlite, da Dieletric, são o principal fruto da parceria entre as marcas, explicou Elias. “É a mais recente linha da Dieletric que nós estamos produzindo aqui no país, na nossa fábrica, em Valinhos (SP). São as primeiras antenas nacionalizadas do tipo TU-A-Painel UHF Banda Larga, de alta performance. São aplicáveis tanto à Gap-fillers quanto à interiorização de TV Digital e possibilitam um custo competitivo às companhias que vão se deparar com o switch-off”, finalizou.

O SET Expo 2015 teve 8mil m2 de área de exposição. No meio do Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte dois visitantes procuram um estande

Nas áreas de negócios, os visitantes, na sua maioria trabalham e desenvolvem as suas atividades nas emissoras/operadoras ou no setor de produção/pós-produção de áudio e vídeo

O relatório demográfico do SET Expo 2015 mostra que a distribuição do público por áreas de atuação foi excelente, já que 26% dos visitantes é C-Level

Pavilhões Internacionais mostram a importância do SET Expo no contexto mundial

pavilhão da Grã-Bretanha exibiu novidades de grandes empresas e pequenos inovadores. Assim, um grupo formado por dez empresas do Reino Unido apresentou as novidades britânicas broadcast e novas mídias em um pavilhão exclusivo. As empresas trouxeram para a feira diversas tecnologias e produtos para atender os atuais produtores de conteúdo, broadcasters e fornecedores de serviços.
Segundo estes empresários, o Brasil continua sendo um importante lugar para as empresas britânicas estabelecerem e manterem relações com as empresas de mídia e broadcast. As empresas que marcaram presença na feira foram: ETL Systems, Object Matrix, QLS, Peak Communications, Pebble Beach Systems, RT Software, Cartblanche, SGL, TSL e Vocality.

Por primeira vez o governo argentino apostou no SET Expo patrocinando a chegada de 3 empresas argentinas a São Paulo

Gil Cowie veio com um “carrinho estúdio externo”, que ele próprio criou. Como vendedor, faz uma defesa apaixonada de seu produto. “Uma vez que uma grande emissora tiver, todas vão querer”, afirmou. O SmartCart é uma plataforma móvel com uma tela visível mesmo sob intensa luz solar, touch-screen, que permite apresentação de cenas e estatísticas. “No esporte, você vai ao campo e não apenas entrevista o jogador. Você mostra a ele, na hora, as jogadas e pede que ele comente. Isso sim é fazer TV”, disse.
Paul Moskowitz apresentou os produtos da Vocality, que reduzem ruídos e interferências nas comunicações via satélite. Ideal para equipes de TV que atuam em situações difíceis, como na cobertura de guerras, porque melhoram e eficiência das comunicações em situações adversas.
A TSL Products veio com uma grande equipe para consolidar parcerias e buscar novas. Há três anos a companhia tem um diretor para América Latina com escritório no Rio de Janeiro. “O Brasil é o maior cliente da América Latina, está muito avançado na transição de TV Digital”, avalia o diretor, Sérgio Bourguignon.
Mark Birchall, que fez o apoio logístico às companhias britânicas, explicou que algumas empresas têm parceiros brasileiros e expõem em conjunto. “As que estão no pavilhão receberam um subsídio do governo para estar aqui”. Ele afirma que nem sempre há resultados imediatos, mas que o investimento se paga no longo prazo. “Às vezes leva dois ou três anos, mas depois que fecham negócios e consolidam parcerias, é por muito tempo. Vim para o Brasil pela primeira vez há 6 anos e já temos várias empresas que se consolidaram por aqui”, comemorou.

Marcas da Baviera fazem análise positiva
Sete empresas expuseram seus lançamentos no estande da Baviera. Esta foi mais uma edição que elas participaram da maior feira de broadcast e novas mídias da América Latina.
Para Salomé Pivato, a porta-voz da Bayern International, o mercado brasileiro é interessante para as empresas alemãs, uma vez que está em intensa atualização. “É importante fazer presença na feira da SET para construir uma rede de contatos para futuras negociações, este ano a participação na feira foi muito positiva para as marcas que fizeram parte do pavilhão da Bavaria”.

Pavilhão da Bavaria apresenta novamente no SET Expo os desenvolvimentos de pequenas empresas do país

As empresas que tiveram estande foram: Bebob Factory, parceira do setor de produção para cinema e radiodifusão que mostrou suas baterias, adaptadores hot swap que utilizam a tecnologia de íons de lítio e lítio manganês. A Kathrein, especialista em tecnologias de comunicação também teve um espaço no estande alemão. A empresa apresentou diversas soluções profissionais em antenas para a radiodifusão.
A Pomfort GmbH, que trabalha com aplicativos voltados para cineastas, apresentou os produtos Silverstack e o LiveGrade Pro, ambos usados para que os profissionais gerenciem e organizem seus materiais. A Signum exibiu servidores de gravação que processam e reproduzem em alta velocidade. A Spinner, que trabalha com a fabricação de transmissores, filtros e componentes broadcast, para telefonia móvel, radares, satélites e aplicações industriais ocupou um dos blocos de apresentação do estande da Bavaria.

Presença Argentina
Pela primeira vez, empresas argentinas estiveram agrupadas em um pavilhão no SET Expo e fizeram avaliação positiva. O Cônsul Geral Adjunto da República Argentina em São Paulo, Marcelo Di Pace, coordenador do pavilhão disse à Revista da SET que esta foi a primeira vez que o governo promoveu um incentivo para que as empresas participassem da feira. De acordo com ele, desde 2009, quando a Argentina adotou o modelo de TV Digital brasileiro, as empresas começaram a se movimentar para atender à nova demanda do mercado broadcast. “Já tínhamos empresas que participaram do SET Expo em anos anteriores, mas esta é a primeira vez que temos um pavilhão exclusivo” explicou o cônsul argentino.
Estiveram presentes no pavilhão as empresas 3Way Solutions, Solidyne SRL e a VideoSwitch. Segundo os expositores, a oportunidade proporcionada pela SET foi muito importante para o mercado argentino, uma vez que possibilitou que eles criassem uma rede de contatos com emissoras brasileiras, “recebemos aqui no pavilhão representantes da TV Record, TV Globo, Bandeirantes e do SBT,” descreveu Di Pace.
A Solidyne trouxe ao SET Expo consoles e processadores de áudio, enlaces digitais, equipamentos para externa, híbridos telefônicos e o Audicom, o primeiro software para automatização de emissoras de rádio. Este sistema, explicou Sebastian Ledesma à Revista da SET, foi desenvolvido pela empresa Argentina antes do nascimento do .mp3. “O diferencial do Audiocom é que permite incorporar vídeo às transmissões de rádio para ser vistos mediante a utilização de um smartphone, tablet ou PC.”
A Videoswitch trouxe a São Paulo seus desenvolvimento para transmissão de sinal de TV Digital, entre eles, os multiplexores e moduladores ISDB-Tb, EPG-CC ISDB-Tb e DVB que já são utilizados por emissoras e operadores de TV paga na América Latina e no Brasil, como a Rede Bandeirantes, afirmou Marcelo Javier Indarramendi.
German Kapelian, da 3Way Soluções, empresa que se apresentou pelo segundo ano consecutivo no SET Expo, afirmou que o principal objetivo da companhia dedicada ao desenvolvimento de soluções de software e hardware é “continuar crescendo na região, já que cada ano somam-se mais clientes e contamos com maior quantidade de empresas integradoras que adotam nossos produtos”.
O executivo argentino disse à Revista da SET que um dos pontos fortes da empresa são as soluções de monitoramento de sinais ISDB-Tb que permitem detectar falhas de sinais em todos os formatos, sejam RF, ASI ou IP. “Uma feira como esta onde circulam responsáveis de emissoras de muitos dos países que adotaram o padrão, abre uma importante gama de possibilidades de vendas e internacionalização dos nossos produtos,” comentou.

Pavilhão do Japão traz últimas novidades de tecnologia

Com representantes de diferentes empresas, japoneses expuseram as mais recentes tecnologias desenvolvidas para televisão, desde equipamentos de transmissão até o 8K

Por Equipe Proex*

OPavilhão do Japão trouxe como uma de suas maiores demonstrações a tecnologia 4K. “No Japão, já começamos a transmissão via satélite de 4K, sendo que a transmissão via cabo chegará logo à população”, afirmou à Revista da SET, Reiko Kondo, diretora de Tecnologia Broadcasting do Ministério das Comunicações do Japão. Ela indicou que o 4K será uma realidade para a maioria da população japonesa em 2020 durante a transmissão dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Já nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, serão realizados testes de transmissão 4K e 8K para o Japão, que “certamente serão bem-sucedidos”, disse Reiko.

Reiko Konda apresentou a Revista da SET as suas expectativas de acordo com a Roadmap elaborado pelo governo japonês para desenvolver o 4K e 8K

Os expositores japoneses do estande afirmaram que o propósito da nova geração de televisão é promover a UHDTV, 4K e 8K no Japão, através de grandes broadcasters, como a NHK, emissora pública do país, onde já são mais de 100 os programas transmitidos em 4K via satélite.
As empresas expositoras também trouxeram à feira a tecnologia que dá suporte para a fibra de vidro desenvolvida pela NTT para atender a demanda de fibra óptica. Um dos principais equipamentos apresentados era um material de limpeza para conectores de fibra óptica, que “não traz danos à fibra. A sujeira na fibra óptica pode trazer problemas, já que pode endurecer e interferir na qualidade da luz transmitida e como consequência, a qualidade da imagem”, relatou um dos expositores.
O Pavilhão ainda contou com a presença da Furukawa, que trouxe uma série de tecnologias inovadoras do Japão, adaptadas para atender ao mercado de comunicações, broadcasting e cidades inteligentes. Um dos focos foi justamente a cidade inteligente, que tem como conceito “usar a fibra óptica para conectar e automatizar todos os serviços públicos para melhorar a qualidade de vida da população”, de acordo com Guilherme Hoffmann, representante da Furukawa no Brasil.
Hoffmann afirmou que a solução gera um melhor gerenciamento dos recursos humanos e materiais por meio do uso de sistemas de e-government nos diversos setores de gestão pública.

O propósito da nova geração de televisão no Japão é promover a UHDTV, 4K e 8K, afirmaram os representantes do governo nipônico em São Paulo

A Furukawa quis mostrar, ainda, a importância da fibra óptica e fazer sua relação com broadcasting. O representante ainda afirmou que “a fibra óptica é um meio do futuro, que tem uma capacidade extremamente superior a qualquer tecnologia de comunicação com relação à velocidade e flexibilidade”.
Ainda foi mostrado o serviço de broadcasting de Low Band, que atingiu 130 MHz de frequência após o switch- off realizado em 2012 e será lançado no final de 2015, no Japão. Segundo Reiko, esse serviço para mobile traz informações regionais, como trânsito ou informações de desastres naturais. “Quando um desastre acontece, o dispositivo recebe um sinal e emite um som que permite que as pessoas saibam que o desastre está chegando”, explicou a diretora. Devido à importância do alerta em caso de desastres naturais, os japoneses também desenvolveram uma tecnologia que avisa a população através da televisão, e não só do celular.

A demonstração feita pelos expositores mostra a importância da limpeza da fibra óptica com os materiais apropriados

Após a demonstração das principais tecnologias do Pavilhão, Reiko Kondo afirmou que o Brasil é muito importante para o Japão, já que foi um parceiro no desenvolvimento do padrão ISDB-T e ainda confirmou que no próximo ano voltarão a SET Expo, logo depois dos testes da transmissão 8K.

Júlia Gonçalves ( Equipe PROEX)

Arquivo:baixar pdf