• PT
  • EN
  • ES

Representante do governo brasileiro lidera Fórum Internacional de TV Digital

A indicação do secretário de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, foi feita em Montevidéu, durante a realização do Fórum.

Por Fernando Moura

NOTÍCIAS

Pela primeira vez, um representante do governo brasileiro vai comandar o Fórum ISDB-T Internacional, que reúne os 14 países que já adotaram o padrão nipo-brasileiro de TV Digital. O cargo de secretário-geral do Fórum será ocupado durante um ano pelo secretário de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, Genildo Lins. A decisão foi anunciada durante reunião ocorrida em Montevidéu, Uruguai durante a VI Reunião do Fórum Internacional do ISDB-T e Conferência Intergovernamental de TV Digital Terrestre.
Segundo o Minicom, o Fórum Internacional ISDB-T busca a harmonização das normas técnicas entre todos os países que adotarem o padrão nipo-brasileiro de TV Digital. A função de secretário-geral é organizar as atividades do Fórum.
Historicamente, o cargo era ocupado por representantes do setor privado. A indicação de Genildo Lins foi feita pelo Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), composto por indústria, academia e radiodifusores (o governo tem assento nas reuniões, mas não integra o fórum). Para Genildo Lins, isso significa que o governo tem feito um bom trabalho e vem conduzindo de forma correta o processo de digitalização da TV no Brasil.
No Fórum ISDB-T Internacional, os países fazem a harmonização internacional das normas técnicas do padrão de TV Digital. Nas reuniões, são discutidas as ações de cada país na implementação do sistema, como detalhes técnicos que envolvem a padronização de softwares e hardwares.
Um dos assuntos que teve destaque na reunião ocorrida no Uruguai, segundo o secretário, foi o Ginga – middle- -ware que permite a interatividade na TV Digital. O objetivo do Fórum Internacional é uniformizar a linguagem do Ginga em todos os países que adotarem o padrão nipo-brasileiro de TV Digital.

Fernando Moura
Revista da SET
fernando.moura@set.org.br

 Nº 134 – Julho 2013