• PT
  • EN
  • ES

Interatividade é realidade madura

Ao completar sua terceira participação em congressos da SET, o Fórum SBTVD continua defendendo a superioridade do padrão ISDB-TB, por ser mais robusto, muito estável e confiável e superflexível, pois suporta a mobilidade, a portabilidade, a melhor alta definição (HD) a maior capacidade de multiprogramação e além disto tudo, o mais poderoso middleware, aberto e royalties-free. Roberto Franco, ex-presidente do Fórum SBTVD e da SET, hoje, membro do Conselho Consultivo da Anatel, membro do Conselho de ex-Presidentes da SET, Membro do Conselho Deliberativo do Fórum SBTVD e diretor do SBT, lembra que antes mesmo de 2 de dezembro de 2007, a data que marcou o lançamento do sinal digital, “o Fórum já tinha em seu estande televisores, produtos acabados, recebendo programação digital das principais emissoras de televisão. Muitas pessoas, pela primeira vez, tiveram contato com alta definição no Brasil”. No ano passado, foram apresentadas as primeiras experiências de interatividade e o público pode conhecer muito mais dispositivos portáteis, dispositivos integrados em outros (como o computador), telefones portáteis, set-top boxes e TVs fixas. Novamente, o estande do Fórum se encarregou de levar ao evento a realidade do discurso para muitas pessoas. Este ano, além da diversidade de produtos, o Fórum mostrou equipamentos rodando aplicações de interatividade acabadas, prontas, produtos comerciais que podem ser lançados a qualquer momento. De acordo com Franco, muita gente ficou surpresa ao ver um televisor 100% integrado, com alta definição, receptor embutido e interatividade. “O importante aqui, é mostrar à sociedade, enquanto conjunto formador de opinião, que a TV digital é uma realidade. Tudo que ela faz em termos de comerciais é realidade e que a interatividade também é uma realidade madura, pronta e que agrega muito valor”.

Transmissão com áudio 5.1 canais
Outra novidade foi a demonstração inédita de transmissão de radiodifusão com áudio 5.1 canais. Franco afirma que a introdução da TV digital está acontecendo em ritmo adequado. “A sensação de lentidão é derivada de dois fatores. O primeiro é de sabermos que a introdução poderia ser ainda mais veloz. O segundo é a sensação de demora comum a tudo aquilo que desejamos muito. Se formos comparar o processo do Brasil com os de outros países, vemos claramente que estamos bem.”
A previsão para o ano de 2010 é que esforços sejam concentrados na produção de televisores com o receptor integrado. A interatividade vai estar disponível e a oferta de conteúdo HD vai ser ainda maior, com um número muito maior de cidades com o sinal no ar e, para completar, teremos ainda a Copa do Mundo. “2010 deverá ser um ano de crescimento significante da TV digital”.

*Patrícia é colaboradora da revista da SET – patricia. cress@gmail.com

 ANO XXI – N.109 – 2009
Revista da SET