• PT
  • EN
  • ES

Em dia

EM DIA

BRASIL TELECOM FAZ PILOTO DE IPTV
A Brasil Telecom mantém um projeto piloto em fase pré-comercial de IPTV, serviço de distribuição de programação televisiva pela internet rápida, para um grupo de 300 usuários selecionados entre sua base de clientes de Brasília.
Enquanto outras concessionárias avançam na tentativa de ingressar no segmento de TV por assinatura, a empresa, entretanto, prefere aguardar as mudanças nas regras.
O piloto de IPTV envolve a distribuição, sob demanda, como em uma espécie de locadora virtual, de filmes, cartoons, shows e jogos para a base de clientes de banda larga. Essa oferta pontual está dentro do que hoje é permitido às concessionárias de telefonia.
Segundo Ricardo Knoepfelmacher, presidente da Brasil Telecom, “o piloto é um sucesso” e a companhia vai preferir “acompanhar com interesse e cuidado” o assunto antes de estender a oferta.
A Telemar também pretende ingressar no setor e espera a aprovação da Anatel para assumir o controle da Way Brasil, de cabos.
De acordo com Ricardo, “a convergência é uma tendência internacional” e o Brasil vai ter de adaptar sua legislação. Segundo ele, no País “existem aberrações como a Lei do Cabo”, mas os reguladores “terão de revisitar o assunto”.

SERVIÇO DE TV PELA INTERNET
Janus Friis, um dos criadores do Kazaa e do Skipe, em entrevista a um jornal dinamarquês, afirmou que lançará um canal de TV pela Internet.
O projeto chamado Venice, promete oferecer conteúdo de qualidade sem cobrar nada dos usuários, já que os gastos com manutenção seriam cobertos por anunciantes.
Se depender do poderio econômico da iniciativa, o canal de TV on-line tem boas chances de dar certo, porém Friss ressalta que o mais importante é lançar o produto no momento certo.

SISTEMAS DE JORNALISMO DIGITAL
A Thomson anunciou o investimento de mais de 8 milhões de Euros no Grass Valley Aurora HD/SD. Atualmente, a Thomson contabiliza a instalação da tecnologia em mais de 193 emissoras distribuídas ao redor do mundo.
Como a qualidade da HD é mundialmente considerada, por produtores e radiodifusores, uma oportunidade de crescimento contínuo de audiência, a Thomson enfatiza o compromisso de transformar o Grass Valley Aurora HD Suite, no editor de aquisição, produção e distribuição de notícias, com o mais rápido retorno comercial da indústria.

MERCADO DE LCD EM EXPANSÃO
.Os painéis de plasma estão perdendo espaço para a tecnologia do cristal líquido (LCD).
Especialistas do setor afirmam que a tecnologia LCD, que em 2006 dividiu meio a meio o mercado com a tecnologia plasma, será responsável por 80% das vendas de televisores em 2007.
Fabricantes como a Samsung, Philips e LG lançaram recentemente LCDs de tela grande, de mais de 40 polegadas, no entanto, até meados do ano passado, só era possível achar TVs de mais de 42 polegadas com a tecnologia plasma. Isto porque os painéis de cristal líquido não eram competitivos nesse tamanho, por custarem até 50% mais caro.
Atualmente, um aparelho de LCD custa cerca de 15% mais que o aparelho de plasma, mas essa diferença deve diminuir no decorrer deste ano.
Apesar dos avanços do LCD, as empresas afirmam que não têm planos de abandonar o plasma, contudo, quando os preços das duas tecnologias se igualarem, é possível que muitas marcas se concentrem só no LCD, por uma questão econômica. A tecnologia de cristal líquido permite todos os tamanhos de painéis, que vão desde as minúsculas telas dos celulares, passam pelos monitores de PC e agora chega aos painéis de mais de 50 polegadas.

DISCO RÍGIDO DE 1 TERABYTE
.Dois grandes fabricantes de disco rígido, a Seagate e a Hitachi, anunciaram que planejam colocar no mercado produtos capazes de armazenar 1 Terabyte (1.024 Gigabytes) de conteúdo, na primeira metade deste ano. Com essa capacidade, o consumidor poderá armazenar 250 mil músicas em MP3.
Drives com capacidade de armazenamento em TB, há muito um alvo da indústria, começaram a se tornar projetos alcançáveis nos últimos anos, quando os fabricantes passaram a usar uma nova tecnologia chamada gravação perpendicular.
Assim como a gravação longitudinal, que tem sido utilizada recentemente, a perpendicular se baseia em partículas magneticamente carregadas para armazenar dados. Nos drives longitudinais, os pólos norte e sul das partículas magnéticas correm paralelos ao disco, mas no novo método, elas são distribuídas perpendicularmente ao disco (formando um ângulo de 90 graus). O resultado é que cada partícula ocupa menos espaço na superfície, aumentando o número de partículas que podem ser comprimidas no disco.

PAC PROMETE ALAVANCAR ECONOMIA
.O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), composto por duas medidas provisórias para a área de semicondutores e TV digital, tem todas as condições para dar início ao processo de crescimento robusto da economia.
Os incentivos definidos pelo governo deverão garantir que os primeiros conversores cheguem ao mercado em outubro e que a TV aberta brasileira faça, no início de dezembro, as primeiras transmissões comerciais com qualidade digital.
Os conversores (set-top boxes), que farão a conversão do sinal analógico em digital e permitirão que os telespectadores continuem usando seus televisores, porém com melhora significativa na qualidade da imagem e do som, deverão ter desoneração fiscal para fabricação na Zona Franca de Manaus e prometem movimentar R$9 bilhões em três anos.
Para o Ministro das Comunicações, Hélio Costa, os conversores deveriam ser produzidos em todo o País, a preços competitivos e não só na Zona Franca de Manaus, como prevê a medida provisória assinada pelo governo. No entanto, a medida provisória, como o próprio nome diz, não é uma proposta fechada e os parlamentares que se sentirem prejudicados, devem apresentar emendas ao Governo.
As novas regras para importação de equipamentos usados nos estúdios das emissoras de TV, não deverão constar das MPs. A idéia é que a Câmara de Comércio Exterior (Comex) baixe uma resolução dando isenção de impostos de importação. Já os semicondutores e chips que são usados em equipamentos eletrônicos, incluindo os televisores digitais, serão tratados na MP, no entanto, apenas a produção de chips terá desoneração de PIS e Cofins. Incentivos locais para a implantação da indústria de semicondutores não serão definidos agora.

PREVISÃO DE BOOM DO IPTV
Segundo executivos do setor de tecnologia, que participaram do IPTV World Forum Latin America, realizado no mês de janeiro, no Rio, a TV por Internet (IPTV) e a entrada das operadoras de telefonia nesse serviço são tendências irreversíveis para o Brasil.
O diretor de Televisão e Serviços Multimídia da Telefônica do Peru, Werner Schuler, disse que a TV do grupo já está no ar no Peru e no Chile. No Brasil, disse, não há previsão de inauguração do serviço, por conta de limitações regulatórias.

TV COM TECNOLOGIA ORGÂNICA
Buscando reconstruir sua imagem de inovadora, após ter perdido certa dose de iniciativa na atual geração de tecnologias de monitores planos, o departamento de pesquisa da Sony direcionará seus esforços no desenvolvimento de telas “orgânicas” ultrafinas.
A tecnologia explora a capacidade de certas substâncias químicas orgânicas de emitir sua própria luz, quando estimuladas por corrente elétrica. Como as telas orgânicas não precisam de luz vinda de trás, na teoria, produziriam uma melhor qualidade de imagem e consumiriam menos energia que os atuais monitores de cristal líquido e de plasma.
A tecnologia orgânica da Sony é conhecida como unidade de corrente adaptativa de alta emissão (TAC). Até agora a empresa já fabricou TV de 24 polegadas.

PHILIPS REVELA ESTRATÉGIA PARA TV DIGITAL
Desde outubro do ano passado, a Philips vem investindo em TV digital no Brasil. Ao todo a empresa direcionará US$ 25 milhões para gastos com pesquisa e desenvolvimento de software e hardware, necessários para a transmissão digital, e treinamento para o desenvolvimento e adequação ao sistema brasileiro de transmissão, adotado no ano passado pelo governo brasileiro.
De acordo com Walter Duran, diretor de tecnologia da empresa na América Latina, a maior parte da verba está sendo destinada à contratação e ao treinamento de pessoal.
O executivo afirma que a plataforma tecnológica que suportará a elaboração dos produtos, encontra-se em estágio final de desenvolvimento e que em mais quatro ou cinco semanas ela já estará concluída.
A expectativa da Philips é que os protótipos dos aparelhos estejam finalizados em agosto ou setembro deste ano. De acordo com Duran, o foco da companhia é o set-top box (conversor de sinal analógico para digital). “Os televisores serão desenvolvidos mais adiante”, explica. Ele acredita que nos próximos três anos a tecnologia envolvendo TV digital evoluirá rapidamente, possibilidade que inibiria a comercialização de televisores com set-top boxes internos.
O primeiro local em que a Philips irá comercializar seus produtos para TV digital será São Paulo, com previsão de disponibilidade para o consumidor a partir de dezembro deste ano. O Rio de Janeiro será o segundo Estado em que a empresa venderá seus equipamentos.

PRESIDENTE ASSINA CONTRATO DE CHIP NACIONAL
O Governo anunciou o programa de financiamento para a implantação da TV digital do País, com recursos de aproximadamente um bilhão de reais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
O contrato de financiamento, para produção do primeiro chip feito no Brasil, foi assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o projeto contou com o apoio da empresa Telavo Digital, que será responsável pela integração de todas as partes do projeto e também pelo equipamento das transmissões digitais.
O chip teve tecnologia desenvolvida pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC – RS) e o Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec), vinculado ao MCT, enquanto o hardware do projeto foi desenvolvido pelo instituto Abaco.
Jakson Sosa, conselheiro do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD-T) e presidente da Telavo Digital, empresa responsável pelo projeto, disse que “a produção deste equipamento é um marco para a indústria brasileira e, por sua adaptabilidade, o chip nacional poderá ser exportado para diversos países do mundo”.
O projeto estará disponível para as empresas brasileiras dentro de 12 meses, sem royalties de qualquer natureza.

TV POR ASSINATURA CRESCE 9,5%
As TVs por assinatura terminaram 2006 com alta de 9,5%, algo em torno de 4,6 milhões de clientes, segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).
Em 2005, em comparação com o ano anterior, o setor já havia atraído mais de 400 mil assinantes, o que atribuiu uma expansão de 10,5%.
Os preços médios dos pacotes básicos ofertados pelas TVs pagas chegaram a R$ 51 ao final de 2006. No ano anterior, o valor era de R$ 47. Apesar da alta, os preços ainda estão abaixo dos praticados em 1998, em torno de R$ 68.
No mercado de MMDS (microondas) e cabo, a Globo/Net tem a maior participação, com 12,6%, seguida pela Vivax.
Esse crescimento no mercado impulsionou o interesse da Telefônica na aquisição da TVA, e, como conseqüência, a abertura da guerra de preços de TV a cabo e Internet.
A Telefônica, mesmo sem a aprovação da Anatel para a aquisição da TVA, iniciou uma promoção agressiva que marca a primeira experiência comercial em conjunto com seu mais novo investimento.
As ofertas da Telefônica foram feitas para competir com os últimos pacotes promocionais da NET. Os preços são os mesmos em ambas, ou seja, R$69,90, no entanto, a Telefônica oferecerá a combinação de Speedy de 256 kbps e TV paga – com 43 canais, incluindo 10 da HBO e serviço digital, enquanto a NET oferece sua TV paga com 29 canais e o Vírtua com velocidade de 200 Kbps, além de telefone Net via Embratel.
As duas promoções são válidas por três meses. Depois, no caso da Telefônica, o valor sobe para R$89,90 e o total de canais HBO cai para quatro. Na Embratel, o preço fora da promoção é de R$99, 90. Além disso, o consumidor passa a pagar a assinatura da linha telefônica, que é gratuita durante a promoção.
A expectativa da TVA é elevar em até 80% a venda diária de serviços. A telefônica, por sua vez, pretende alcançar a marca de 2 milhões de usuários no Speedy.

INTERNET BATE RECORDE DE WEBSITES
A Netcraft, uma empresa de monitoramento que acompanha o crescimento da Internet, anunciou a marca de 100 milhões de sites, atingidos em 2006, em todo o mundo.
Segundo a Netcraft, eram apenas 18 mil sites quando a empresa começou o monitoramento em 1995. Em 2004, essa marca subiu para 50 milhões e, em apenas dois anos, a quantidade de websites dobrou.
Os países que mais contribuíram com esses números foram os EUA, a Alemanha e a China.

AÇÕES CONTRA FABRICANTES DE PLASMA ESTÃO SUSPENSAS
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu as ações movidas por associações e representantes de consumidores, contra a Samsung, LG, Philips, Panasonic, Gradiente e Sony, fabricantes de TVs de plasma e de cristal líquido (LCD). As ações alegam veiculação de publicidade enganosa e estão suspensas porque há ações com alegações e réus idênticos em diferentes Estados, que ainda não foram julgadas – e uma sentença final, em qualquer uma delas, poderá ser válida em todo o País.
O STJ aguarda uma decisão da 15a Vara Cível paulista – onde ocorre a primeira ação impetrada contra as empresas – para evitar decisões conflitantes e insegurança jurídica.
Os consumidores alegam que o sinal analógico – padrão brasileiro – causa distorções de imagem e as ações pedem indenizações e esclarecimentos na mídia de que a qualidade da imagem depende do sinal digital.
Muitos dos televisores de plasma e LCD vendidos durante a primeira onda do consumo, antes da escolha do padrão japonês, não transmitem imagens em alta definição, por possuírem resolução de 480 linhas, enquanto o padrão digital exige mais de 700. Alguns fabricantes já deixaram de produzir os aparelhos de plasma e LCD de 480 linhas, porém, alguns deles ainda podem ser encontrados no mercado.

SERVIÇO DE TV NO CELULAR.
Após mais de três anos de desenvolvimento, a Modeo, subsidiária da fábrica de torres Crown Castle, prepara o lançamento comercial de seu serviço de TV móvel baseado no padrão DVB-H (Digital Video Broadcast – Handheld), nos Estados Unidos.
Os smartphones, para acessar o serviço Modeo Mobile TV, começaram a ser distribuídos aos participantes do teste na última semana de dezembro. Entre os usuários, estarão algumas operadoras móveis, repórteres, analistas financeiros e provedores de conteúdo. Os testes devem começar ainda no fim deste mês e deverão abranger algumas centenas de usuários.
A operação do Modeo Mobile TV será realizada na cidade de Nova York e incluirá a transmissão de conteúdos de vídeo ao vivo de canais, como Fox News e Discovery Channel, além de streaming de áudio de músicas.