• PT
  • EN
  • ES

Drones, possibilidades de narrativa na era digital

O olhar dos especialistas da SET – 3ª Parte  – NAB 2015

Nº 153 – Ago 2015

por Rodrigo Dias Arnaut e Carlos Rodrigues Junior

A TV e as novas mídias, em um caminho só antes visto em filmes de ficção

VANT (Veiculo Aéreo Não Tripulado), ganhou espaço no mundo dos armamentos bélicos, e com o tempo passou a fazer parte do mundo civil, com o nome de Drone, modelos bem mais simples e de fácil operação, e que é classificado como um VANT do tipo RPA (Aeronave Remotamente Pilotada), e já existe no Brasil uma legislação para entendimento do uso desta tecnologia, como a portaria da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), DAC nº 207 e a circular de informações aéreas AIC N 21/10 do DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).
A palavra Drone vem do inglês, e quer dizer Zangão, barulhento. Empresas de grande porte do ramo de aerotecnologia oriundas da China, estão apostando nessa tecnologia. Foi o que sinalizou a National Associate Broadcasters 2015 – NABShow 2015, a maior feira de exposição e negócios para tecnologia de áudio, vídeo, novas mídias e cinema do mundo, que aconteceu em Las Vegas nos Estados Unidos no primeiro semestre de 2015. Para se ter uma ideia da relevância dessa tecnologia, a NABShow 2015 “junto com a “Drone Media Group” dedicou um pavilhão inteiro para negócios dessas máquinas voadoras, com mais de 20 expositores, denominado “Aerial Robotics and Drone Pavilion”, além de mais de 30 sessões de congresso e workshops dedicados a área de drones, e que teve como patrocinador principal, o fabricante chinês DJI (Dajiang Innovation Technology Co.), que só em 2014 comercializou mais de 400.000 unidades e agora está avaliada para uma rodada de fundos em torno de U$ 10 bilhões segundo artigo do mês passado publicado pela Forbes.

Hoje o uso desses “Veículos Aéreos Não Tripulados” está cada vez mais presente em matérias jornalísticas e documentários do gênero. O seu uso é cada vez mais presente na captação de imagens para os seguimentos imobiliários, segurança pública e privada, geologia e muitos outros.
Os drones foram uma das tecnologias mais procuradas na NABShow 2015, mesmo porque muitos desses equipamentos permitem embarcar câmeras de alta definição, como as de resolução 4K. Mas o destaque maior para captação de imagens ainda fica para o mundo do telejornalismo.
O ciberjornalismo e as diversas possibilidades de narrativa na era digital faz com que os Drones sejam uma ferramenta de grande potencial nas mãos de jornalistas inovadores. Porém para que isso aconteça é necessário uma regulamentação dos órgãos que cuidam do espaço aéreo de cada país. Foi o que aconteceu no último dia 5 de maio de 2015, quando a Administração Federal de Aviação Norte-americana – FAA concedeu aprovação para a empresa ArrowData sediada em Las Vegas – Nevada. Com essa aprovação a empresa poderá usar os seus Drones para captação eletrônica de notícias, chamado também de “Aerojornalismo”.
Segundo James Fleitz, Vice-Presidente da ArrowData, “ajudar as estações de notícias de todos os tamanhos com a capacidade de ter vídeo aéreo é uma virada de jogo. Esta é uma ferramenta que as estações em todos os mercados irão usar para melhor informar o público”.
O Brasil precisa ir pelo mesmo caminho, a fim de ter uma legislação específica para que o Aerojornalismo, as aplicações na área de segurança pública, trânsito, agronegócios, possam ser uma realidade com regulamentação atual e que garanta segurança.
Em um futuro não tão distante, os VANTS ou Drones como queiram chamar, fará parte do cotidiano do telejornalismo, com uma nova visada, usando câmeras de altíssima definição e a possibilidade de geração ao vivo para as situações mais adversas possíveis. O modo de fazer, vincular e consumir notícias está mudando radicalmente na era do Ciberjornalismo e suas novas mídias.

Interessados
Quem estiver interessado no tema, pode participar dos encontros periódicos do grupo de estudos em Novas Mídias da diretoria de TV por Assinatura e Novas Mídias da SET, liderado por Dimas Dion, basta para isso, enviar email para dimas.dion@set6.tempsite.ws e solicitar o cadastro nas comunicações do grupo

SET EXPO 2015

Durante a exposição haverá uma sessão dedicada e exclusiva ao tema, “Drones: decolando com a TV”, moderada por Rodrigo M. Terra, líder do comitê de TV por Assinatura e Novas Mídias da SET, e será no dia 24 de agosto de 2015, das 11h as 12h30, que traz especialistas na área para debater perguntas em aberto ainda, e que serão tratadas neste painel, tais como: Como a TV poderá se beneficiar destes novos dispositivos? Quais as regras que surgem para tentar regular um novo setor da aerocinematografia, que mistura permissões e bom senso com público? Como o jornalismo poderia aumentar seu arsenal criativo minimizando o risco de acidentes?