• PT
  • EN

Vídeos 8K 360 em carros de F1

Ação aconteceu num evento em homenagem ao Ayrton Senna, promovido pela marca de cerveja, que disponibilizará os vídeos em suas plataformas digitais e no GP de F1

O espaço em frente a um dos cartões postais da cidade de São Paulo, o Obelisco do Ibirapuera, pareceu ter se transformado num autódromo para receber milhares de pessoas numa grande homenagem a um dos maiores ídolos do Brasil, o piloto Ayrton Senna, morto em 1994.

Um dos destaques do Heineken F1 Festival – Senna Tribute foi a presença dos carros utilizados por Senna, a Toleman modelo TG184 e a Lotus modelo 97, e de personalidades importantes do automobilismo como Felipe Massa, Emerson Fittipaldi, Pietro Fittipaldi, Esteban Gutierrez e Caio Collet que fizeram demonstrações em carros antigos e recentes da F1. Shows e corridas de kart também marcaram o evento.

Além de tudo isso, a Heineken quis ir além e proporcionar ao público uma experiência imersiva em que ele deixa de ser mero espectador para se sentir como um piloto de F1, pilotando um carro, por meio de realidade virtual (VR). Para isso, a marca contratou a Agência Casa Mais, empresa especializada em realidade virtual e aumentada no Brasil.

“No dia do evento realizado no Ibirapuera, nós acoplamos câmeras de até 8K dentro dos carros de Fórmula 1 para produção de vídeos 360 em realidade virtual sobre o circuito realizado. A partir daí a marca disponibilizará esses vídeos em suas plataformas digitais com o intuito de atrair tanto quem esteve quanto quem não esteve presente na homenagem, proporcionando uma experiência diferenciada para o seu público”, afirma Fabio Costa, CEO da Agência Casa Mais.

“A realidade virtual pode abranger mais de um sentido, simultaneamente, ao nos envolver num ambiente totalmente simulado que induz nossa visão, audição e até o nosso tato. Assim, ela pode ir muito além de uma simples experiência visual, ao mexer com todos os nossos sentidos”, afirma Costa. Por isso, no caso da parceria com a Heineken, ele ressalta que trata-se de algo tão envolvente que poderá cativar amantes e não amantes da F1, afinal, como questiona o empresário: “Quantos não gostariam de pilotar um carro de Fórmula 1 e sentir a adrenalina desta experiência? ”