• PT
  • EN
  • ES

Uso da faixa de 2GHz na cobertura de eventos externos debatido no Congresso SET

A sessão “Mudanças: faixa 2,5 G” realizada nesta segunda (24) que foi moderada por Francisco Peres (TV Globo) contou com as participações de Carlos Evangelista (Anatel),

A sessão “Mudanças: faixa 2,5 G” realizada nesta segunda (24) que foi moderada por Francisco Peres (TV Globo) contou com as participações de Carlos Evangelista (Anatel), Otto Solino (Anatel), Adones Guerra (TV Globo) e Deisi Luiza Wosch (RPC). Os palestrantes discutiram formas em que todos possam usar o espectro de maneira saudável, otimizada e livre de interferências.

Abrindo as palestras, Deisi Luiza Wosch abordou a utilização da faixa 2.5 GHz na radiodifusão, da pauta até a entrada ao ar e a regionalização do conteúdo. Demonstrou como a faixa do espectro de 2GHz é utilizada pelas emissoras para prestar o serviço de reportagem externa. Através de um vídeo, apresentou o processo e as dificuldades de se realizar uma reportagem externa por conta das interferências naturais e imprevisíveis no sinal.

Otto Solino (Anatel), Adones Guerra (TV Globo) e Deisi Luiza Wosch (RPC). Os palestrantes discutiram formas em que todos possam usar o espectro de maneira saudável, otimizada e livre de interferências.

Abrindo as palestras, Deisi Luiza Wosch abordou a utilização da faixa 2.5 GHz na radiodifusão, da pauta até a entrada ao ar e a regionalização do conteúdo. Demonstrou como a faixa do espectro de 2GHz é utilizada pelas emissoras para prestar o serviço de reportagem externa. Através de um vídeo, apresentou o processo e as dificuldades de se realizar uma reportagem externa por conta das interferências naturais e imprevisíveis no sinal.

Adones Guerra explicou como atender à demanda de programação em tempo real com a frequência disponível atualmente na faixa de 2GHz. Para Guerra as dificuldades em trabalhar com essa faixa, são demanda do uso do espectro em grandes eventos, e a necessidade de frequências mais amplas para esses eventos. Ele relembrou também dos desafios de transmitir reportagens externas, e destacou as divergências em relação à regulamentação. Encerrou mostrando propostas de solução para os problemas apresentados no uso da faixa 2GHz.

Carlos Evangelista focou sua fala na revisão das faixas de frequências destinadas aos SARC e RTVs. O engenheiro apresentou a proposta internalizada na Anatel e as principais questões sobre a faixa 2025 – 2110MHz e 2200 – 2290MHz. E mostrou outras faixas que estão sob revisão.

Para fechar, Otto Solino abordou os aspectos regulamentares da outorga e do licenciamento de estações. Esclareceu o que foi o Acordo de Cooperação Técnica nº002/2012 entre a Anatel e o Ministério das Comunicações e destacou que a Anatel não pode alterar as taxas de licenciamento.  “A nova gestão têm feito uma análise da regulamentação procurando modos de realizar melhorias” acrescentou Solino.

A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

SET Expo 2015

A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Jéssica Dourado, Francisco Machado Filho e Fernando Moura, em São Paulo