• PT
  • EN

SET EXPO 2019: Machine learning e inteligência artificial associados à produção audiovisual

Inteligência artificial em serviços de vídeos podem, ao mesmo tempo, agregar recursos e reduzir gastos.

No segundo dia do SET Tech Break (27/8), uma série de palestras organizadas por key players do mercado e ministradas nos intervalos do almoço, a Amazon apresentou a palestra “Value of Video with Machine Learning & Media Services”.

Andre Godoi e Sergio Silva da AWS Elemental, explicaram com cases reais como é possível ter reconhecimento facial e, simultaneamente, obter informações de tempo em vídeo ao vivo ou online para “ver como trabalhar e saber dentro da plataforma Amazon Prime video com a solução de Media Analytics”, disse Godoi.

Para o executivo, “as informações adicionais que podem ser extraídas gerando destaques de vídeo e análises de mídia até agora não gerados”, o que pode ajudar na produção e otimização dos recursos, além de permitir um maior engajamento do público.

Assim, a palestra mostrou como a inteligência artificial serve para “determinar emoção”, com análises de sumário faciais” gerando opções de análises.

“Uma vez que o vídeo sobe à cloud pode ser utilizado simultaneamente em diferentes processos”, a tecnologia de compressão de vídeo está disponível fora da cloud, a virtualização é outro processo, porque a Inteligência artificial sempre roda na AWS, disse Silva a plateia.

A subida na nuvem depende muito do serviço a ser utilizado, explicou. De fato, segundo o objetivo, o delay para broadcast tem de ser considerado dependendo do conteúdo com fluxos diferentes. Com um fluxo de baixa latência, a solução trabalha com 4/5 segundos, e, em caso que são apenas para internet, pode ser levado até os 10/12 segundos. “Quando não é broadcast, a questão de tempo é diferente. Depende do que se quer mostrar e do público a ser atingido”, explicou Silva.

Por Fernando Moura, em São Paulo