• PT
  • EN
  • ES

Profissionais discutem processos de produção, concepção e execução de projetos independentes

O setor audiovisual brasileiro passa por um processo de crescimento e mudanças tecnológicas, políticas e econômicas que se devem a atuação das produtoras independentes

Produção independente brasileira

 

O painel abordou a “Produção independente brasileira”. A sessão que teve como moderador Mauro Garcia (ABPITV), quem deu destaque para dois grandes motes, a produção de conteúdos e o lado econômico. Segundo Garcia “a produção de conteúdo audiovisual não está mais ligada a uma única tela, já que a televisão tem vários significados (…) o setor audiovisual tem caminhado positivamente apesar do cenário econômico”. Os palestrantes foram Marco Altberg (ABPTIV), Marcio Yatsuda (Movioca Content House), Silvia Prado (Cinema Animadores), Paulo Leierer (Toca dos Filmes) e Marcelo Mattar (Samsung).

O presidente do Conselho Federal da ABPITV, Marco Altberg falou sobre a entidade, expôs a evolução do número de associados, projetos e eventos. Apresentou um panorama do conteúdo nacional na TV a cabo, TV aberta, mercado VOD, e em novas mídias. Deu ênfase no RioContent Market, e afirmou ainda que “por mais que a crise esteja presente, esse é um mercado que traz muito lucro”.

Marcio Yatsuda iniciou a sua alocução apresentando um histórico da sua vida profissional até chegar ao Movioca Content House. Expôs as principais dificuldades enfrentadas pela empresa, entre elas, grandes orçamentos, entender as necessidades dos canais e o longo tempo de maturação dos projetos. Citou os projetos em andamento, corporativos e autorais, e finalizou falando dos próximos passos destacando os projetos com animação.

Silvia Prado palestrou falando sobre a animação “Zica e os camaleões”, um projeto que começou como um blog. Explicou a importância da pesquisa para a confecção da série, falou sobre o que a audiência recebe na TV (cabo e aberta). Destacou a relevância da parceria “a questão da parceria é muito importante”. Entrou no conceito de transmídia, comentou os feedbacks positivos do projeto e encerrou relatando seus futuros projetos.

Paulo Leierer relatou as aspirações da Toca dos Filmes, exibiu um pedaço de um esquete (O Que Tem Pra Hoje) produzido pela empresa, projeto que teve mais de 16 milhões de visualizações no Youtube. Falou sobre seu primeiro longa-metragem que está em pré-produção, se chama “Limites”.

Marcelo Mattar (Samsung)

Marcelo Mattar falou sobre o investimento da Samsung no Moony. Ele afirmou que “considero o celular como a primeira tela, não mais a televisão”. Apontou as diferenças no consumo de conteúdo, comparou o cenário nacional e internacional. Fez uma projeção de onde o mercado audiovisual pode evoluir, segundo ele, independente da plataforma as pessoas querem consumir um bom conteúdo. Expôs o posicionamento do Moony (que é um mix de modelo). Afirmou que “A mídia virou individual”. E por fim descreveu o funcionamento do Moony, que tem previsão de expandir para América Latina em 2016.

A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

SET Expo 2015

A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Jessica Dourado  e Fernando Moura, em São Paulo