• PT
  • EN
  • ES

Profissionais debatem workflows de transmissão externa na TV

A palestra “Gerenciamento. Workflow para externa”, moderada por Alex Pimentel (SET/Casablanca Online) fechou o primeiro dia da 26ª edição do Congresso SET, realizado pela Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET).

O primeiro a falar foi Benjamin Mariage, vice-presidente de Vendas de EVS para a América Latina quem explicou a estrutura montada no para a Copa do Mundo realizada no Brasil que utilizou os servidores e todo o workflow da EVS, tanto nos estádios como no International Broadcast Center (IBC), no Rio de Janeiro.

Como foram projetados, instalados e operados esses sistemas é o tema da palestra que Todas as imagens produzidas pelas câmeras Sony que trabalharam para HBS (Host Broadcasting Service) durante a Copa do Mundo no Brasil foram gravadas e produzidas nos estádios em servidores e em sistema de gerenciamento de conteúdo da EVS, ao mesmo tempo enviadas para o IBC. Ali elas foram catalogadas nos servidores da EVS e imediatamente distribuídas para as emissoras de televisão licenciadas.

A palestra explicou “todas as etapas da produção dos vídeos da Copa e mostrar as inovações introduzidas nas transmissões”.  Uma das novidades no Mundial do Brasil foi criar e distribuir, ao mesmo tempo, seis sinais em “live streaming” – com os principais ângulos de cada boa jogada –, para o aplicativo multicâmera.

Gustavo Dutra da Ateme, abordou temas de contribuição em 4K e HD neste momento no mundo através de encoders da empresa que representa. Ele explicou que no caso de distribuição já é possível trabalhar com um frame único em 4K, “antes era preciso enviar 4 sinais, agora já podemos mandar só um”

Dutra mostrou como foi feita a contribuição e distribuição durante a Copa do Mundo que foi feita em H.264 na Copa do Mundo e afirmou que neste momento é preciso enviar “19 megabits para conteúdo padrão, e 25 megabits com frame único para 4K”.

A seguir, George Bem, gerente de Infraestrutura e Serviços da Rede Record, afirmou na palestra “Ambiente integrado para o funcionamento de um drone para Transmissão ao vivo para TV” que é possível tecnologicamente realizar transmissões de vídeo ao vivo mediante a utilização de drones, mas que isso ainda esta proibido no país.

Para isso, Bem explicou o projeto POC implementado pela emissora e integrado. Para isso a Rede Record em colaboração com a LiveU realizaram a implementação de um drone que poderia funcionar e emitir imagem em tempo real. “Passamos mais de um ano para encontrar equipamento que nos desse segurança para voar e tivesse algumas coisas como estabilidade no ar, sistema de GPS com sistema Go Home (retorno ao inicio do percurso), autonomia, link ao vivo e fácil operação”.

A seguir, Lucas Morais, gerente comercial da UCAM, distribuidora da LiveU no Brasil que explicou como 200 equipamentos LiveU utilizados durante a última Copa do Mundo Brasil 2014 onde com estas mochilas “foi possível a transmissão de conteúdos durante a Copa”.

Para o sistema da Rede Record, explicou Morais foi usado o LU500, TX 4G com oito modens para receber a imagem emitida pelo drone e chegar a emissora e como é “possível levar o sinal até a emissora”. Para isso, “devemos usar o LiveU, um gerenciador web que permite comandar a operação mediante modelos inovadores de comercialização”.

Alex Felipelli da AKAMAI, na palestra “entrega de eventos de grande visibilidade” falou dos níveis de demanda e tráfico de internet na Copa do Mundo que chegou a “6.9 Tbps”, um número nunca antes alcançado.

Isso, porque segundo e executivo da Akamai porque aumenta a audiência, o biterate e o tempo de exibição, assim “temos uma audiência crescendo com cada dia mais qualidade e maior tempo. De fato aumento a banda de conexão com conteúdos de maior qualidade e usuários mais exigentes”.

O Congresso terá 44 sessões e 220 palestrantes distribuídos em 4 auditórios simultâneos, em um fórum que congrega um grupo seleto de mais de 1.600 profissionais que discutem as questões mais relevantes do setor intensamente durante um período de 4 dias.

O evento reúne de 24 a 27 de agosto de 2014 no Pavilhão Azul do Centro de Convenções e Exposições Expo Center Norte em São Paulo, especialistas do Brasil, Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, que discutem os principais aspectos da produção, transmissão e distribuição em TV, além de temas relacionados a vídeo, cinema, rádio e internet. Entre os temas destacados está o switch-off da TV, as interações entre TV e Internet, os desenvolvimentos tecnológicos da Copa do Mundo e muitíssimos outros temas de atualidade da indústria.

* Por Fernando Moura, Revista da SET

Post Tags: