• PT
  • EN
  • ES

Diversos padrões de transmissão, mas muitos problemas em comum

Especialistas dos principais sistemas de transmissão de TV Digital relataram as principais tendências e técnicas usadas nos próximos padrões

tvdigital1

O início do segundo dia de apresentações na sala 17 contou com a seção sobre Evolução dos Sistemas de TV Digital Terrestre dos sistemas . A sessão, como moderação de Cristiano Akamine, contou com a participação de  Julio Omi, professor da universidade Mackenzie, Dazhi He (NERC-DTV), David Wood (EBU) e Masayuki Sugawara (Dibege)

Julio Omi iniciou sua fala sobre o sistema ATSC 3.0, apresentando as pesquisas que a universidade Mackenzie tem feito sobre o sistema americano e suas metas macro. Focou sua apresentação no physical layer: novo FEC baseado em LDPC e constelação de vários tamanhos. Em seguida, Dazhi He falou sobre o futuro da televisão aberta na China. Fez uma breve apresentação sobre a NERC-DTV  e exibiu o panorama atual da TV chinesa. A NERC-DTV tem o objetivo de ser a ponte entre a China e a América Latina.

tvdigitalDavid Wood tratou da próxima geração da TVD terrestre na Europa. Explicou os processos de DVB-T até a chegada do DVTB-T2-HEVC. Apresentou a  visão da Europa sobre o futuro da televisão broadcast e apresentou as complicações da distribuição de conteúdo de para  múltiplas plataformas. “Existe questões que a tecnologia pode resolver atualmente, mas nos devemos nos perguntar é o que queremos para o futuro? Qual é o propósito dos sitemas para o futuro?” Questionou Wood.  A pressão sobre o espectro e um problema mundial e que e até agora não há nenhuma decisão que possa assegura como será o futuro.

tvdigital2A sessão foi encerrada por Masayuki Sugawara, presidente da DiBEG. Sua fala foi centrada na atualização do progresso do ISDB-T e sua adoção em diversos países. Atualmente 18 países adotaram o sistema  e japonês. Sugawara apresentou os estudos para utilização do 4K e 8K dentro do sistema ISDB-T e sua importância também para o sistema EWBS (sistema de radiofusão de alerta de emergência). Dentro do road map japonês está previsto para 2016 uma transmissão de satélite em 8k.

A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

tvdigital3

SET Expo 2015

A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Jéssica Dourado, Francisco Machado Filho e Fernando Moura, em São Paulo