• PT
  • EN
  • ES

SET SUL 2015: Mudanças nas infraestruturas das emissoras

Hugo Nascimento (SET/Abert)

Hugo Nascimento (SET/Abert)

O CTO da AD-Digital, Hugo Nascimento trouxe a “experiência do IP e a SMPTE” e como a indústria trabalha “padrões abertos para garantir a compatibilidade de tecnologia entre fabricantes e facilitar a adoção de novos elementos na planta” porque “nenhum fabricante consegue realizar todo o ecossistema sem ser com produtos de padrões próprios”.

Na palestra “Contribuição IP, caminhos do mercado”, Nascimento analisou os caminhos por onde o mercado vem apontando, tecnologias e padrões entrantes. Alguns casos onde a tecnologia pode ser aplicada para auxiliar as geradoras com uma visão atualizada e aplicável considerando as estruturas atuais das empresas nacionais.

Ele trabalhou como uma infraestrutura SDI legada evolui para incorporar SMPTE -2022 como transporte de conteúdo; a implementação do AES-67 para áudio sobre IP. Ainda explicou por que migrar para IP? e quais as funções exclusivas da tecnologia atual que não podem ser realizadas com SDI. Ainda como é possível a interconexão de uma estrutura IP pensando em estrutura física.

Nascimento finalizou explicando o workflow dentro de uma estrutura IP: entendendo a relação de tempo de resposta necessário na pós-produção em relação a uma estrutura em banda base.

O SET SUL 2015, Seminário de Tecnologia de broadcast e novas mídias Gerenciamento, produção, transmissão e distribuição de conteúdo eletrônico multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, entre outros.

O seminário se realiza nos dias 12 e 13 de Maio de 2015 em Curitiba, Paraná, das 9:00 às 19:00H na Universidade Positivo Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Curitiba – Paraná, e conta com a parceria Institucional: RPC TV/Universidade Positivo.

Confirma a programação completa em:

http://www.set.org.br/eventos_regionais_sul.asp?ano=2015

Por Fernando Moura, em Curitiba