• PT
  • EN
  • ES

SET Norte analisa fluxos de arquivos

Fábio Tsuzuki (Media Portal) e José Olairson (Videodata)

Fábio Tsuzuki (Media Portal) e José Olairson (Videodata) ministraram uma palestra dinâmica e interativa com o público descrevendo a operação, recursos necessários, demandas emergenciais, e outros itens que são utilizados nos fluxos de arquivos.

Por meio de exemplos práticos, descreveram fluxos de arquivos e esclareceram alguns pontos importantes no arquivamento. Assim partiram para a análise dos recursos necessários para descrever fluxos de arquivos; como colocar fluxos de arquivos em operação; e como atender a demandas emergenciais; e quando existe uma carga operacional em processamento.

Os dois palestrantes analisaram o “storage de convergência de conteúdo com diferentes finalidades” pensando em storage para edição que “precisam de alto desempenho (throughput) para atender várias ilhas simultaneamente. No caso do edit-in-place, estes são sistemas proprietários; no push-pull pode ser usado padrões de TI; storage para exibição independente de marca, padrões de TI trabalham nas emissoras; e storage para arquivamento”.

Olairson analisou o “software defined storage, que é uma emulação da soma de todos os discos físicos, através da representação de um único disco para o sistema operacional”, e Tsuzuki propôs que os radiodifusores optem por sistemas de virtualização de servidor, na “emulação de hardware para máquinas virtuais: RAM, CPU, Controladora, NIC, USB etc.”

Para eles, a partir da implantação de sistemas virtualizados se cria uma otimização no uso da infraestrutura, do uso de licenças, dohardware, e se adotam padrões de mercado. Se cria uma infraestrutura mais robusta, com alta disponibilidade, otimização do espaço físico, e diminuição no consumo de energia elétrica/ar condicionado”.

Os palestrantes finalizaram a sua conversa com os participantes do SET Norte afirmando que com a utilização da nuvem se pode ter “alta disponibilidade, acesso global em um ambiente altamente escalável”.

De todas as formas, isso tem um problema cultural, que passa pela “quebra de conceito de uso, com dificuldade de gerenciamento de grandes infraestruturas, O choque no processo de cobrança por uso; e o conteúdo armazenado em local desconhecido pelo proprietário que gera insegurança no uso das novas tecnologias devido ao desconhecimento, o que dá menor controle sobre o tráfego de arquivos em rede ao ter um uso compartilhado de recursos”.

O SET Norte 2015 é transmitido ao vivo:


Para assistir ao vivo

Endereço para Iphone/Ipad

O SET NORTE 2015, Seminário de Tecnologia de Broadcast e Novas Mídias Gerenciamento, Produção, Transmissão e Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, serviços satelitais, normas e regulações, entre outros

O seminário se realiza das 9h às 18h (horário de Manaus – duas horas a menos que o horário de Brasília) no Studio 5 Centro de Convenções – Av. Rodrigo Otávio, 3.555 – Distrito Industrial – Manaus – AM. O evento é realizado pela SET e a Fundação Rede Amazônica.

Por Fernando Moura, Manaus (AM)