• PT
  • EN
  • ES

Automatização de controle mestre

Luiz Rodrigo Oppenheimer (Meditel Brasil) trouxe a Manaus a otimização de fluxos de trabalho em continuidade, adaptados às novas necessidades de arquivamento, redifusão e plataformas multi-telas, pensando “em conteúdos que estão sendo utilizados ao vivo” e podem ser “utilizados em outras plataformas”.

Ele disse que a progressiva adoção de fluxos de trabalho tapeless e a necessidade de tornar rentáveis os conteúdos próprios através de multicanais e plataformas demandam processos e recursos adicionais para a continuidade e que permitam “monetizar os investimentos realizados”.

Para Oppenheimer uma boa forma de trabalho pode der a “continuidade integrada em um entorno multidifusão e multitelas, onde é “possível automatizar o play out” e avançar para entregas específicas em diferentes plataformas.

O palestrante disse que a missão clássica da continuidade está começando a mudar, porque o controle mestre já não pode ser pensado como “um autómata”, senão tem de trabalhar de forma inteligente e integrada, porque “precisamos otimizar os processos mediante um software de soluções integradas que podem ser realizadas pelo QLive”, equipamento da empresa.

Sendo que os desafios do controle master passam por trabalhar em um ambiente “tapeless” e “Multiscreen”, é preciso, segundo ele, um “controle de Ingeste automático, integrado com sistemas de automatização e servidores de vídeo que realize automação de fluxos de trabalho para Controle Master; a criação de sub-clips com base nas informações As-Run Logs ou XML,s. Controle de gravação de canais em loop ou criação de arquivos 24h, e crie regras para seleção dos conteúdos a serem salvos, usando qualquer campo da automação”.

Assim, o QLIVE permite também o controle manual e a revisão de processos, o controle remoto via IP, e a atualização automática dos metadatos na BBDD da automatização.

O SET NORTE 2015, Seminário de Tecnologia de Broadcast e Novas Mídias Gerenciamento, Produção, Transmissão e Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, serviços satelitais, normas e regulações, entre outros

O seminário aconteceu no Studio 5 Centro de Convenções – Av. Rodrigo Otávio, 3.555 – Distrito Industrial – Manaus – AM, e foi realizado pela SET e a Fundação Rede Amazônica.

Por Fernando Moura, Manaus (AM)