• PT
  • EN

Streaming de vídeo com câmeras powershot e mirroles

Aluno do curso de Design Digital da PUC-Campinas explora o SET EXPO à procura de soluções avançadas de vídeo por streaming

por Victor Hugo Evangelista* e Fernando Moura

Transmissões ao vivo em redes sociais (streaming) têm uma forma própria de produção. Na maioria das vezes são realizadas inteiramente pelo próprio produtor de conteúdo, necessitando de um equipamento específico que possa ser utilizado, executado e gerenciado por apenas uma pessoa. Frequentemente encontramos nas redes sociais streamings feitos com smartphones e, por isso, além de descrevermos câmeras, microfones e iluminação para estúdio, analisaremos, também, soluções para fazer a transmissão via streamings inteiramente pelo smartphone. Por isso, apresentamos nesta reportagem algumas soluções que estiveram presentes no SET EXPO 2019 e que podem ajudar nestas produções. O projeto, que está no segundo ano, faz parte de um convênio da Revista da SET com o curso de Design Digital da PUC Campinas, para introduzir alunos e professores ao mundo do streaming digital com experiências reais em campo.

CÂMERAS
Para iniciar um projeto de streaming de vídeo é necessário começar pela captação, ou seja, pelas câmeras. Das marcas presentes na feira, a Sony e a Canon chamaram a atenção da reportagem por conta dos seus recentes lançamentos destinados aos vloggers (produtores de conteúdo para redes sociais). Por este motivo, a análise começa com as câmeras powershot e mirroles.
A Canon PowerShot G7 X Mark III é uma câmera compacta com um sensor de uma polegada, que grava em 4K/30p UHD. Possui uma lente com 2x de zoom óptico e entrada para microfone, mas o seu principal diferencial é o fato de possuir uma tecnologia que permite fazer transmissões ao vivo para ser disponibilizadas na plataforma Youtube, por meio de um aplicativo da Canon e de uma conexão Wi-Fi.
A Sony Alpha 6400 possui um sensor APS-C, gravação em 4K/30p e lentes de montagem E da marca nipônica. Permite o uso de diversas lentes, possibilitando ao usuário escolher como será sua imagem e qual lente irá utilizar.
As duas soluções possuem visor retrátil e saída HDMI. Este tipo de saída permite que a transmissão seja feita utilizando uma placa de captura, como, por exemplo, a Web Present da BlackMagic Design (também exposta na feira). A Web Present possibilita a utilização de qualquer câmera com saída HDMI ou SDI como se fosse um webcam para o computador, podendo, assim, fazer a transmissão por meio de um programa como o Open Broadcaster Software (OBS Studio) ou diretamente na plataforma da rede social.

MICROFONES
O segundo ponto muito importante em uma transmissão ao vivo é o áudio. No SET EXPO, duas marcas chinesas estiveram presentes e se destacaram devido a variedade de microfones que exibiram no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte.
A Saramonic disponibiliza para os seus clientes vários modelos de microfones direcionais que, no caso das câmeras da Sony e da Canon, poderiam ser os apropriados para um setup mais enxuto. Para transmissão, o modelo Sr-M3 é o recomendado devido ao seu filtro de corte baixo de 200Hz, e por possuir um botão de nível de áudio de +10 dB para aumentar a inteligibilidade dos diálogos. Por ser um microfone condensador, necessita do uso de uma pilha para sua alimentação.
A opção de microfone da Boya que chamou a atenção foi o By Mm1, porque não precisa de alimentação por ser um microfone Cardióide; ter tamanho e peso reduzido; ser “Plug and play”, o que evita problemas como se esquecer de ligar o microfone; possuir “parabrisa”, o que ajuda a reduzir ruídos, como por exemplo, os gerados pelo vento.

TRIPÉ E ILUMINAÇÃO
Outro produto necessário para qualquer produção de vídeo é o tripé, e no evento, a marca Sirui trouxe, dentre outros produtos, o Sirui T – 005sk, que foi o tripé escolhido para compor o nosso conjunto de equipamentos. Pelo seu tamanho de 136,7cm, ele se faz ideal para as Lives, tendo ainda a capacidade de carga máxima de 5Kg, o que é mais do que o suficiente para as câmeras escolhidas, tanto a Sony quanto a Canon.
A iluminação para vídeo é primordial para garantir uma boa qualidade da imagem. No SET EXPO 2019, a Godox e a Gobos do Brasil foram escolhidas pela reportagem para este projeto, por seus produtos de iluminação poder ser eficazes e com um custo/benefício adequado ao tipo de trabalho a ser realizado. De fato, para uma transmissão feita em um ambiente controlado e que pode ter uma estrutura um pouco maior, a Godox apresentou algumas opções de LEDs flexíveis. O que chamou a atenção da reportagem foi o LED fl150S, que devido à sua forma de construção, permite uma fácil montagem, utilizando o suporte dobrável na parte traseira do painel, além de possuir uma fonte de alimentação e um controle remoto para escolher a temperatura de cor que varia de 3200K até 5600K.
O iLED Studio White 36x3W é uma opção profissional da Gobos do Brasil por sua potência. Ele tem 36 LEDs brancos de 3W com angulação de 30°, porta filtro e opção para programação manual ou via software. Em conjunto com o Tripé CT – 40M/MB, que suporta até 10 Kg e tem elevação máxima de 3,35m, compõem um conjunto profissional que abre a possibilidade de utilizar mais de um refletor para criar diversas cenas dentro dos programas, dando para o criador uma opção interessante para suas transmissões, explicaram à reportagem os executivos da marca.

MOBILE
Pensando no mundo mobile, a feira apresentou diversas opções interessantes de equipamentos, de fato, o que chama a atenção no SET EXPO foi o fato de encontramos equipamentos que vão desde o 8K até soluções para vídeo por streaming.
As lentes SLR para smartphones da marca Sirui chegam ao mercado brasileiro para ser comercializadas num Kit que contém uma lente Wide Angle (WA), uma Fisheye, uma Portrait, e uma lente Macro, além de um filtro CPL. Este Kit é interessante porque, dependendo do que o criador queira mostrar na sua transmissão, pode dar uma cara diferente mudando a lente que irá utilizar.
Ainda na análise dos produtos da marca Sirui, destaque para os tripés pensados para suportar uma câmera ou um smartphone sobre a mesa. O 3T-15 Series é um pequeno e rígido tripé que oferece segurança para quem o utiliza devido a sua boa construção, pois devido ao seu botão de base panorâmico, permite que seja utilizado também na vertical

ÁUDIO
Uma vez definidas as lentes que pode utilizar o streamer na sua Live, passamos a outro fator importante, o áudio para smartphones. Nesse ponto, as marcas chinesas se destacaram pela diversidade de ofertas,
A Saramonic trouxe a São Paulo a sua linha SmartMic+, um microfone condensador direcional otimizado, que captura sons à sua frente e a distâncias maiores, enquanto rejeita sons pelas laterais e pela parte traseira. Pode ser encontrado em três modelos, sendo o primeiro no padrão de conector TRRS de 3,5 mm (SmartMic+), outro no padrão USB tipo C (SmartMic+ UC), e um terceiro no padrão Lightning (SmartMic+DI). Um ponto positivo do microfone é sua espuma que protege de ruídos mais simples e seu “parabrisa” que protege de ruídos mais fortes, como o vento.
A opção da Boya para smartphone assemelha-se bastante a da Saramonic, pois, também, é um microfone direcional feito especialmente para ser utilizado em este tipo de dispositivos. O BY-A7H é um microfone condensador omnidirecional plugin, com o padrão TRRS de 3,5mm. A marca também desenvolve os seus microfones pensados para Lightning e USB do tipo C, respectivamente, o BY-DM200 e o BY-DM100, explicaram os responsáveis do estande.

Quando se fala de iluminação para smartphones, a Godox desenvolveu um modelo de LED pensado para isso, o LED M32, que, infelizmente, não trouxeram para expor na feira. Apesar disso, seus outros modelos de LED conseguem suprir a falta desse específico. O melhor exemplo disso é o LED 64, alimentado por quatro pilhas AA ou alimentação 5V DC, com temperatura de cor que vai de 5500K à 6500K. Seu tamanho reduzido e sua potência fazem dele uma opção simples e eficaz para o que se propõem.

ILUMINAÇÃO MOBILE

Quando se fala de iluminação para smartphones, a Godox desenvolveu um modelo de LED pensado para isso, o LED M32, que, infelizmente, não trouxeram para expor na feira. Apesar disso, seus outros modelos de LED conseguem suprir a falta desse específico. O melhor exemplo disso é o LED 64, alimentado por quatro pilhas AA ou alimentação 5V DC, com temperatura de cor que vai de 5500K à 6500K. Seu tamanho reduzido e sua potência fazem dele uma opção simples e eficaz para o que se propõem.

STREAMING EM MOVIMENTO

Segundo os executivos consultados pela reportagem, todos os equipamentos foram pensados para transmissões sem necessidade de movimento. No entanto, é possível encontrar facilmente pessoas que tenham a necessidade de se movimentar enquanto a transmissão é realizada. Por este motivo, a 2Live e a Omnistream trouxeram soluções muito interessantes para a feira.
A 2Live é distribuidora dos produtos da LiveU e seu modelo “mais básico”, o LiveU Solo, é o ideal para o setup que a reportagem decidiu criar, pois foi projetado para transmitir diretamente para as redes sociais. Com uma entrada HDMI, recebe a imagem que deve ser transmitida, fazendo a transmissão de duas formas: através de um cabo Ethernet conectado a rede; ou através de dois chips de celular que têm as suas bandas somadas para ter uma conexão melhor.
O serviço da Omnistream foi desenvolvido para ser utilizado com dispositivos móveis como sua base de funcionamento. Através de uma fonte primária, sendo ela um smartphone ou uma câmera conectada a um aparelho de conversão oferecido pela marca, o que será transmitido é dividido em lotes que são enviados para smartphones secundários em cascata. Cada device secundário faz o upload dos lotes recebidos para um servidor em nuvem através da rede de telefonia celular. Essa solução é interessante pois elimina a necessidade de hardware dedicado para transmissão, e se houver a necessidade de aumentar a largura da banda, basta adicionar smartphones, ou seja, é uma opção que utiliza o mobile como base de funcionamento.

Setup escolhidos
Portanto, com base nas novidades da feira, uma configuração recomendada para transmissões ao vivo focada em redes sociais, seria a seguinte:

PARA ESTÚDIO:
Câmera:
Canon PowerShot G7 X Mark III Microfone: Boya By Mm1 Tripé: Sirui T-005sk Iluminação:
Godox Flexible LED fl150S Placa de captura:
Blackmagic Web Present
Meio de transmissão:
2Live LiveU Solo

PARA SMARTPHONES:
Lentes: Sirui SLR Lente
Tripé: Siriu 3T-15 Series Iluminação: Godox LED 64 Microfone: Saramonic SmartMic+ Meio de transmissão: Omnistream

Com estes equipamentos e serviços apresentados na feira, à reportagem entende que a qualidade e a estabilidade de uma transmissão ao vivo pode estar garantida, seja ela feita com câmeras, ou em externa, inteiramente pelo smartphone. De todas as formas, está é apenas uma aproximação acadêmica. Outras opções e abordagens podem ser possíveis.

Se quiser saber mais sobre o SETup escolhido assista ao vídeo produzido por Victor Hugo Evangelista no Estú-dio de Design Digital PUC-Campinas (EDDI). Escanei o QR e saiba mais.

 

 

Victor Hugo Evangelista é aluno do Prof. Dr. Fernando Carlos Moura no Curso de Design Digital da PUC Campinas. A matéria resultou de uma parceria entre o Curso e a Revista da SET para formar alunos interessados em tecnologia audiovisual promovida pelo editor-chefe desta publicação e o diretor Adjunto do Curso de Design Digital, Prof. Dr. Victor Kraide Corte Real.