• PT
  • EN
  • ES

SET inicia aproximação com UFSCar

Da esquerda para a direita: Carlos Aronchi, Alexandre Sano, Olímpio Franco, João Carlos Massarolo, José Munhoz e Dario Mesquita
© Foto:Tainara Rebelo

A SET e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) estudam um estreitamento de ações em prol do incentivo às startups na área do audiovisual. O acordo com o Grupo de Estudos sobre Mídias Interativas em Imagem e Som (GEMINIS) está em vias de acerto e pretende oferecer uma “ponte” entre profissionais do mercado audiovisual e acadêmicos na área de multiplataformas. Os alunos do Curso de especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual Multiplataforma já tem no currículo a disciplina Startups do Audiovisual – Empreendedorismo e Inovação para incentivar as iniciativas empreendedoras no segmento.
“Procuramos a SET com o objetivo de integrar academia e mercado local, uma vez que as nossas startups se formam na academia e depois firmam acordos com empresas estrangeiras. O nosso objetivo é aproveitá- las aqui, com o mercado que está ao nosso redor, mas que não chega até elas por falta de oportunidades”, explica João Carlos Massarolo, docente do Departamento de Artes e Comunicação (DAC) da UFSCar.
A SET, por sua vez, planeja mapear estes talentos ainda em estágio acadêmico e, por meio de Seminários, demonstrações de produtos, e workshops, mostrar a realidade na qual irão atuar. “Olhar para estas startups multiplataforma é olhar para o futuro da produção de conteúdo. É nessas empresas que a gente consegue enxergar a rapidez das transformações e as novas ideias, e a SET está dando força para que essas ideias cheguem mais rápido ao mercado e se fortaleçam na academia”, avalia José Carlos Aronchi, Diretor de Eventos da SET.

A parceria
Com o acordo assinado, a SET pretende participar, em maio de 2018, da 2ª Jornada Interativa do Grupo de Pesquisas em imagem e som da UFSCar. “Queremos levar a SET para dentro da universidade e fazer os alunos conhecerem o que ela pode oferecer. Participar dos eventos regionais, do SET EXPO e montar delegações para ir ao SET e Trinta, em Las Vegas. Tudo com o objetivo de impulsionar essa troca de informações entre os engenheiros com os criativos”, explica Aronchi.