• PT
  • EN
  • ES

SESSÃO SET: Sentidos e desafios de OTT

A manhã do segundo dia do SET Nordeste 2016 começou com uma interessante e reflexiva palestra ministrada por Vitor Chaves de Oliveira (Engenharia – Coach IT Group Inc./UNISAL/DeVry Metrocamp/SET) que afirmou que “a qualidade se dá em base a processos”.

A “Sessão SET: Sentidos e desafios de OTT para profissionais: Broadcast tradicional e Broadcast streaming” analisou como os diversos meios de conteúdo “habitam num ambiente cada vez mais disruptivo, mas não

Vitor Chaves de Oliveira

Vitor Chaves de Oliveira

destrutivo”. Nesse ponto, o palestrante explicou aos ouvintes como congregar tecnologia, talento criativo, novos hábitos e direcionamento mercadológico.

O futuro passa pela convergência e pelos ciclos de vida dos conteúdos, na opinião de Oliveira. “A convergência é um caminho sem volta, porque nesse ciclo, a qualidade cada vez é mais importante. Hoje estamos no mundo IP, um mundo no qual o debate constante se dá entre qualidade e expectativa.”

Devemos, segundo o palestrante, pensar cada vez mais nas ferramentas de criação de conteúdos, entendendo que as técnicas que promovem a colaboração de arte e tecnologia “dão vida ao produto audiovisual. O que traz qualidade [aos conteúdos] são as pessoas, enquanto a tecnologia evolui”, ressaltou.

Oliveira pontuou, ainda, que a gestão de conteúdos se torna cada dia mais importante no mundo OTT e afirmou que,”nesse mundo, a automatização é fundamental pensando em integração com softwares”.

Antes de encerrar a sua participação, o acadêmico destacou que a comercialização de conteúdos que procuram, basicamente, a “busca de ganhar dinheiro, sabendo que a distribuição e a entrega de conteúdo são fundamentais para o sucesso, pensando em serviços que sejam flexíveis e possam funcionar em IP. Assim, o que importa é a busca por orientação à conexão em uma tecnologia orientada à aplicação”, concluiu.