• PT
  • EN
  • ES

Painel discute migração AM/FM e impacto da internet no rádio

O Painel 8 debateu os impactos da internet no mercado de rádio e expôs detalhes do processo de migração do AM para o FM no Brasil e no Ceará © Foto: Gabriel Cortez

O Painel 8: Rádio online e migrações para o FM encerrou as atividades do SET Nordeste 2017 na tarde do dia 18 de maio, em Fortaleza. Marco Túlio Nascimento, vice-diretor de rádio da SET, moderou a sessão, que contou com palestras de Carmen Lúcia Azulai (ACERT); Paulo Fernandes (CBN Recife) e André Cintra (ABERT). Os convidados debateram os impactos da internet no mercado de rádio e expuseram detalhes do processo de migração do AM para o FM no Brasil e no Ceará.
Além de moderar a sessão, Marco Túlio Nascimento realizou uma apresentação introdutória na qual mostrou dados do mercado norte-a-mericano de rádio e falou do cenário de convergência digital no setor. “O ouvinte, hoje, é ‘atacado’ pelo rádio via internet nos carros, que estão conectados, nas casas que estão conectadas, nos dispositivos móveis que estão conectados e, obviamente, nas emissoras de rádio FM tradicionais que também estão transmitindo digitalmente”. Nos Estados Unidos, disse o executivo, 50% da audiência das rádios ainda vem do AM e do FM; 20% da população ouve em smartphones e 12% no computador.

Carmen Lúcia Azulai, presidente da ACERT, apresentou uma pesquisa sobre o rádio em Fortaleza divulgada pelo Ibope em dezembro de 2016. A audiência online na capital cearense é muito pequena, referiu. Apenas 1% dos entrevistados ouviam as rádios no computador, 10% no celular e 6% em outros meios; 83% dos ouvintes ainda utilizavam plataformas tradicionais que não dependem de conexão com a internet.